1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Ubuntu, Red Hat e a cloud...

Discussão em 'Novidades GNU/Linux & *nix World' iniciada por Ketheriel, 16 de Maio de 2012. (Respostas: 17; Visualizações: 1711)

  1. Ketheriel

    Ketheriel Power Member

    [​IMG]

    Há uns tempos atrás surgiu um thread aqui no fórum que sugeria que a Amazon estava a utilizar Ubuntu para a Cloud... Tal como disse agora e previamente, a Amazon orgulha-se das máquinas RHEL (Red Hat Enterprise Linux)... E eis que agora surge um artigo que confirma o que tinha dito previamente... Ubuntu domina na Cloud da Amazon enquanto 'Guest OS'... E mais não digo ;)

    * http://www.theregister.co.uk/2012/05/11/ubuntu_emulates_amazon/

     
    Última edição: 16 de Maio de 2012
  2. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Lembro-me de ter saído a notícia que o ubuntu era mais usado que Red Hat e simplesmente não liguei a essa noticia, por uma simples razão. É muito complicado saber o que cada empresa corre.
    Não é como os sistemas operativos cliente, em que os browsers têm um user agent e outros detalhes que se apanham e se consegue saber mais ou menos uma percentagem de uso.
    Com virtualização, clouds, sistemas embedded, etc, é muito complicado saber-se mais ou menos o que se usa. Muitas vezes, nem um primeiro olhar para o dispositivo dá para saber o que está lá.
    Nem mesmo um apanhado do uso dos repositórios ajuda, porque existem muitos e porque é banal criar um repoitório privado que sirva centenas ou milhares de máquinas.

    Dito isto, acho que a Amazon pode ser um bom exemplo.
    Dá para perceber que eles usam red hat como hosts e muita gente escolhe correr Ubuntu como guest.

    A parte interessante é que as pessoas podiam correr Centos, que é free e quase igual, mas escolhem Ubuntu.
    Não acho que Centos seja pior que Ubuntu. Na maior parte dos casos, em que não é preciso suporte, os dois fazem a mesma coisa da mesma forma.

    Parece-me que Ubuntu consegue ter melhor publicidade que Red Hat e parece-me normal, porque para a Red Hat só lhe interessam clientes pagante e nem toda a gente precisa ou pode ou está na desposição de pagar.
    Dizer que Ubuntu não ganha nada com muita gente que usa o sistema operativo sem pagar, também acho que não é bem assim. Ganha, mas uma percentagem muito menor que a Red Hat.

    Já agora, com o Ubuntu a "pagar para usarem o Ubuntu na cloud", não admira que as pessoas usem e alguns deles passem a usar nos seus projectos.

    Já agora e talvez o mais importante deste post. Quando saiu o 12.04, andei a ver o funcionamento do "Ubuntu cloud". É interessante, mas acho que ainda faltam ferramentas melhores de gestão.
    A parte interessante é que andei a instalar o Ubuntu, configurar, yada yada yada e não precisava. Depois descobri que a Canonical tem um "Livecd Ubuntu Cloud in a box". Para experimentar, é simples e rápido.
    Por acaso, acho que poucas pessoas sabem da existencia deste livecd.
     
  3. PapiMigas

    PapiMigas Power Member

    :) este post n deixa de ser flame...
    Só falta compararem o tamanho da pilinha, hehe.

    De qualquer modo uma empresa que tenha um parque informático de servidores não muda de S.O. assim de repente, a não ser o nosso governo...

    Cump
     
  4. wwwjunk

    wwwjunk Power Member

    Este tipo discussões/notícias são assim algo...... inúteis.......
    Ketheriel respondias lá no outro tópico sobre isso. Parece que ficas mesmo picado quando alguém se mete com a Red Hat :D És accionista?

    ---------

    "O meu carro é melhor que o teu"
    "As minhas sapatilhas são mais caras que as tuas"
    "Se dizes algo de mal do que eu tenho/uso vou-te à tromba"
     
  5. PapiMigas

    PapiMigas Power Member

    Por acaso é... :D
     
  6. Ketheriel

    Ketheriel Power Member

    Por acaso até sou, mas sou uma gota de àgua num oceano ;)
     
  7. nfk

    nfk Power Member

    A Amazon não me tem interessado muito, porque prefiro controlar a minha cloud, (claro que pode ser útil para processamento pontual, apenas não me agrada a ideia de depender de um serviço assim), mas a Red Hat tem estado muito ativa nesse campo também, com o desenvolvimento da Deltacloud e Open Stack. Se isso servir para promover standards abertos e interoperabilidade de clouds, excelente.
     
