Windows 11 - Tópico Geral

Morais

Power Member
Não, todos acima de 90% de saúde, que tem o SO até é o que está em melhor estado, de acordo com o CrystalDiskMark está a 93%, parece-me que seja mais algo relacionado com os periféricos USB, algo que o Windows 11 não consegue lidar, que voltou a acontecer isso hoje de manhã e tive que desligar uns quantos periféricos para isto já arrancar direito..

De notar que isso é normal, sim, com drives USB a afins..
No meu caso desliguei o dongle do G403 e do G Pro Wireless.
Também pode ser simplesmente coincidencia, de qualquer das formas vou fazer uma copia do disco.
 
Última edição:

SuperLuis

Power Member
Eu por vezes depois do arranque do Windows tenho que desligar e ligar o teclado da porta USB porque a tecla enter não funciona. Mas esses problemas também já vem do Windows 10.

Eu arranco o Windows 11 por um SSD de 120 GB numa dock, conservo o Windows 10 nos dois SSDs internos de 500 GB cada um Cruclal MB300, mas posso passar o conteúdo do SSD de 120 GB para um SSD interno usando o meu software de backup que permite colocar o conteúdo da imagem de um disco noutro disco à escolha, desde que haja espaço no disco de destino.

A velocidade das portas USB no meu caso nem USB 3.1 são, acho que devem ser apenas duas portas USB 3.0 e o resto é tudo USB 2.0.

Como o Hub dessas duas portas USB 3.0 é partilhado pelo outro disco externo para onde faço os backups fico com a velocidade cortada a meio na dock onde está o SSD do sistema operativo e no disco externo para onde faço o backup, mesmo um differencial backup leva mais tempo sendo mais rápido um incremencial backup mas nesse último caso esse tipo de backup é melhor para ficheiros mais pequenos sendo um backup feito n vezes ao longe do dia para quem muito trabalha com aplicações tipo office.

Os problemas do Windows 10 e 11 com dispositivos USB já datam de à muito, isso no Windows 10, e continuam a suceder no 11, a Microsoft nunca foi capaz de os resolver. Já com os teclados mecânicos por causa do tal teclado US que não se pode remover acrescentaram mais problemas que só se resolvem junto de editoras de jogos para acrescentarem o teclado US ao jogo e impedirem a mudança do layout do teclado tanto pelo Windows ou jogo que tem dado muitos problemas.
 

dodi280

Power Member
Instalei o Windows 11 no pc e estava com medo de não me adaptar a barra ao centro, mas já é possivel colocar a esquerda :)

Já está a trabalhar como deve ser
 

MOUSETM

Colaborador
Staff
É capaz, mas como vi tanta gente a se queixar disso, pensava que era usar ao centro era a única opção.

Não, sempre foi possível alterar a posição do centro para a esquerda, houve foi ali numa das buils de teste iniciais que a Microsoft tinha removido a opção nas configurações essa opção, que foi reposta numa actualização seguinte.

eu a meu ver sendo Windows a posição central não é para Windows, até porque como eu há muitos outros que usam atalhos na própria barra de tarefas o que manda logo por terra a história de ter só a barra limpa com o botão do menu iniciar no meio.
 

NeoToPower

1st Folding then Sex
Boas. Estou aqui com um problema No win 11. Sempre que eu escrevo ,ou pelo menos tento escrever, algo seja no edge ou qualquer programa tipo editor de texto a find toll faz popup ( ctrl+f3) e fico impossibilitado de escrever. Tenho de fazer esc multiplas vezes para conseguir continuar. Mas ao fim de umas keys press la volta ao mesmo. Alias so consigo fazer este post com o teclado virtual. Ora isto é bug e tem soluçao ou foi teclado a morrer ?
 

Stormtrooper

Power Member
Já tentei de tudo e não consigo remover os Layouts do teclado Português Brasil e o Inglês Estados unidos, é que nas configurações só existe o layout pt-PT e é apenas esse que eu quero.
Já experimentei criar os layouts que pretendo remover e a seguir removê-los e na hora eles desaparecem, mas assim que reinicio o computador, voltam.
Fiz o update do windows 10 para o 11 e não tinha nada disto, não faço a minima ideia de onde vêm estes dois layouts e como fazer para os remover definitivamente.
Alguém teve o mesmo problema e conseguiu corrigir?

mIzudKUC0M16.jpg


P.S. Uma das soluções que referem na web para fazer é aceder ás Definições/Contas/Cópia De Segurança Do Windows/Memorizar a Minhas Preferencias e tirar o visto no "Preferências de Idioma".
Faço isso, mas assim que reinicio o computador vou lá verificar e o visto continua lá...
 
Última edição:

ímpar

Power Member
É capaz, mas como vi tanta gente a se queixar disso, pensava que era usar ao centro era a única opção.
Da "barra ao meio" não vi muitas queixas, já que sempre foi possível metê-la à esquerda.
De terem retirados opções das Taskbar, sim, aí é que há queixas, deixou poder-se criar Toolbars próprias, deixou-se de poder usar o "Nunca combinar botões" e de mover a Taskbar para os lados ou acima.
Retirar o "Nunca combinar", então, é um autêntica aberração.
 

