1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.
  2. COVID-19 Mantenham-se seguros: Pratiquem distanciamento físico de 2 metros. Lavem as mãos. Usem máscara.
    Informação sobre COVID-19. Ajuda a combater o COVID-19 com o [email protected] e com o [email protected].
    Remover anúncio

Análise UPS Sine Wave - SOCOMEC NETYS PR-MT

Discussão em 'Hardware - Análises, Artigos e Guias' iniciada por Kayvlim, 28 de Junho de 2020. (Respostas: 6; Visualizações: 798)

  1. Kayvlim

    Kayvlim Moderating From /home
    Staff Member

    Viva,

    Na sequência deste tópico, adquiri uma UPS da SOCOMEC, a NETYS PR-MT de 1500VA.
    Está lá detalhado o que me levou a tomar esta decisão, e pretendo divulgar a minha experiência ao fim de apenas uma semana de uso. Tenciono actualizar esta análise ao longo do tempo caso hajam alterações a registar.
    Noto que esta é a minha primeira UPS, bem como a minha primeira análise, e a minha intenção é escrever aquilo que gostaria de ter lido durante a minha pesquisa.

    A primeira imagem mostra a versão de 1000VA à esquerda e a de 1500VA/2000VA à direita. A imagem seguinte mostra o painel traseiro apenas da de 1500VA (provavelmente idêntica à de 2000VA):

    [​IMG]
    [​IMG]

    Tratando-se de uma marca da qual nunca tinha ouvido falar, contactei a marca por telefone no sentido de saber onde é que podia comprar.
    A UPS custou-me cerca de 260€ (IVA incluído), consideravelmente acima do que estava a considerar pagar. Ainda não encontrei grandes motivos de queixa, e acho que estou a usufruir o que paguei.


    O meu caso de uso

    Uma pandemia, uma quarentena e algum tempo livre significam que pude começar um projecto que já tinha na calha há alguns anos :P
    Estou a construir o meu "homelab", e pretendo garantir alguma protecção e disponibilidade.
    Moro no centro de Lisboa e não é frequente existirem problemas na rede eléctrica, pelo que esta protecção serve 1) para as eventuais ocorrências de falhas ou variações anormais de tensão, e 2) para o caso mais comum de falha eléctrica em minha casa, que é às vezes excedermos acidentalmente a potência contratada e "o quadro disparar".

    O equipamento actualmente alvo de protecção é um NAS (~50W), um router (< 50W), um switch (< 10W), um Raspberry Pi 4 (< 15W), um desktop (< 200W previstos) e um monitor (< 50W). Isto significa que a UPS tem de aguentar 375W no mínimo. Para dar alguma margem, considerei como mínimo aceitável 500W, e como mínimo desejável 700W.
    O NAS provavelmente tolera bem uma falha eléctrica (ZFS ftw!) e é só a chatice de reiniciar. O Raspberry Pi, com o seu microSD, já deve ficar corrompido, e uma vez que o papel dele na minha rede é importante faço questão que esteja sempre disponível. O desktop e monitor nunca foram alvo de preocupação por estarem quase sempre desligados, mas a comprar uma solução ficaram também incluídos no budget.


    Requisitos

    Os meus requisitos à partida, todos eles cumpridos por esta UPS, eram os seguintes (sem ordem):
    • Line-Interactive.
      Também podia ser Online (dupla conversão) se as houvessem silenciosas, mas não encontrei nenhuma, e são geralmente muito mais caras.
      Pelo que percebi, a diferença entre line-interactive e offline é a capacidade de lidar com picos ou "vales" de tensão. Não estava muito preocupado com isso na minha zona, mas acaba por ser um bom "crivo", uma forma de filtrar rapidamente uma quantidade elevada de equipamentos de baixa qualidade.

    • Onda sinusoidal ("Pure Sine Wave").
      É um requisito para as fontes de alimentação de hoje em dia (com Active PFC, 80 Plus Gold...), e as alternativas no mercado que normalmente contêm palavras como "approximated", "stepped", "pseudo" ou "simulated" são efectivamente de onda quadrada e são inadequadas (mesmo que digam que não, é jogar à lotaria).
      Confirmei com um osciloscópio o aspecto da onda, e ... pareceu-me bem! As fotos estão lá para baixo.
      Este também foi o requisito mais difícil de satisfazer, quando em conjunto com um bom suporte em Portugal.

    • Power Factor não inferior a 70%.
      Esta UPS anuncia um PF de 70%.

    • Potência mínima de 700W.
      Ambas as alternativas serviam, tanto a versão de 1000VA (700W) como a de 1500VA (1050W).