  8. MaskedHero

    MaskedHero Power Member

    Isto tem tudo a ver com o linux enquanto empresarial critico. E digam o que quiserem mto pouco suporta ubuntu, seja monitorizacao, seja opsware, seja backups corporativos.
     
  9. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Certo. Software empresarial a pagar normalmente há maior suporte para Red Hat que Ubuntu ou outra distribuíção qualquer. Se for closed source, isto é importante porque só há binários.

    A questão, tendo em conta o titulo da thread, é que na cloud uma grande percentagem das máquinas deve estar a correr LAMP e/ou serviços relacionados com LAMP.
    Para este tipo de tarefas, pouco importa que distribuição se usa. Há diferenças de kernel, configurações default, etc, mas com modificações, qualquer distro serve.
    Ubuntu é mais usado neste mercado pelo exposição mediatica que tem e por dar muita importancia ao mercado Cloud. Como existem muitos servidor LAMP, é normal que Ubuntu tenha uma grande quota de mercado.

    Acho que é fácil de visualizar o que se passa.
    Se colocarmos numa escala servidores, onde por baixo estão webservers e no topo, mainframes, quanto mais se sobe, maior a quota de mercado de Red Hat e menor a de Ubuntu.
     
  10. Ketheriel

    Ketheriel Power Member

    Tens mesmo a certeza que queres dizer isto? Por outras palavras... Qualquer distro é boa para correr Apache, PHP e MySQL ? Isto pode ser verdade para intranets e afins... porque para máquinas publicas, a distro que utilizas faz toda a diferença! A não ser que corras software custom (ex: as tuas proprias builds, coisa que ninguem faz...)....
     
  11. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Sim, queria mesmo dizer isso.
    Quais são as grandes diferenças na stack LAMP nas principais distros?
    Não conto com ficheiros de configuração default, porque isso é fácil de mudar.
     
  12. Ketheriel

    Ketheriel Power Member

    LAMP nem sempre é Linux, Apache, MySQL e PHP. Em alguns casos o PHP é substituido por perl e por python, sendo distribuido na mesma enquanto LAMP; sure, a maior parte das pessoas quer o PHP, mas é bastante popular o Python (web_dav, mod_python entre outros).
    Eu nunca foi grande simpatizante de 'bundles', uma das razões é que normalmente os componentes de base da distro são melhor trabalhados; pelo menos é a sensação que tenho pelo que conheço, e isto aplica-se a 2 ou 3 distribuições em particular.
     
  13. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Não discordo. Os "bundles" dificilmente sõe exactamente a configuração ideal. É impossível ter defaults optimizados para todos os cenários e para todo o hardware.
    Na verdade, isto acontece com todo o software. Tenta-se ter os melhores defaults possíveis, mas se o utilizador conhecer o programa, quase de certeza que ter performance/funcionalidades melhores que o default.

    Eu também ando por Centos e Debian. Noutras distros iria sentir dificuldades. Não é linux, mas por exemplo, a estrutura dos ficheiros em Solaris e Freebsd é bastante diferente.

    Dito isto, LAMP no sentido restrito, é algo que não é muito diferente de distro para distro.
    A nível de funcionalidades, o que se consegue em Ubuntu, consegue-se em Centos. É um bocado "chapa 5".
    Se alguém quiser correr Wordpress, em qualquer distro funciona.
     
  14. Ketheriel

    Ketheriel Power Member

    Eu desconheço quem está por detrás do LAMB e sou sincero...:

    1) Apache utilizo o que vem na distro, nunca tive necessidade de me desviar dos pacotes de base;
    2) Fedora EPEL se for o caso de exigências de features que não estejam presentes no oficial da distro;
    3) MySQL. por onde tenho passado normalmente é tudo sitios onde se utiliza PostgreSQL; Penso que é um dado que a maior parte das pessoas está a par, o MySQL é bom para uma utilização que seja centrada em queries, o PostgreSQL tem performance muito superior em cargas que sejam maioritariamente de inserts. E por razoes historicas o PostgreSQL suportou replicação antes do MySQL, para mim é uma feature que vale toda a atenção (o MySQL5 já funciona muito bem com replicação, o 3 nao suportava e o 4 nunca me passou pelas maos). Por acaso o meu conhecimento em bases de dados é mais vocacionado para openLDAP e trabalho mais frequente em LDAP.

    A minha questão em relação ao LAMB é simples... normalmente é os pacotes de base na distro onde conheço teem uma equipa de segurança por detrás que segue os CVE's, implementa fixes e afins... no caso dos bundles do ponto de vista de aplicar fixes e afins, acho que é muito mais lento... normalmente o espaço médio deve de andar à volta dos 15 dias entre a identificaçao de um bug até ser publico. Isto requer um pouco mais de atenção para quem tem máquinas publicas... Mas ok... é apenas a minha opinião. Relativamente a FreeBSD, nunca liguei muito, e Slowlaris já foram tempos... Ainda me rio de vez em quando so de pensar que utilizei uma Sun Enterprise 10.000 como cinzeiro uma vez ;)
     
  15. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Quando penso em "bundles" penso na opção do Ubuntu Server, ou do Debian na instalação, escolher database server e webserver. Ou imagens criadas com esses compoenentes.
    Os updates para esses é igual à distro.
    Não sei se estás a falar de outro tipo de bundles.

