1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Ubuntu - Drivers proprietários disponíveis ... na loja !

Discussão em 'Novidades GNU/Linux & *nix World' iniciada por John Silva, 16 de Outubro de 2008. (Respostas: 40; Visualizações: 2659)

  1. John Silva

    John Silva Power Member

    Foi com alguma preocupação que acabei por ler uma notícia no blog da Canonical onde fala na disponibilidade de codecs na loja online ! Por outras palavras, terão de pagar drivers proprietários da empresa Fluendo e Cyberlink para já e brevemente, ao que tudo indica, a lista poderá aumentar.

    Poderão ler o blog no seguinte link: http://blog.canonical.com/?p=37

    Sei que existem problemas legais em alguns países e disponibilizá-los desta forma é uma maneira de contornar o problema, mas como é óbvio, levanta outros problemas....

    Eu vejo isto com alguma apreensão por ser facilmente previsível que num futuro próximo poderemos ter um Linux gratuíto mas para correr seja lá o que for, teremos de pagar ! Resumindo, poderá ficar bastante caro se optarnos por ter tudo 100% legal.
    O preço que veio ao público é igualmente preocupante mesmo que $25 USD possa não parecer muito à primeira vista, preparem-se para juntar a esse preço o preço de muitos outros obtendo assim no final um somatório elevado.

    Não me interpretem mal ! Eu defendo que o trabalho árduo dos programadores que se dedicam exclusivamente a isto deverá ser compensado financeiramente, mas num mercado global de muitos milhões de utilizadores e de realidades muito diferentes, o preço deverá ser o mais baixo possível !
    Por essa quantia, NUNCA compraria os codecs ! Acho um preço muito elevado e tendo em conta que no Windows esses mesmos codecs são mais baratos., dá que pensar !

    Sei que mesmo havendo um aumento nas restrições no Linux, haverá sempre distribuições "rebeldes". Por outro lado, tenho receio que nasça no Linux uma empresa que seja "clone" da empresa de Redmond.... Acham difícil ? Vejam o que aconteceu com o BSD .... sabem de que OS eu estou a falar ?
     
  2. muddymind

    muddymind 1st Folding then Sex

    Atenção que a questão dos codecs no windows não são de borla... ao pagares o windows tás a pagar as royalties inerentes a eles e mais uma série de outras coisas como por exemplo o próprio formato do DVD.

    No Ubuntu acontece o mesmo tal como em inúmeras outras distros que se prende com o facto de estar a violar patentes ao distribuir codecs gratuitamente. Devido a isso e a outras razões existem desde há muito versões pagas do mandrake (agora mandriva) suse e afins.

    É claro que há imensas distros que violam isso tais como o mint e afins mas essas até o próprio gpl violam com a inclusão de binários não open-source :rolleyes:
     
  3. skorzen

    skorzen Power Member

    Este tipo de questões levantam sempre uma data de outros problemas. É óbvio. Um deles é a liberdade.
    Por um lado, discordo da medida, na medida em que o uso de "controladores" (ou seja o que for) proprietários, vai contra a liberdade do utilizador. Mas por outro, e com a realidade que temos, se for preciso, poderia pagar por tais "regalias", visto que é difícil ter um sistema 100% livre (OK, falar do Stallman não vale).
    Agora, uma coisa será certa: ninguém nos vai obrigar a nada. Só paga isso quem quer, não fosse a máxima do Ubuntu, a frase "Ubuntu will always be free of charge (...)".
     
  4. tangram

    tangram Power Member

    Se te estás a referir ao código FreeBSD que a Apple usou... não estou a ver o que uma coisa tem a haver com a outra.
     
  5. John Silva

    John Silva Power Member

    Todos nós somos livres de pagar ou não o software :002:. O facto de não pagarmos, poderá ser legal ou não dependendo da forma como é feito e do software em questão e como nós sabemos, depende imenso da consciência de cada um.
    Se formos analisar bem a quantidade de software ilegal existente nos computadores dos Portugueses, teríamos que fazer uma prisão gigantesca para lá meter no mínimo um ou dois milhões de pessoas...
    Prefiro ter o software a um preço baixo e acessível onde todos possamos pagar do que recorrer à pirataria para o obter, creio que a maior parte das pessoas partilha dessa opinião.

    Eu não me importaria de pagar o preço que eu considero justo pelos codecs ou outro software qualquer. Neste caso, $25 USD é exagerado e nunca o comprarei por esse preço !