    • Runtime mínimo de 10 minutos a 350W.
      Pelos vistos é considerado normal uma UPS durar menos de 5 minutos quando em carga máxima, pelo que o meu objectivo é durar não menos de 10 minutos com a carga que estou à espera que ela tenha normalmente, e projectar de acordo.
      A informação que recebi da SOCOMEC é que o runtime esperado a 350W é de 10 minutos na versão de 1000VA, e de 14 minutos na versão de 1500VA.

    • Baterias substituíveis.
      Deve ser possível substituir apenas as baterias, e as baterias de substituição devem ser fáceis de encontrar e a preços não muito elevados.
      O orçamento que eu tive para comprar as baterias recomendadas para esta UPS foi de 54€ (pelas duas, IVA incluído), e pelo que percebi são baterias comuns (12V sealed lead-acid).

    • Monitorização a partir do computador através de software open-source.
      Esta UPS tem uma porta USB (mas não inclui o cabo, que é USB-A, vulgo "cabo USB de impressora"), e a SOCOMEC disponibiliza o seu software proprietário, o "Local View", que não serve para o meu caso de uso.
      No entanto, esta UPS também é suportada pelo projecto Network UPS Tools (NUT) através do driver blazer_usb, que era o caso ideal para mim por já estar automaticamente integrado no FreeNAS. Esta informação ainda não consta da base de dados do projecto, mas vou enviar a minha contribuição para lá.

    • Ecrã com informação do estado da UPS
      Interessa-me poder olhar para a UPS durante um episódio de falha e conseguir saber rapidamente a carga que ela está a suportar e a bateria restante.
      Esta UPS inclui esta informação, bem como a tensão actual à entrada.
      Hoje em dia parece-me que todas as UPS disponibilizam isto, com raras excepções (notavelmente as APC Back-UPS).

    • Silêncio
      A UPS deve estar o tempo todo em silêncio, e apenas pode fazer barulho quando estiver a funcionar a baterias.
      O nível de ruído anunciado para esta UPS é de 55 dBA a um metro de distância. Na prática, estou sentado ao lado dela, e quando ela está em modo de baterias, faz um barulho mais baixo do que o meu portátil da MSI quando está a puxar pela gráfica.
      Quando não está a usar as baterias, está em silêncio, como desejável.

    • Suporte em Portugal
      Também foi um requisito difícil de satisfazer. Especialmente em caso de avaria durante a garantia, interessa-me uma marca que me responda, e que não me obrigue a enviar uma encomenda de 15kg para o estrangeiro às minhas custas.


    Experiência

    Tive rapidamente a oportunidade de descobrir a qualidade do suporte. No dia 17 a UPS chegou a minha casa com danos possivelmente resultantes do transporte. Após contactar a comercial, recebi no dia 19 a UPS de substituição. Ainda estou à espera de instruções para devolver a UPS inicial: a prioridade foi eu receber uma UPS em condições. Impecável.

    A caixa da UPS trouxe dois cabos C13-C14 como estes (C13 é o da direita):
    [​IMG]
    Estava à espera que ela trouxesse apenas um cabo C13-Schuko para ligar a UPS à parede e eu é que teria de desencantar os cabos certos para ligar os equipamentos. Afinal, assim faz muito mais sentido - o cabo que eu estava a usar para alimentar o NAS passa a alimentar a UPS, e os cabos que a UPS traz ligam-na tanto ao NAS como ao desktop.

    Para além da UPS, a caixa trazia os dois cabos (apesar da foto só mostrar um) e alguma documentação bem como um CD com o manual e o software:
    [​IMG]

    A UPS tem praticamente a mesma altura que uma Fractal Design Node 304 (diferem de 5 mm):

    [​IMG]

    Footprint:
    [​IMG]


    Assim que coloquei a UPS a carregar pela primeira vez apercebi-me rapidamente do primeiro "defeito": o ecrã LCD só é legível de frente. Quanto maior o ângulo dos olhos com a horizontal, mais difícil é de ler:

    [​IMG]

    Uma vez carregada, liguei os equipamentos usando os cabos fornecidos, bem como duas réguas de tomadas da Equip para ligar equipamentos com ficha Schuko. Coloquei também um Shelly Plug S entre a UPS e a parede para poder ligar e desligar a alimentação remotamente, sem abdicar da ligação à terra.

