1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.
  2. Consulta o Portal de Jogos da ZWAME. Notícias, Artwork, Vídeos, Análises e muito mais.

    Remover anúncio

[Wii] Resident Evil 5 (especulação)

Discussão em 'Nintendo' iniciada por I_Eat_All, 23 de Julho de 2008. (Respostas: 99; Visualizações: 4071)

  1. I_Eat_All

    I_Eat_All Plasma Beam!

    Resident Evil 5, dispensa apresentações, e desde que a Wii saiu que há buzz à volta de uma potencial versão Wii, agravadas pelo facto de a Capcom ter lançado o RE4 e REUC para a plataforma, daí vieram petições e pedidos suficientes para a Capcom reconhecer publicamente a procura.

    Basicamente é um daqueles rumores que nunca morre, e não há thread para ele, pelo que se alguma vez der no que seja, haverão noticias dispersas por todo o forum em vez de uma thread organizada pelo que optei por criar esta, embora pessoalmente diga já que
    Pessoalmente não creio que rumores nesta altura tenham fundamento, a Capcom nunca disse nem vai dizer que tal jogo nunca vai existir nem que seja para manter a porta aberta, e não creio que seja algo impossível de acontecer... mas não acredito que o jogo esteja neste momento a ser planeado, pelo menos activamente, para a Wii.

    Dito isto, cá vai uma recapitulação breve da postura da empresa:

    Declarações importantes de 2007:

    Fonte: http://www.jeux-france.com/news20790_interview-video-masachika-kawata.html


    mais recentemente:

    Confusão da E3 2008:

    Fonte: http://kotaku.com/5028022/segas-president-casually-mentions-resident-evil-5s-wii-release


    Resposta de Sven: (Capcom Strategic Planning)

    Fonte: http://www.capcom-unity.com/ask_cap...71/1045221/RE5_Wii_Rumors&post_num=3#14907207


    Topico(s) Relacionado(s):

    -> [Wii] Resident Evil 4
    -> [Wii] Resident Evil: Umbrella Chronicles

    -> [Wii] Dead Rising: Chop Till You Drop
     
  2. suwgamm

    suwgamm Power Member

    oq seria bom era um re propio e exclusivo do wii


    o 5 não me agrada muito

    Edit: o mais engraçado é que ate a Sega esta pedidindo o Re5 pro wii.. ahahahhahahahahahahahhahahahahahahaha
     
    Última edição: 23 de Julho de 2008
  3. theforbidden1

    theforbidden1 Banido

    falta o post do BioHazard 0 Wii nos tópicos relacionados.
     
  4. I_Eat_All

    I_Eat_All Plasma Beam!

    Que não sai do Japão e como tal não será um jogo acessível a nós; não o pus por isso.
     
  5. rest44

    rest44 Power Member

    Eu apostava mais num Resident Evil exclusivo para a Wii, desenvolvido de origem. Fazia mais sentido do que um simples port. Além disso, um RE a pensar no potencial da wii com motion control fazia todo o sentido, muito mais do que uma simples adaptação dos controlos.

    E se a Wii compete num mercado paralelo, deve apostar na diferenciação dos jogos. Há muita gente que tem uma Wii e um ps3/360 (o meu caso por exemplo), se lançarem um exclusivo para a wii provavelmente vendem mais do que um port.
     
  6. CoolMaster

    CoolMaster Power Member

    Mercado paralelo? Eu a pensar que era o mesmo.

    O teu caso é esse, no entanto o teu "há muita gente" é uma pequena parte das pessoas! Portanto não faz sentido pensar assim. Dava jeito a ti e a mais meia duzia de gatos pingados, apenas.
     
  7. rest44

    rest44 Power Member

    Isso pensas tu.

    E sim é um mercado diferente do das outras consolas e posso-te dar uma serie de razoes para essa afirmação (e não tem a ver com questões de capacidade gráfica): a Wii tem uma abertura aos casual gamers que as outras consolas não têm, a Wii é comercializada exclusivamente como consola de jogos e não como "media center", a Nintendo definiu a Wii como New Generation e não Next Generation para diferenciar-se das outras consolas, os grandes titulos da Wii (Mario Galaxy, Mario Kart, Zelda, ect) distinguem-se dos grandes títulos das outras consolas (Gears Of War, GTA, Metal Gear, ect), jogos com o mesmo nome que saiem na Wii e noutros sistemas são totalmente diferenciados (PES 2008 por exemplo).

