1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

WiMax vai concorrer directamente com DSL e 3G

Discussão em 'Dúvidas e Suporte—Internet, Redes, Segurança' iniciada por RavenMaster, 13 de Dezembro de 2004. (Respostas: 0; Visualizações: 528)

  1. RavenMaster

    RavenMaster Power Member

    "O WiMax e as tecnologias wireless de banda larga terão condições, num futuro próximo, para competir directamente com tecnologias como o DSL e 3G, chegando em alguns casos a substitui-las. De acordo com um estudo da TelecomView, o WiMax deverá em 2009 captar mais de 40 por cento do mercado de banda larga sem fios, contra os 60 por cento previstos para o 3G.

    Entre novas tecnologias com características semelhantes a consultora acredita mesmo que o WiMax pode captar 70 por cento do mercado, graças à sua performance e flexibilidade, que a coloca em concorrência directa com o DSL.

    Face à mais popular das tecnologias de banda larga wired, o WiMax tem a vantagem de permitir grandes economias de escala, a que se junta uma aposta forte de fabricantes como a Intel. Isto garantirá a compatibilidade da tecnologia com uma panóplia alargada de equipamentos assim que estejam resolvidas todas as questões de normalização, destaca a mesma fonte.

    Ao contrário do Wi-Fi, que antecede ao WiMax, a nova tecnologia não apresenta tantas limitações de cobertura, garantindo serviço num raio de 30 milhas e sendo menos complexo do ponto de vista da ligação à infra-estrutura física.

    Outros especialistas consultados pelo The Register, que avança o estudo, alertam no entanto para o facto de um standard único do WiMax não estar para já disponível, ao contrário do que acontece com o 3G ou o DSL.

    A mesma fonte considera ainda assim que a introdução de um standard único deverá provocar um efeito no mercado semelhante ao que aconteceu com a introdução do Wi-Fi, que rapidamente se expandiu e ganhou popularidade.

    De sublinhar que a Intel, um dos principais impulsionadores da tecnologia, planeia avançar com o fabrico dos primeiros equipamentos de rede a partir do próximo ano. Estima-se que os primeiros produtos cheguem ao mercado em 2006. "

    link
     

Partilhar esta Página