    A seguir, configurei o NUT para passar a registar o estado da UPS a cada 30 segundos, e através do Shelly Plug, desliguei a alimentação da UPS para ver quanto tempo durava com a carga nela presente (cerca de 130W, ou ~12% da sua capacidade):

    [​IMG]

    Algumas notas sobre este gráfico:
    • 19:35: com a UPS carregada, desliguei a alimentação. A carga (linha azul) ronda os 10%, e a voltagem da bateria cai para 85%. A UPS passa a "beepar" uma vez a cada 10 segundos. Não é possível desligar estes beeps.
    • 19:44: desliguei o monitor externo. O load desceu para 6%, e a voltagem da bateria subiu. Voltei a ligar logo a seguir, porque ele era necessário.
    • 20:17: são atingidos os 50% de bateria
    • 20:33: voltei a desligar o monitor e ligar logo a seguir.
    • 20:36: a UPS passa a beepar uma vez por segundo, indicador de low battery. Liguei imediatamente a alimentação.
    • 20:38: notei no NUT que o low battery era de 8% e desliguei novamente a alimentação
    • 20:39: quando o NUT acusou 2% de bateria restante, liguei novamente a alimentação e deixei a UPS carregar
    • 22:22: o monitor externo foi desligado
    • 01:22: a bateria atingiu os 100% de carga
    Portanto:
    • a UPS aguentou uma carga média de 130W durante pouco mais de uma hora (64 minutos)
    • os 50% de bateria foram atingidos após 42 minutos, ou 66% do tempo
    • os cerca de 400 beeps que ouvi durante esta hora foram bastante enervantes
    • a seguir, demorou quase 5h a recarregar
    Considero-me bastante satisfeito como este runtime, porque a carga "crítica" é esta, retirando o monitor externo.

    Entretanto também quis confirmar a forma da onda. Não tendo um osciloscópio de qualidade ou acesso a alguém com um, usei um "baratucho" que é o que tenho. Não tenho uma UPS de onda quadrada para servir de controlo, pelo que os próximos gráficos valem o que valem:

    Medida da saída da UPS alimentada pela rede (239.5V RMS):
    [​IMG]

    Medida da saída da UPS alimentada pela bateria (227.8V RMS):
    [​IMG]
    Parece-me bastante "sine wave".

    Consegui capturar a transição para o modo de bateria duas vezes:
    [​IMG]

    [​IMG]

    Talvez um dia eu compre um Rigol DS1054Z e arranje gráficos mais bonitos :P

    Ainda planeio repetir o teste de runtime com mais alguns equipamentos (como o desktop) ligados, e tenciono registar também a voltagem da bateria.

    O output do NUT neste momento é o seguinte:
    Código:
    ~ $ upsc socomec
    
    battery.charge: 100
    battery.voltage: 27.60
    battery.voltage.high: 26.00
    battery.voltage.low: 20.80
    battery.voltage.nominal: 24.0
    device.mfr:
    device.model: 1500VA
    device.type: ups
    driver.name: blazer_usb
    driver.parameter.pollinterval: 2
    driver.parameter.port: auto
    driver.parameter.synchronous: no
    driver.version: 2.7.4
    driver.version.internal: 0.12
    input.current.nominal: 6.0
    input.frequency: 50.0
    input.frequency.nominal: 50
    input.voltage: 244.1
    input.voltage.fault: 242.9
    input.voltage.nominal: 230
    output.voltage: 244.1
    ups.beeper.status: enabled
    ups.delay.shutdown: 30
    ups.delay.start: 180
    ups.firmware:
    ups.load: 9
    ups.mfr:
    ups.model: 1500VA
    ups.productid: 5161
    ups.status: OL
    ups.temperature: 25.0
    ups.type: offline / line interactive
    ups.vendorid: 0665
    
    Infelizmente, nenhuma variável é alterável:

    Código:
    ~ $ upsrw socomec
    ~ $
    
    Não só não me parece ser possível desligar os beeps, como ainda não sei se é possível enviar um comando à UPS para ela se desligar (por exemplo, após um shutdown controlado dos sistemas ligados).

    Termino por aqui por hoje, mas ainda devo regressar em breve e actualizar esta página :)

    Entretanto, aceito críticas, sugestões, e informações sobre alguma coisa que me esteja a esquecer de ter em conta!
     
    Última edição: 28 de Junho de 2020
  2. Metro

    Metro Benevolent Dictator For Life
    Staff Member

    Nas UPS no geral nunca percebi porque se coloca a forma acima da função. Refiro-me às ventoinhas minúsculas que acabam por ter que ser mais barulhentas. As opções de alarmística também deviam poder mudar-se porque cada vez mais estes equipamentos acabam por ser usados em laboratórios caseiros ou pelo menos em espaços residenciais e é complicado :D

    Desconhecia a marca e ainda bem que o suporte foi bom. Eu não arrisco e opto sempre por APC mas é por ser conservador. Esperemos então pelo feedback a longo prazo.
     