    É preciso continuar?

    Lá por serem as 3 consolas a vender jogos de video não quer dizer que não tenham mercados diferentes. No máximo podem ser produtos substitutos, mas não se pode considerar própriamente competidores directos porque os productos são diferenciados.

    A coca cola e o ice tea têm um mercado diferente. São ambas bebidas, mas não são concorrentes directos. O concorrente directo da coca cola é a pepsi. A Wii aqui é o ice tea. Get it? A Wii é uma consola, mas o producto é diferente. New Generation - Next Generation.

    Não é à toa que por inumeros forums online, se fala que a combinação ideal é wii+360. Se há dinheiro para isso é outra questão. Mas é como o turismo.. 1 destino de praia não é o mesmo mercado que 1 destino de campo, podes fazer os dois. Podes é não ter dinheiro para fazer os dois e escolhes só um.


    PS: É verdade, a concentra sempre vai ficar com a distribuição da xbox360 em Portugal? É que se é o mesmo mercado não faz grande sentido ser o mesmo distribuídor (modo irónico). Enfim, há "meia duzia de gatos pingados" a quem isto deve dar jeito.
     
    Última edição: 24 de Julho de 2008
  8. Dazkarieh

    Dazkarieh To fold or to FOLD?

    Tens alguns pontos interessantes mas perdes-te no essencial: a Wii é concorrente da Xbox e PS3 e vice versa. Dês a volta que dês, é a verdade. Logo, é o mesmo mercado! A Coca Cola e o Ice Tea têm mercados diferentes? Agora te respondo... isso pensas tu ;) É que têm exactamente o mesmo mercado alvo.

    Comentando um ponto em específico, tem mais aptência para "casuais" (grr...hate this)... que a PS2? O público não quer destes jogos? Hmmm... Olha que a venda dos jogos "não casuais" decentes não dizem isso... ;)
     
  9. CoolMaster

    CoolMaster Power Member

    O meu caso particular refuta completamente os teus argumentos... a Nintendo roubou um cliente a Sony e Microsoft porque eu comprei uma consola da Nintendo e não comprei nenhuma das outras.
    Olha que foi a primeira vez que comprei uma consola Nintendo e já não jogava numa consola Nintendo desde a SNES.

    Se dizes que o SMG, kart e Zelda se distinguem do Gears of War e Metal Gear Solid 4, então o Gears of War sendo um exclusivo 360 tambem se distingue do MGS4, já que este é um exclusivo PS3 e por isso competem em mercados diferentes. Eu sei que não é isto que queres dizer, mas se eu seguir a tua logica a risca tenho que falar assim. Ainda para mais existem jogos presentes nas 3 plataformas.

    Estas-me a dizer que se a Coca-cola é concorrente da Pepsi entãi eu posso beber ice-tea a vontade porque nem a Coca-cola nem Pepsi se vão importar. Que quero dizer? Se eu beber ice-tea não vou beber nenhuma das outras bebidas, logo estou a tirar mercado a elas.

    O que se fala em foruns não me interessa para nada, a opinião deles vale o que vale da mesma forma que a minha vale o que val. No entanto, se achas que eu sou diferente a jogar Zelda do que um gajo a jogar MSG4 não sei o que te faça.

    Seja como for, já que estas assim tão certo.. diz-me quantos de nos aqui no forum Nintendo tem uma Wii + PS3/360.. poucos, não é? Quantos é que têm só Wii? Muitos.. se isso não é tirar mercado aos outros, então pá.. não tenho mais nada a dizer.
     
  10. I_Eat_All

    I_Eat_All Plasma Beam!