    Não conheço bem o "track record" das distros principais, mas às vezes estou a navegar pelo lwn, onde do lado direito aparecem os patchs lançados e dá-me ideia que nas principais distros saem mais ou menos ao mesmo tempo.

    Quanto ao Solaris e Freebsd, se calhar sou biased por ter usado primeiro *nix num e ler documentação no outro, mas acho que em certos pontos ainda têm vantagens sobre o mundo Linux.
    Há coisas que gostava que passassem para o mundo Linux.

    Seja como for, em relação a número de de máquinas instaladas em servidores. Quantidade é diferente de qualidade.
    É mais impressionante um Red Hat instalado numa mainframe com centenas de dias de up time e como servidor de base de dados para uns milhares de computadores, do que um ubuntu na cloud a servir wordpress. No entanto em número, existem mais deste último caso.
    Além disso, Ubuntu tem como alvo toda a gente e é free, enquanto a Red Hat tem como alvo uma parte do mercado empresarial e é a pagar.

    Uma coisa por ser muito usada, não quer dizer que seja boa *cof* Windows ME *cof*.
     
  16. Ketheriel

    Ketheriel Power Member

    Não é bem isso que me refiro... Penso que o que te referes são grupos de software, ou kickstarts, ou patterns de instalação; isso no fundo define um grupo de pacotes a instalar por pré-definição.

    Tudo o que involve segurança normalmente é aplicado dentro do timing até o bug ser aberto ao público; todos os vendors estão subscritos nos CVE's, portanto a informação é disponibilizada para todos em simultaneo. Eu mais tarde sobre o bug do agente de snmp vou comparar os fixes entre as distros populares ;)

    O Solaris é lento por natureza (ou era)... a começar pelos discos da Sun não suportarem mais de 40Mb/seg... Isto em máquinas 'normais' sem arrays em Raid e afins... o Sparc era brutal e ainda hoje sinto falta dos Alpha's.... nada aguentava carga como esses desgraçados... Hoje em dia nao ligo muito a isso... Do Solaris lembro-me bem do berbicacho que instalar um Apache naquilo, a começar por fazer build de muita tralha do GNU incluindo a glibc e amigos... Não tenho saudades nenhumas disso, e mesmo para as BD's da Oracle, hoje em dia sobre RHEL ou Oracle Linux é sempre a bombar...

    Só por curiosidade, eu vi com os meus olhos um P3 500 da ***** a dar uma malha numa Sun eventualmente umas 100x mais cara durante um dump/migraçao de uma BD em PostgreSQL ;) É dos momentos épicos que tenho na memória.

    Andavas por aí há uns 10 anos atras quando aquele puto maluco de Gaia rebentou com perto de 4000 máquinas? A qualidade de uma install é sempre o brio do Admin que esta por detras dela ;)

    Se algum dia nos encontrar-mos pessoalmente eu mostro-te uma com mais de 5000 dias de uptime ;) Não posso postar foto por questões obvias.

    Sure... Fedora é Red Hat... é gratuito... Tens rebuilds de RHEL quanto basta gratuitas... lá no fundo isso não é desculpa... o problema é que a Red Hat tem pessoal em todos os projectos, e é pessoal que sabe bater codigo... isto para dizer que se exigires resposta à Red Hat, eles respondem... Tenta fazer isso com outras distros... sure... um preço... Mas as contribuições da Red Hat são responsáveis por teres um Desktop gratuito... Portanto sê um bom cidadão e agradece à Red Hat o que fazem pelo GNOME, Mesa, Gallium, nouveau, Free Desktop, etc... Porque se removeres as contribuições da Red Hat, voltavas 15 anos atrás no tempo e nesta altura andavamos todos a trocar screenshots de Window Maker, AfterStep, etc... ;)
     
  17. cktiger

    cktiger Power Member

    desktop environments sem redhat não tinhas um gnome evoluido, mas tens um kde ou um xfce que para muitos é melhor até que o gnome...
     
  18. Ketheriel

    Ketheriel Power Member

    Tinhas XFCE sem GTK+? Por outras palavras... sem GTK+ (Red Hat / Novell) não tinhas XFCE... e que aplicações ias utilizar? Quanto ao KDE... sure...
     

Partilhar esta Página