  3. SchattenMann

    SchattenMann Power Member

    Parabéns, excelente review e muito útil!

    Tenho de substituir as minhas velhinhas ACP SURT1500 e estava precisamente a pensar nesta. Pelo que vi da tua review a minha única queixa seria não puder desligar o buzzer.

    Após 2 meses de uso tens mais algum feedback?
     
  4. Kayvlim

    Kayvlim Moderating From /home
    Staff Member

    Acho que a resposta é em parte procurar componentes mais baratos, e em parte procurar não cobrir as necessidades de toda a gente, especialmente aqueles que estariam dispostos a pagar por um produto mais caro. Eu pessoalmente não vejo motivo para não se poder controlar os beeps pela interface que já é disponibilizada. Talvez se o circuito do beeper estiver directamente ligado ao inversor e completamente separado do microprocessador?...

    Quanto à APC, na thread inicial em que explorei alternativas chego a referir isso. Tive sempre pessoas à minha volta a dizerem-me que a APC é a escolha "segura", mas a conclusão a que cheguei é a de que estaria a pagar mais pela marca do que pela qualidade, especialmente tendo em conta que praticamente tudo o que encontro da APC em Portugal é em onda quadrada. Pelo menos para mim acaba por não ser uma escolha acertada.

    Entretanto já confirmei que o desktop que eu projectava consumir menos de 200W consome na realidade perto dos 300W quando está com a gráfica a pedalar.

    Também fiz mais um teste em Julho onde tive este desktop ligado mas idle. A carga média rondou os 20%, e a UPS aguentou cerca de 32 minutos (metade do tempo pelo dobro da carga; estas coisas não costumam ser assim tão lineares, mas assim o foi). Estou para actualizar com mais gráficos, mas ainda não tive paciência.

    Notei também que a temperatura que a UPS acusa é sempre de 25.0°C, mesmo quando está em modo de bateria. Portanto, o seguinte resultado é falso e não deve vir de nenhum sensor:
    Código:
    ups.temperature: 25.0
    
    É especialmente óbvio não só por nunca se ter alterado nem um décimo em 2 meses como neste momento a temperatura ambiente está acima dos 30°C e as ventoinhas da UPS continuam desligadas, portanto nada a está a arrefecer.

    A rede eléctrica por aqui ainda não falhou, portanto ainda não tive nenhum evento de teste mais "a sério".

    Obrigado pelas respostas, e se houver alguma coisa que eu possa testar, ou se tiverem alguma questão concreta a que possa responder, avisem :)
     
  5. SchattenMann

    SchattenMann Power Member

    Podes partilhar a configuração do NUT?

    Nunca usei NUT, estava a usar apcupsd porque o NUT parece que nao é atualizado desde 2016? Mas não sei se o apcupsd vai funcionar com a socomed ou não...seja como for já encomendei uma :)
     
  6. Kayvlim

    Kayvlim Moderating From /home
    Staff Member

    Não apontei as alterações específicas que fiz à configuração default, e ainda tenho o NUT configurado em modo standalone, mas isto deve ser suficiente (comentários removidos excepto o do maxretry):

    Código:
    [email protected]:~# find /etc/nut/ -type f -mtime -90
    /etc/nut/upsd.users
    /etc/nut/nut.conf
    /etc/nut/ups.conf
    
    [email protected]:~# cat /etc/nut/upsd.users
    (... dados de autenticação, no formato que está lá descrito nos comentários,
         que acho que é irrelevante de qualquer modo dado que está em modo standalone ...)
    
    [email protected]:~# cat /etc/nut/nut.conf
    MODE=standalone
    
    [email protected]:~# cat /etc/nut/ups.conf
    # Set maxretry to 3 by default, this should mitigate race with slow devices:
    maxretry = 3
    
    [socomec]
        driver = blazer_usb
        port = auto
        desc = "ups socomec"
    
    edit:
    Quanto à actividade, fui espreitar o GitHub deles, e tem commits relativamente recentes; é capaz é de ter cada vez menos movimento, mas acho que isso é normal: https://github.com/networkupstools/nut/

    Se entretanto identificares alguma coisa que valha a pena referir, coloca aqui, sff, para poder incluir!

    Espero que gostes :) qual compraste?
     
    Última edição: 10 de Setembro de 2020
  7. SchattenMann

    SchattenMann Power Member

    Encomendei tbm a 1500 PR-MT, é basicamente para levar com o mesmo: NAS, RPIs, Router e pouco mais.