1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

[Tutorial] VPN - Como funciona?

Discussão em 'Dúvidas e Suporte—Internet, Redes, Segurança' iniciada por Transmontano, 10 de Abril de 2008. (Respostas: 3; Visualizações: 10388)

  1. Transmontano

    Transmontano I folded Myself

    No site da Linksys, é disponibilizado um tutorial sobre VPN. Aquilo que eu fiz, foi apenas copiar o conteúdo desse tutorial, para ficar neste fórum.
    Como tal, todos os créditos referentes a este tutorial, são reservados à Linksys.

    Nota: Este post, é apenas e só de caracter informativo, não querendo fazer qualquer tipo de publicidade à empresa em causa.


    -----------------------------------

    Como a VPN Funciona

    A VPN estabelece uma rede privada de modo que os dados podem ser enviados de maneira segura entre esses dois locais. Esse enlace direto ou "túnel" possibilita que todas as aplicações localizadas na rede principal fiquem acessíveis a partir do local remoto. Por exemplo, você pode acessar a sua conta de e-mail na empresa, arquivos armazenados no servidor e outras aplicações críticas de negócio a partir de sua casa ou quando estiver viajando. Você pode trabalhar exatamente da mesma forma que se estivesse no escritório, pois do ponto de vista da aplicação não há diferença entre um dispositivo conectado diretamente à rede principal e um conectado através da VPN.

    As VPNs criam redes seguras ligando um escritório central aos escritórios das filiais, funcionários remotos e/ou profissionais em viajem (os viajantes a negócios podem se conectar a um roteador VPN usando qualquer computador com um software de cliente VPN que suporte IPSec). O IPSec (Internet Protocol Security – Segurança de Protocolo Internet) é um conjunto de padrões usado para troca segura de pacotes de dados e é geralmente utilizado para a implementação de VPNs.

    Há duas maneiras básicas de criar uma conexão VPN:

    1. Roteador VPN para Roteador VPN – Em casa, um funcionário remoto usa o seu Roteador VPN de Cabo/DSL para sua conexão sempre ativa com a Internet. Ele configurou o roteador com as configurações de VPN de seu escritório. Quando ele se conecta ao roteador do escritório, os dois roteadores criam um túnel VPN, encriptando e decriptando dados. Como as VPNs utilizam a Internet, a distância não importa. Usando a VPN, o funcionário remoto agora tem uma conexão segura com a rede do escritório central, como se estivesse conectado fisicamente.

    2. Computador (usando software cliente VPN ou adaptador USB que suporte IPSec) para Roteador VPN – Em seu quarto de hotel, uma executiva em viagem conecta-se ao Provedor de Internet, o ISP do hotel para obter acesso à Internet. O notebook dela possui software cliente VPN que está configurado com as configurações da VPN do escritório dela. Ela executa o software cliente VPN que suporta IPSec (Internet Protocol Security – Segurança de Protocolo Internet), o qual se conecta com o Roteador VPN no escritório central de sua empresa. Como as VPNs utilizam a Internet, a distância não importa. Usando a VPN, a executiva agora tem uma conexão segura com a rede do escritório central, como se estivesse conectada fisicamente.

    Segurança da VPN
    As VPNs são usadas para proteger a transmissão efetiva de informações de um local específico até outro local específico através da Internet. A idéia é proteger os dados enquanto estão em um local público (a Internet), no qual hackers ou qualquer um pode acessá-los, mas que geralmente são deixados sem criptografia enquanto estão em uma rede privada sob o seu controle (a rede da empresa em seu escritório). Com o login correto e o software de VPN instalado, apenas usuários autorizados poderão acessar a rede empresarial através da Internet e nenhum dado que seja trocado poderá ser interceptado.

    Maximização da Segurança VPN
    Da mesma forma que você maximizou a segurança da sua rede interna com um roteador de firewall, você também deve maximizar a segurança para os seus dados transmitidos externamente. Você pode fazer isso com um roteador IPSec VPN Linksys. O IPSec oferece autenticação robusta e de fato criptografa os dados transmitidos através da Internet. O IPSec é compatível com a maior parte dos pontos terminais VPN e assegura privacidade e autenticação para os dados, ao mesmo tempo em que autentica a identificação do usuário. Com o IPSec, a autenticação se baseia no endereço IP do computador. Isso não apenas confirma a identidade do usuário, mas também estabelece o túnel seguro na camada de rede, protegendo todos os dados que passam através dela.

    Através da operação na camada de rede, o IPSec é independente de qualquer aplicação sendo executada na rede. É importante observar que a criptografia IPSec cria uma ligeira redução na velocidade de transmissão de dados, devido ao processamento necessário para a encriptação e decriptação dos dados. Alguns dispositivos VPN deixam os Cabeçalhos IP sem criptografia. Esses cabeçalhos contêm os endereços IP para os usuários em ambas as extremidades do túnel VPN e podem ser utilizados pelo hacker em futuros ataques. No entanto, os Roteadores VPN Linksys, não deixam os cabeçalhos IP sem criptografia. Usando um método chamado PFS (Perfect Forward Secrecy – Sigilo Perfeito de Encaminhamento), não apenas os cabeçalhos IP são criptografados, mas também as chaves secretas usadas para proteger o túnel são criptografadas.

    Configurar uma conexão VPN em seu PC pode ser demorado e complicado, exigindo grandes conhecimentos de tecnologias de criptografia e segurança. A QuickVPN Linksys, o software de VPN "simples", fornece procedimentos simples de configuração para conectar de maneira segura o cliente remoto à rede principal.

    Os Roteadores VPN Linksys deixam os seus dados seguros, mas há ainda outras maneiras de maximizar a segurança. Apresentamos a seguir apenas algumas sugestões:

    • Maximize a segurança em suas outras redes. Instale roteadores de firewall para suas conexões à Internet e use as medidas de segurança mais atualizadas para redes sem fio.
    • Estreite o escopo de seu túnel VPN o máximo possível. Em vez de atribuir uma faixa de endereços IP, use o endereço específico para os pontos terminais necessários.
    • Não configure o Grupo de Segurança Remoto para "Qualquer um", visto que isso abrirá a VPN para qualquer endereço IP. Especifique um único endereço IP.
    • Maximize a Criptografia e a Autenticação. Use criptografia 3DES e autenticação SHA (Secure Hash Algorithm – Algoritmo de Hash Seguro) sempre que possível.
    • Use uma ferramenta ou software de configuração que configure dinamicamente as chaves de criptografia para cada sessão, tal como a QuickVPN.

    A transmissão de dados através da Internet é uma brecha na segurança da rede que é freqüentemente ignorada. Com a VPN maximizada, em conjunto com o uso de um roteador de firewall e a segurança sem fio, você protege os seus dados mesmo quando eles saem da sua rede.

    [​IMG]

    FONTE
     
    Última edição: 10 de Abril de 2008
  2. rmrb

    rmrb Power Member

    Cavei fundo :D

    Uma dúvida. A rede da Univ. tem algumas limitações. Por exemplo o Android não se conseguiu ligar ao Play Services visto algumas portas não estarem disponíveis.
    Usando uma VPN consegue se contornar essa questão das portas fechadas?
     
  3. eunito

    eunito Power Member

    Bom dia!
    Há algum serviço de vpn gratuito sem limite diário ?
     
  4. At Work

    At Work Power Member

    https://www.frootvpn.com/
    Quando me registei o serviço era grátis e bem explicito no site, agora não encontrei essa informação.

    Cumps
     

Partilhar esta Página