    Claro que um jogo diferente pode maximizar as vendas, mas isso não é um fenómeno wii um jogo diferente na X360 e PS3 pode maximizar as vendas de ambas, afinal a teres 2 consolas (e a serem essas duas) dificilmente ias comprar um multiplataforma duas vezes, nem tão pouco te sentes obrigado a ter a outra por um jogo multiplataforma e assim tens uma razão para o fazer. Mas... pessoas que possuem várias plataformas são uma minoria, por muito que nos forums Às vezes pareça que não. O RE5 a ser bem tirado... porque não vende como nas outras plataformas? até pode vender mais, dado que aqui há mais userbase.

    A questão para o consumidor Wii é a força que o numero tem no fim... portanto levamos o Resident Evil 5, ou um spin-off? E o que nos garante que o spin-off tem tanto esforço como o RE5? isso é importante.

    De resto a Capcom já anda nisto há muitos anos, com o RE4 na PS2 lembraram-se de meter extras que a outra versão não tinha, o separate ways, etc. para quem tinha multiplataforma obrigou a comprar, e protegeu o argumento de que era uma versão inferior. inferior era, mas compensava com mais conteudo. Se algum dia fizerem um RE5 Wii... era inteligente fazerem o mesmo. Além de que, além do conteudo extra, teoricamente teríamos os controlos como vantagem/selling point, que os do RE4 Wii têm quase um cult following.
     
    Última edição: 24 de Julho de 2008
  11. rest44

    rest44 Power Member


    Eu não falei da PS2, porque o ciclo de vida da mesma está no fim. Falei das 3 consolas mais recentes e das caracteristicas de mercado das mesmas. Eu não disse que o público não quer destes jogos, disse apenas que a wii estava mais aberta aos casuals que as outras. A Wii também tem hardcore games, mas diferenciam-se bastante da concorrencia.

    E o mercado da cocacola e ice tea sao totalmente diferentes. São produtos substitutos e não concorrentes directos. Mais que não seja por um ser gazeficado e o outro não. Mercado de refrigerantes com gaz e outro sem gaz. Não são concorrentes directos, apesar de a venda de um poder interferir na venda do outro (é por isso que são produtos substitutos).
     
  12. Dazkarieh

    Dazkarieh To fold or to FOLD?

    Já não indo discutir o resto e começando pelo offtopic... falso! E isto é algo que tenho a certeza pois já fiz cerca de dois estudos acerca do tema (um deles para a própria Coca Cola, outro para uma concorrente), para além de uma tese.

    Tu fazes um erro (normal, diga-se de passagem) que é misturar características de produto com mercados alvo. E fazes esse erro nos dois casos: consolas e Coca Cola. E se eu te disser que o principal rival do MacDonalds e Burger King cá em Inglaterra é, desde há 4/5 anos, a Kellogs? E que a Mars e Walkers (chocolates e batatas fritas, respectivamente), são concorrentes mais que directos?

    Agora tenta aplicar este conceito ao mercado das consolas. Em vez de olhares para as características das máquinas, pensa por exemplo a que horas a generalidade das possas jogam, em que situações, etc, e vais ver que estás errado.
     
  13. rest44

    rest44 Power Member

    Roubou um cliente assim como podes optar por comprar uma mota em vez de um carro. Carro e mota são ambos meios de transporte individuais, mas são mercados diferentes. Mais uma vez, são produtos substitutos e não concorrentes directos.

    O que se passa aqui é que a Wii está a concorrer paralelamente à ps3 e à xbox360, e é a primeira vez (que me lembre) que aparece uma consola doméstica com este tipo de abordagem. É claro que as vendas da Wii irão reflectir-se nas vendas das outras consolas porque há pessoas que não têm capacidade financeira para comprar 2 consolas, e têm de optar por uma consola com um conceito mais "clássico" (xbox360 ou ps3) ou uma consola com um conceito novo (wii).


    Sobre a questão dos jogos: o que quero dizer é que os jogos da Wii têm um conceito diferente dos da xbox e da ps3. Enquanto a xbox e ps3 anda a tentar aproximar-se ao maximo do foto realismo e da experiência cinematográfica dos jogos, emulando a realidade; a Wii aposta num conceito mais de diversão e de interactividade.