    O Windows não vem ( ou não vinha ) com software de origem capaz de ler DVD's ! Normalmente quem oferecia essa possibilidade eram os "extras" que acompanhavam o SO nomeadamente o software de gravação de CD's ou DVD's e um DVD Player, no meu caso, comprei um gravador de DVD's que veio com o Nero e o programa da Cyberlink onde estava incluido os codecs ! Resumindo, paguei cerca de 30€ pelo gravador de DVD's, veio com software de gravação legal e com o programa para ver DVD's ..... Sendo assim, acho que pagar quase 25€ por esses codecs para o Linux é um autêntico absurdo !


    Quanto ao código que a Apple usou para criar o OS X, sim, tem realmente TUDO a ver ! Aliás, a própria Apple denunciou durante anos e anos um abuso da parte da Microsoft por terem usado o seu código do SO da altura para criarem o Windows.... aliás, essa hstória é deveras conhecida.
    Obviamente que a Apple perdeu a vergonha e fez o mesmo com o BSD... mas claro, o código é fechado e está no segredo dos deuses e nunca iremos saber... não é ?
     
  6. skorzen

    skorzen Power Member

    Mas espera. Liberdade não é o oposto de responsabilidade.
    Tu não és livre para optar por não pagar um programa que na realidade é pago. Se o fizeres, estarás a ir contra regras legais, e mereces ser punido.

    Mas não é nenhuma desculpa para que tu o possas fazer.
    Aqui entra a velha frase: "Faz o que eu digo, mas não faças o que eu faço."

    Certo. Através de doações parece ser a melhor maneira. Mas a questão dos 'drivers' não é assim tão fácil de resolver.

    It's all about the license, mate! ;-)
     
  7. Goncalo Silva

    Goncalo Silva Power Member

    Isto foge um pouco a filosofia Linux/Open Source. Vamos ver como evolui...
     
  8. tangram

    tangram Power Member

    Andas mal informado existe partilha de código entre a Apple e FreeBSD, e quando digo partilho digo bilateral. Esta partilha de código é obviamente a nível do kernel e não da interface.

    Aliás a licença BSD deixa-te fazer praticamente tudo. Exemplo disso é a TCP/IP stack de FreeBSD que a Microsoft usou para os seus OS.

    Ninguém roubou ou levou sem perguntar, a licença apenas o permite.

    E só mais uma coisita... não se pode pensar como se Ubuntu fosse o principio e fim de tudo o que é Linux... Tem popularidade? Sim tem. Essa popularidade vai estender-se a daqui a 5 anos? Não se quem não estiver satisfeito mudar.
     
    Última edição: 17 de Outubro de 2008
  9. Abd67

    Abd67 [email protected] Member

    Sinceramente esses preços para codecs, acho elevado. Logicamente só compra quem quer.
    Quanto ao Ubuntu, estou satisfeito, larguei de uma vez por todas o windows desde a versão 7.04 e até agora tenho encontrado todas as alternativas possiveis aos programas win32.
     
  10. iGama

    iGama Ubuntuguide Translator

    É o seguinte, não estou a ver o problema aqui realmente.

    Isto só demostra que existe um mercado de negócio no mundo Linux e há empresas a reparar nisso. Estas situações, a de venda de codecs têm a sua lógica no mercado americano, por causa das patentes de software e esta é a unica forma Legal de ter codecs no Ubuntu sem cobrar por ele. Tal como disseram antes, é por isso que Suse, Mandriva, etc têm versões pagas, porque já vêm com estes codecs proprietários e afins, e têm de pagar os direitos aos mesmo para serem comercializados no mercado.

    Em portugal não tens este problema, os codecs são legais pela legislação PT, logo meter os w32codecs, libcssread para ler os dvd's, etc, é legal. Mas lá fora há paises que não é assim.

    A solução de ultrapassar isto é ter codecs opensource e usar formatos livres, e temos o direito de escolha para isso, temos a liberdade em linux de escolher. Estes codecs vendidos permitem ter um mail leque de escolha para o consumidor que quer pagar para ter outro tipo de suporte.

    "Há e tal isto vai acabar com linux"... O mercado está a evoluir, linux sempre evoluiu e sobreviveu SuSe, RedHat's e afins. EU até estranhava se não começa-se a haver software pago em linux.

    OpenSource não implica gratuito, Software Livre implica ser gratuito. Não confundam conceitos.
     
