1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Valor da fotografia

Discussão em 'Fotografia e Vídeo' iniciada por raztilho, 17 de Julho de 2009. (Respostas: 16; Visualizações: 1219)

  1. raztilho

    raztilho Power Member

    Pessoal, preciso seriamente de ajuda.

    Um Centro Comercial está interessado em comprar-me uma série de fotografias que tirei propositadamente para o efeito. Ora, isto implica a cedência de todos os direitos sobre as imagens. Ficariam, portanto, com os ficheiros originais.

    A minha questão é - e dado que não sou profissional e não estou habituado a estas andanças - qual o valor comercial das fotografias? Quanto devo pedir? +-?


    Grato pela ajuda!
     
  2. Rui Marto

    Rui Marto Power Member

    Para que fique claro logo de início, as fotos são tuas e sempre tuas. O que vais ceder são direitos de utilização das mesmas. Logo aí o preço vai variar consoante a utilização que as fotos vão ter. Se for para eles meterem no site, tem um valor, se for para eles fazerem tudo e mais alguma coisa, tem outro completamente diferente. Agora depende também de quantas fotos são, do tipo de trabalho que é e da própria qualidade das mesmas.

    De qualquer forma, se tiraste propositadamente para o efeito, não seria suposto já teres acordado um valor?
     
  3. raztilho

    raztilho Power Member


    Olá Rui. Antes de mais, obrigado pelo esclarecimento. As fotografias que tirei inserem-se no "se for para fazerem tudo e mais alguma coisa", daí ter falado sobre a cedencia total dos direitos.

    Tirei as fotos com a intenção de posteriormente as apresentar, afim de conhecer o feedback que teriam para ver se vendia alguma coisa

    Cumprimentos
     
  4. Rui Marto

    Rui Marto Power Member

    Sim, eu percebi isso em relação à utilização. Só estava a esclarecer que os direitos de autor são sempre teus, não se podem ceder. Cedes os direitos de utilização (neste caso, direitos de utilização livre), mas as fotos são sempre tuas. E podes usá-las a menos que lhes dês exclusividade.

    Posto isto, sendo para utilização livre, eu não venderia por menos de 100-150€. E a partir daí era sempre a escalar, consoante o interesse deles nas fotos, se querem exclusividade ou não e obviamente tendo em conta a qualidade e dimensão do trabalho.
     
  5. Hiver

    Hiver Power Member

    Tenta saber qual sera o fim das fotografias. Pk se forem,por exemplo, para uma camapnha publicitaria a nivel nacional com bastante visibilidade, o preço tera de tar de acordo. Logo sera um preço + alto do k se for por exemplo, como o Rui disse, para um site.
     
  6. Uns pontos importantes, eras só tu a fotografar o que eles agora querem ? Ou havia "concorrência" ?
    Isto insere-se no tópico do preço, pois se escalas muito, eles mostram-te "o" dedo.

    As questões legais é que sempre me deixaram confuso. " Se for para isto, x " " Se for para aquilo, y " e se ele acordar x mas eles usarem para y, sendo y para uma projecção superior a x ?
     
  7. Rui Marto

    Rui Marto Power Member

    Tens direito a fazer uso de advogados... Precisas é que a justiça funcione.
     
  8. raztilho

    raztilho Power Member

    Não havia concorrência mas houve. I.e., o mesmo serviço ja tinha sido feito por outros fotografos (estes ditos 'profissionais') mas eles não ficaram completamente satisfeitos. A verdade é q eles adoraram as fotografias que eu tirei, dando-me a ideia que ainda tenho alguma margem de manobra. Mas enfim, é sempre um risco estar a escalar o preço, de facto.
     
  9. raztilho

    raztilho Power Member

    Lá está, eles não quiseram avançar com o que vão fazer às fotografias, embora eu tenha questionado. Estou um bocado às escuras, nesse ponto...
     
  10. Joao Tiago

    Joao Tiago I quit My Job for Folding

    Propõe um preço acima do que queres, para depois ires tirando na negociação. Assim ainda podes conseguir uns bons trocos. Mas não mostres medo ao falar no preço, fá-lo com confiança, porque se te mostras influenciável ou assim, eles cortam-te as pernas.

    Mas atira o barro à parede. Se pegar, ganhas umas boas massas, senão, tenta para a próxima. Se conseguiste fazer esse trabalho, consegues fazer outro.
     
  11. Rui Marto

    Rui Marto Power Member

    Olha que isso também não é assim... É à conta dessa forma de pensar que muitos fotógrafos estão queimados. Atiras o barro à parede uma vez e arriscas-te a nunca mais ter a hipótese de voltar a atirar.
    É preferível não ganhar tanto no primeiro trabalho, mas conseguir dois, três, quatro trabalhos, etc, e ficar com um cliente que sempre que precisar sabemos que recorre a nós.
     
  12. Eu acho que numa primeira fase é importante o dares-te a conhecer ao mundo. Depois, o céu é o limite :)
     
  13. Joao Tiago

    Joao Tiago I quit My Job for Folding

    Sim, isso é verdade Rui. Disse aquilo numa de ele arriscar mais um pouco, para não chegar a sair muito prejudicado. Imagina que a foto vale 100€, ele tenta vender por 150€. Se o cliente aceitar, é bom, se não aceitar, ele pode sempre fazer o tal desconto de amigo, e assim não sai a perder.

    Mas isto é apenas a minha maneira de ver as coisas.
     
  14. concordo, caso se trate de um cliente que potencialmente ira solicitar mais trabalhos. caso contrario acho k se pode subir um pouco a fasquia...
     
  15. Rui Marto

    Rui Marto Power Member

    Sim, também concordo, mas se é um cliente que poderá voltar, convém ir logo para os 100€, nem que depois se fique um pouco a perder. 150€ para 100€ estamos a falar de 50% a mais, não é propriamente pouco. Uma margem para negociar, na minha opinião, nunca deve exceder os 25% sobre o valor real.
     
  16. sim e preferivel 3 trabalhos a 100€ do k um a 150€ :)

    2 a 100€ ja e nakela, depende do trabalho k de (afinal de contas o trabalho da segunda fica por 50€)
     
  17. Joao Tiago

    Joao Tiago I quit My Job for Folding

    Mas também depende do que eles podem ganhar com esse trabalho.
     

Partilhar esta Página