    Se toda gente beber Ice tea em vez de coca-cola ou pepsi, elas vão-se importar porque preferiste outro tipo de bebida que não a deles. Nesse momento, não é a concorrência no mercado delas que está em causa, mas uma crise no mercado das "colas" ect. O consumidor está a mover-se para outro mercado e pode significar que o ciclo de vida do produto pode estar a chegar ao fim (como pode ser apenas uma tendencia passageira). O que vimos no mercado das consolas domésticas é que este se partiu em dois mercados: um virado para o media center e outro para "fun center" (chamemos-lhe assim).

    A tua opinião individual vale o que vale, assim como a minha vale o que vale. Mas eu estou a falar de tendências e comportamentos generalizados dos consumidores, existem padrões e esses padrões são indicadores. É aí que baseio as afirmações que faço. O que escrevo aqui não é nenhuma verdade absoluta, mas está fundamentada. Não venho aqui mandar comentários à toa, baseado no que eu acho porque me apetece achar, ou defender/atacar o quer que seja.

    Não podes tomar este forum pela realidade total. Até porque Portugal é um case study mundial porque aqui as tendencias de mercado são totalmente diferente do resto do mundo. Ex: skip é lider em portugal, tide é em toda a europa. o mesmo tipo de exemplo que tu bem conheces é da sony lider em portugal, enquanto a wii é no resto do mundo.

    Sobre a Wii roubar mercado, já te expliquei isso com os produtos substitutos. No entanto há ainda de realçar que as vendas altas da Wii também se devem a haver uma nova oportunidade de mercado a ser explorada: a dos casual gamers.
     
  14. rest44

    rest44 Power Member

    Se calhar o erro é teu em confundires produtos substitutos com concorrentes directos.

    É que existe uma diferença entre a concorrência de mercados e a concorrência dentro do mesmo mercado. Às vezes é o próprio mercado que sofre concorrência de novos mercados (que vão roubar mercado aos mercados já existentes).

    Tu não podes comer em dois lados ao mesmo tempo, mas podes comprar 2 consolas. As caracteristicas dos negócios que tamos a falar são diferentes.

    Já agora, eu não faço confusão com nada. As caracteristicas dos produtos destinam-se a públicos alvo e são essas caracteristicas dos produtos para esses consumidores que formam o mercado, não um conceito global massificado. Os mercados estão cada vez mais fragmentados, assim como o consumidor está. O mercado dos refrigerantes, subdivide-se em vários mercados; assim como o dos jogos de video vê agora o surgimento de mais uma subdivisão com caracteristicas próprias e diferênciadas: um novo mercado.

    Falemos antes de carros e motas que são dois meios de transporte e são dois produtos que podemos comprar. As vendas de motas podem interferir com as vendas de carros, mas não são concorrentes directos.


    PS: respeito totalmente as tuas teses e investigações. Mas a abordagem de marketing está semrpe a mudar, o que era ontem já não é hoje. As situações devem ser vistas e interpretadas de várias formas, e neste momento a tendencia para ver os mercados é para uma visão fragmentada e diferenciada. É com base nisto que exponho o meu ponto de vista.
     
    Última edição: 25 de Julho de 2008
  15. rest44

    rest44 Power Member

    Quando me referi a um jogo diferente, também o disse para ser um jogo pensado de raíz para a Wii. Um RE que fosse pensado nas potencialidades da Wii.

    Seria um jogo muito melhor do que um simples port. Já que um port iria limitar as potencialidades do jogo.
     
  16. Dazkarieh

    Dazkarieh To fold or to FOLD?

    Não, não é ;) Produtos substitutos (este termo não existe, nem sequer existe outro para essa definição no ambiente empresarial, mas tu assim o chamas) são concorrentes directos.

    End of off topic para mim.

    Este jogo, a vir, era bem vindo, e eu não sinto que fosse nada contra a filosofia da Wii... muti pelo contrário.

    EDIT: Editaste o post depois:

    Esta está englobada no que disse antes. Quando isso acontece, passam a ser concorrentes.

    Também podes ter batatas fritas e chocolate em casa. What's the point? Enquanto comes um não comes o outro. Enquanto jogas a uma consola não jogas na outra.