WindWalker

Power Member
Instalei num Toshiba Satellite L650 com um i5-560M/8GB (portátil com uns 10 anos, ainda sem UEFI), usando o ISO oficial e as modificações do RuFus 3.17p para conseguir instalar em PCs "incompatíveis", e não notei nada de especialmente diferente (para pior) em relação ao Windows 10. Inclusive instalou os drivers que já instalava em Windows 10, nomeadamente do touchpad e os da placa gráfica (HD5650) que são legacy (~2015).

Talvez pudesse ser mais rápido ao encerrar: põe-se a escrever no disco, que de momento é mecânico, para o arranque ser mais rápido, parece-me (não conheço os detalhes deste processo/otimização).

Fico com a sensação que esta questão de "o seu PC é incompatível com Windows 11" é mais para os fabricantes poderem vender hardware que outra coisa.

Agora que me habituei (no portátil do dia a dia, não neste Toshiba L650), também prefiro os ícones da taskbar ao centro, basta olhar para baixo em vez de para baixo e para a esquerda.
 

Morais

Power Member
O Windows 11 é mais rapido que o Windows 10 no arranque porque cortaram em certos sistemas de segurança que eram processados no arranque e, sim, eu compreendo a ironia do TPM obrigatório e depois cortam em outros mecanismos..
 

joaoameixa

Power Member
Boas, não sei se é o local indicado mas aqui vai:

Eu estou com Win 11 e basicamente aqui há uns tempos estava a usar um emulador Android (bluestacks) e ao iniciar o mesmo, pedia-me que ligasse na BIOS a Virtualização para o desempenho melhorar, e assim fiz.

Mais tarde, como já não usava mais o emulador e desinstalei o mesmo, voltei a desligar na BIOS a virtualização, até porque com ela ligada o programa que uso para ter informações durante algum jogo (msi afterburner) não mencionava alguns dados com ela ligada (como o CPU clock).

Mas reparei que desde que desliguei a virtualização na BIOS recebo erros no Event Manager que acho que estão relacionados com isso, deixo abaixo uma imagem:
1.jpg


A descrição é - Hypervisor launch failed; Either SVM not present or not enabled in BIOS.

2.jpg


Antes, com isto desligado (nunca liguei isto na minha vida a não ser esta vez por causa do emulador) nunca recebi este tipo de erros.

Alguem sabe o que poderá ser isto?

Obrigado
 

joaoameixa

Power Member
Já tinha visto essa opção, tenho tudo desligado relacionado com o Hypervisor.

E as supostas soluções que tenho visto pelo google fora são essas, descativar o Hypervisor, mas eu acho que nunca o tive sequer ligado, foi só mesmo a virtualização na Bios, a não ser que ela ao ser ativada, ativasse também essas features.
 

Bullit

Power Member
Recebi hoje mensagem que um dos portáteis pode fazer o upgrade. Como é um portátil crucial para o trabalho (Libreoffice/Net/Printing/Mail) venho perguntar se é possível fazer um restore de volta como estava ao W10 se as coisas correrem mal?

Ou talvez seja melhor fazer uma imagem externa?
 

MOUSETM

Colaborador
Staff
Bullit

Se é um portátil de trabalho deixa-te estar no Windows 10 que estás muito bem, não vale apena andares a meter em aventuras sem necessidade, guarda o update do Windows 11 lá mais para a frente.
 

cuiver

Power Member
@joaoameixa sendo assim talvez esteja relacionado com o uso de virtualização para algumas das funções de segurança do Windows Defender/kernel do Windows. No meu caso a virtualização está permanentemente ligada, e não tenho nada a apontar. Talvez seja um problema especifico do MSI AfterBurner, verifica se há alguma actualização para esse software que corrija essa questão, pois a virtualização não deveria afectar a leitura da freq. de relógio do CPU. Verifica também se tens algum update para a tua BIOS/UEFI.
 

SuperLuis

Power Member
Neste momento não vale a pena o esforço de ir para o Windows 11 seja da parte de quem tem portáteis ou quem tem desktop.
Pela minha experiência que estou a ter com o Windows 11 já estou com vontade de voltar ao 10 que tenho nos dois SSDs internos do desktop.

Não que o desempenho do Windows 11 seja mau ou outras coisas, falta-lhe ainda coisas e em relação ao Windows 10 ficou menos personalizável em várias coisas que costumo usar.

Confirmo que ainda está verde demais. Tem problemas ai e acolá que se notam por isso recomendo que o testem num disco que não seja o usado dia a dia com o Windows 10.

Eu acho que este Windows 11 neste momento parece o Windows ME de 2021. Se os motivos para a Microsoft foram o PTM 2.0 e o Secure boot para terem feito este 11 acho esses motivos uma barretada de todo o tembanho.

As coisas que o Windows 11 tem também poderiam ter sido postas no 10 sem necessidade de um 11.
Nem é pelo nome do SO que eles fizeram o Windows 11 porque continua a ser números de builds tal e qual como no Windows 10 logo o nome é apenas uma desculpa.

Agora o Windows 11 é mau? Não.... Tem é apps que também cabiam no Windows 10 e tem uma "pintura" nova que também dava para fazer no 10.

Acho que a Microsoft tenta tapar o sol com uma peneira que tem funcionado mas com o tempo a peneira deixa de funcionar.
 
Topo