  11. esquiso

    esquiso Power Member

    Foge? Porquê?
    AFAIK, a filosofia "Linux" (?) e "Open Source" nunca invalidou a situação de um programa ser pago. E, a bem dizer, os codecs para reprodução de MP3/DVD não são OpenSource nem Free Software. Têm todo o direito de cobrar por eles independentemente da situação.

    A mim, esta medida pouco me diz. Cada vez mais uso FLAC/OGG e não uso Ubuntu. Dois passos para ultrapassar esta pseudo-tempestade-num-copo-de-água na maior.
     
  12. iGama

    iGama Ubuntuguide Translator

    Mas o que tem isto ser Ubuntu? a distro continua a ser gratuita, logo, vai afectar alguem?

    Isto é apenas a mostrar uma solução para resolver algumas situações consideradas ilegais em alguns paises. Há um novo mercado ai fora e as empresas estão a começar a perceber-se disso.

    Não há tempestade nenhuma, há é um novo mercado alvo (aka USA + Patentes ), nada de especial.
     
  13. esquiso

    esquiso Power Member

    Para já, só se vê o Ubuntu a avançar com esta jogada. ;)

    Eu percebi isso, daí ter dito "pseudo-tempestade-num-copo-de-água".
     
  14. slack_guy

    slack_guy Power Member

    Já faltou mais para chegar a 'enxurrada' de cracks e SN para software proprietário para *NIX. Assim que algumas software houses virem que podem ganhar dinheiro com a venda licenças de software para Linux vai ser um 'festival' :-)
     
  15. ld50

    ld50 Power Member

    Mas qual é o problema? Antes também era pago, a única diferença é que agora a canonical tem uma loja onde os vende.

    E podes saca-los gratuitamente se achares que a lei no teu pais o permite :)
     
  16. van_Zeller

    van_Zeller Power Member

    Tens a certeza? Eu também pensava que chipar a minha xbox era legal (e jogos piratas é que eram ilegais), mas afinal já temos um mini DMCA cá na Europa, ou pelo menos foi o que eu vi na wikipedia.

    Mas mesmo assumindo que sim, é legal sacares esses codecs, o facto de ser legal cá mas não lá fora é meramente uma questão de tempo até chegar à UE e depois para a legislação nacional.

    Finalmente, não percebo uma coisa: isto é sobre drivers ou codecs? É que não é a mesma coisa.
     
  17. APLinhares

    APLinhares OpenSource Moderator
    Staff Member

    Já em tempo se falou aqui que a Canonical tinha estudado essa hipotese e iria avançar mais tarde ou mais cedo. E assim feito.
    Se for como antigamente previsto, será codecs (primeiro) e drivers proprietários. Isso não quer dizer que seja tudo pago, mas sim, que permita que o suporte em alguns aspectos (legais) seja mais completo.
    Mas já foram dados mais que exemplos existentes :)
     
  18. iGama

    iGama Ubuntuguide Translator

    Chipar uma consola é uma coisa, outra é codecs para reprodução de dvd's, etc. eu tinha a legislação aqui... não estou é a encontrar, quando a encontrar digo, qual é.

    Isto é sobre Codecs.

    Vou lançar a minha ideia e pensamento sobre isto:

    1º As outras distros com representação legal empresarial , RedHat, Suse, Mandriva, têm todas uma disto paga. Custo esse que cobra todas estas situações (Codecs, etc etc ) e uma Distro gerida pela Comunidade, limpa, mas onde existem repositórios extra com os mesmos codecs. Esses codecs nesses repositórios são considerados ilegais em certos paises ( O mesmo se acontece com Ubuntu )

    2º O Ubuntu, é uma distro gerida pela Comunidade, com o Apoio e financiada pela Canonical. Esta é a solução da Canonical, para o Ubuntu poder ser visto como uma alternativa sem ilegalidades nos paises em que isto é um problema, sem começar a cobrar pelo Ubuntu.

    Logo volto a perguntar, onde está o problema e pk o stress?
     
  19. Skyflier

    Skyflier Power Member

    No Fedora isso é assim, somos redireccionados para o site da Fluendo e tem de se pagar pelos codecs, claro que depois há uma maneira de ir busca-los noutros repositórios mas isto prova que a Canonical não está a fazer nada que já não esteja a ser feito.

    E todos sabem qual a reputação da Red Hat Inc. em comparação com a da Canonical.
     
    Última edição: 19 de Outubro de 2008
  20. iGama

    iGama Ubuntuguide Translator

    Exacto :)

    Ou seja, só se esta a fazer tanto drama pk se está a falar de Ubuntu?
     

Partilhar esta Página