    Em alguns países, até as bicicletas são concorrentes directos dos carros... quanto mais as motas.

    Eu já percebi que tens uma noção de mercado muito partida. Acontece que cada vez mais isso não existe. Mais uma vez, e mesmo para terminar, a concorrência não é definida pelas características dos produtos. Sei que provavelmente a tua visão não vai mudar, nem sequer a critico... :) Apenas não é assim que o mercado funciona...

    Abraço!
     
    Última edição: 25 de Julho de 2008
  17. I_Eat_All

    I_Eat_All Plasma Beam!

    Já que estamos numa de offtopic de bebidas... Há o discurso do Iwata na GDC de 2006:

    Este discurso por acaso foi brutal... Pois, até revelarem os intervenientes induziram toda a gente em erro, pois podia muito bem ser a História da Nintendo dos anos 80 e o que aconteceu nos anos 90, aliás... é esse o paralelismo.

    Mercado diferente? não, expandir o mercado... sim, mudar as regras do jogo e ser pioneiro, de forma a continuar em cima e assegurar/conquistar primeiro muitos pontos de interesse. Mais do que tentar bater os outros no jogo deles. Claro que aqui o "o que mais as pessoas querem (beber)" se aplicará a software, de forma a pessoas que não gostem de x possam apreciar y na mesma, e claro, desta forma vender mais consolas.

    Mas essa consola é capaz de "ler" o convencional (a ir pelos paralelismos... a coca cola/pepsi, produto "base" da empresa) e muito mais. Ou seja... se ambas fossem fabricantes de hardware... e as variantes de produtos que vendem fossem software... a Pepsi era uma concorrente dos diabos, para não dizer lider de mercado, não terem conseguido liderar um segmento exigiu soluções para continuarem a crescer e isso deu-lhes broader appeal, pura e simplesmente. depois disso aliás, a Coca Cola já se tentou estabelecer na agua engarrafada e descentralizar-se a nivel de produtos de forma a competir.

    Quanto a produtos concorrentes e substitutos... porque não decompor a palavra substituto? "substituto: aquilo que é posto em lugar de ..." logo, a compra de uma PS3 não pode ser substituta por uma X360? é que se propõe a fazer o mesmo, e decerto quem compra uma não irá provavelmente comprar a outra. Porque é que a coca cola e a pepsi, como bebidas e concorrentes directos (não como marcas e o leque total de operações), não são produtos substitutos? Por mera interpretação de português digo... têm de ser.

    Ao referir-se produtos substitutos está-se meramente e pensar no conceito de concorrente directo, e querer tirar o "directo" apesar de na prática ter o mesmo efeito. E isso acaba por ser uma preciosidade, ou separação burocrática. Provavelmente para dizer aos analistas que não levaram uma coça do seu concorrente directo em y mercado, levaram foi em earnings/lucros totais e margens de crescimento; coisa pouca para uma empresa que concorre directamente com a outra, e cujas actividades secundárias vêm como resposta à liderança da primeira (e se estiver em primeiro e tiver as mesmas medidas de expansão, está meramente a cimentar a sua liderança e vantagem sob a concorrencia).

    Percebo onde estás a ir... mas estou a dizer que a ir por aí e haver distinção, a coca cola e a pepsi têm de ser tanto produtos substitutos um do outro como concorrentes directos, uma coisa presupõe a outra.

    E se o negócio das bebidas não alcoólicas não fosse todo ele essencialmente o mesmo mercado (ou seja, nas bebidas deixares de beber uma por beberes outra) não colidiam uma com a outra... era inconsequente; mas não é; isto é um pouco como dizer que o mac donalds não compete com a pizza hut. Porque é que temos de considerar os mercados "diferentes" se são ambos comida e eu como ou um ou outro ao meu almoço, nunca os dois? Substituto um do outro? certo, e concorrente directo também, ao eu comer um não como o outro.
    Quanto muito podemos dizer que a Mac Donalds tem um broad appeal muito maior e se descentralizou do hamburger ao oferecer e ter um grande fluxo de negócio para produtos alternativos, desde tirar cafés, pastelaria, sundays, tartes de maçã, saladas, etc. Enquanto que a Pizza Hut se afirmou apenas pelo seu produto inicial. A popularidade nessas actividades paralelas no entanto... só ajudou a Mac Donalds, como concorrente directo da fast food a dar uma coça descomunal a tudo o que é concorrente (dito isto, não sou da area, não sei coisas como "Maior concorrente da Mac Donalds é a Kellogs").
     
    Última edição: 25 de Julho de 2008
  18. Dazkarieh

    Dazkarieh To fold or to FOLD?

    Vá lá... peço desculpa mas quero complementar isto. Há anos, cerca de 50% do income do Burger King e MacDonalds vinham de pequenos almoços e lanches, principalmente breakfasts (sim, os camones enfardam-se que nem vacas loucas ao pequeno almoço). Eram líderes incontestado neste mercado. Nisto começa a surgir (ou a dar-se mais importância, como quiserem) às questões de bem estar e saúde... e a Kellogs obviamente aproveitou. Pode-se dizer que um 3 anos esses 50% caíram para 17%, e a coisa tinha tendência para continuar. A MacDonalds e a Burger King juntaram-se mesmo em várias campanhas publicitárias para promover os seus produtos (não descartando claro, as questões de saúde) para combater este fenómeno. As campanhas dos "Cerial killers" são um marco e alvo de estudo no ramos do marketing.

    Existem muitos casos do género, mas a ideia e estudos de segmentação do mercado (que era muito falada em palestras nos anos 80/90) têm vindo a decair até ser hoje em dia considerado algo compeltamente obsoleto.

    Rapidamente, outro caso muito estudado é o Red Bull. Isto não é mais do que uma bebida energética, como Isostares e afins. Os gajos não conseguiram entrar nesse mercado e, em vez de darem o caso como perdido, partiram para outra. Hoje em dia é outro grande concorrente da Coca-Cola e Pepsi (ambos empresa e produto).

    Edit: rest44, li o teu post com muito interesse e sim, claro que conheço as 5 forças de Porter, até porque foi matéria dada de um ponto de vista histórico e para aquisição de conceitos. A tendência de mercado aponta para a fragmentação e o marketing individualizado (segmentado)? Estás a falar no sentido de comunicação e publicidade (ou seja, do que sai da empresa e não do que entra), certo? Porque em termos de análise concorrencial... nada mais falso. E sim... estamos conversados, como disse no post anterior :)
     
    Última edição: 25 de Julho de 2008
  19. rest44

    rest44 Power Member

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Cinco_forças_de_Porter <- com certeza que deves ter estudado isto. Se não estudaste, faz o favor de ler.

    Passando a citar: "A existência de produtos (bens e serviços) substitutos no mercado, que analisados, desempenha funções equivalentes ou parecidas é uma condição básica de barganha que pode afetar as empresas. Assim os substitutos (bens ou serviços) podem limitar os lucros em tempos normais, e como também podem reduzir as fontes de riqueza que a indústria pode obter em tempos de prosperidade."

    Tamos conversados?

    Se calhar tu é que tens de repensar a tua visão do mercado e como funciona. Até que a tendencia de mercado é para a fragmentação e o marketing individualizado. Ou isso também não existe? ...
     
  20. rest44

    rest44 Power Member


    Só que o meu ponto aqui não é simplesmente a Nintendo ou a Wii, são também as outras. A Nintendo inovou e expandiu-se para um lado, enquanto as outras evoluiram para outro lado. Criando assim uma rotura em dois mercados: um constituídos por media centers e outro pela Wii (que neste momento não tem concorrente, nem se pode definir).

    Não é à toa que a Sony fala que a PS3 é o leitor de blue-ray mais barato, ou que vemos o aluguer de filmes nas consolas. E por outro lado temos a Nintendo a dizer que nem dvd a Wii lê, é apenas uma consola de jogos. Não é à toa que temos next-gen e new-gen.

    O mercado partiu-se em dois. Produtos substitutos e não concorrentes directos (apesar de antes terem sido).


    Sobre a diferença em produtos substitutos e concorrentes directos vejam o link que postei no post anterior.
     

Partilhar esta Página