1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Ajuda com Cybershot DSC-P92

Discussão em 'Fotografia e Vídeo' iniciada por Andre_pais, 18 de Março de 2008. (Respostas: 32; Visualizações: 2776)

  1. Andre_pais

    Andre_pais Power Member

    Pessoal, tou a começar a tirar muitas fotos e isso... e tenho umas quantas duvidas sobre a minha maquina.
    É uma Sony Cyber-shot DSC-P92.

    O meu maior problema é o cartão de memoria. Ainda é o que vinha com a maquina, uns gigantescos... ...16mb.
    Agora que o meu pai comprou uma para ele, e vou usar esta, preciso de saber qual e o cartão que preciso de comprar, porque andar a tirar fotos a 1.2mp e VGA para caber na camera é que nao.

    O problema e este. a maquina aceita cartões memory stick PRO. mas o que se vende agora sao memory sticks pro duo com adaptadores para maquinas mais antigas como minha. Será que correm na minha maquina? O que tem ser duo?

    Quais sao as marcas de cartoes que aconselham?

    E como e que posso tirar aquelas fotos todas malucas tiradas na noite com as luzes dos carros numas grandes linhas... como se ficassem desfocadas?
    Tem a ver com a abertura e o tempo que o sensor fica exposto a luz. Mas como consigo isso na minha máquina? E no que influencia o ISO?

    Só por curiosidade. Esta maquina, no seu tempo, era boa ou nem por isso? E qual é a marca lider (se é que há) em maquinas digitais como esta? para amadores, gama média? A sony faz cameras boas hoje em dia?


    Desculpem la o testamento mas tou curioso nestas coisas.[​IMG]
    Fiz uma pesquisa pelo forume encontrei umas coisas que me ajudaram, mas queria ajuda mais especifica destes casos...

    EDIT: Alguém podia explicar muito resumidamente as vantagens de algumas cameras terem lentes "Carl Zeiss" ?
     
    Última edição: 18 de Março de 2008
  2. andré ferrari

    andré ferrari Colaborador
    Staff Member

    Se o efeito que procuras é por exemplo o que tenho na assinatura, está relacionado com o tempo de exposição (velocidade do obturador).
    Só conseguirás em modos preset (modo nocturno, céu estrelado, etc), onde o tempo de exposição seja de valores sejam de por exemplo, 1s, 3s, 8s, 15s, 30s, 60s, por aí. Ou, se a tua máquina dispor de modo manual, é só ajustar para valores semelhantes.

    O ISO está relacionada com a sensibilidade à luz, quanto mais alto mais sensível à luz. Mas quando exagerado, traz ruído à foto - um exemplo evidente disso são as fotos de telemóvel tiradas num local de fraca iluminação ;)
     
  3. Rui Marto

    Rui Marto Power Member

    Penso que os Duo são mais rápidos e mais pequeno, mas em principio sim, funciona bem.

    Sandisk é uma das melhores e não tens muito mais marcas a fabricar Memory Stick, é um formato de cartão que só a Sony usa.

    Penso que o |Ferrari| já respondeu à tua pergunta, mas passa pelo tópico Modos manuais - Dicas, lê e coloca lá as tuas dúvidas.

    Não, a meu ver a Sony não faz boas máquinas. Teve, já há algum tempo, alguns modelos que dizem que eram bons, como a P200 e a R1 (esta última é de facto boa), mas tirando isso nunca se destacaram no mundo da fotografia. Actualmente a única máquina que acho boa é a A700, mas já é uma SLR semi-profissional que custa 1200€ só a máquina.


    Se estivermos a falar de máquinas da Sony, rigorosamente nenhuma. As lentes Carl Zeiss comercializadas pela Sony, além de serem Carl Zeiss só pelo marketing (na realidade fabricadas pela Sony), são lentes bem fracas em qualidade.

    Uma Carl Zeiss verdadeira custa imenso dinheiro, e penso que hoje em dia quase só existam para médio-formato. Acho que mesmo para 35mm dificilmente encontras uma Carl Zeiss abaixo dos 2000€.
     
    Última edição: 18 de Março de 2008
  4. SideWalker

    SideWalker Colaborador
    Staff Member

    Eu tenho 1 ms duo com adaptador numa p100 e funciona sem qualquer problema.
    Quanto à sony, as máquinas da série P na altura eram boas. Hoje em dia, as da série W, que é a substituta mais ou menos directa, não são más, mas arranja-se melhor e a melhor preço noutras marcas, como a fuji ou a canon, por exemplo.
     
  5. Andre_pais

    Andre_pais Power Member

    mm.. ok. ja sei como meter o tal efeito prolongado. são nos modos noite. Agora, mais uma coisa.
    Como aumentar mais ainda este tempo? Tenho de pegar num cronometro e ver em que modo de luz esta maquina tem um maior tempo de exposição?

    Outra coisa, qual é a grande diferença entre o valor de exposição (EV) e o ISO?

    Procurei em muito lado e fiquei um bocado confuso...
     
  6. Rui Marto

    Rui Marto Power Member

    O ISO é a sensibilidade à luz. Quanto mais sensivel estiver a máquina, menos tempo de exposição ou abertura, precisas para tirar a mesma foto. Sensibilidades elevadas provocam ruido.

    O EV indica-te a exposição da foto, se vai ficar mais clara ou mais escura, em comparação com o metering que a máquina faz da cena.

    Quanto a aumentar o tempo de exposição, se ela no modo noite não te deixar escolher, não deves ter muitas formas de fazer isso.
     
  7. Andre_pais

    Andre_pais Power Member

    Então, mas se eu diminuir o EV a foto não vai ficar com ruído?
    O ISO aumenta ou diminui a sensiblidade do receptor de luz certo? Mas se eu diminuir o EV as fotos vão ficar mais claras também...

    É que eu pensava que o EV era apenas o tempo de exposição. Pensava que se diminuisse o EV a maquina ia ficar exposta á luz mais tempo...

    Sou tão n00b :-D
     
  8. andré ferrari

    andré ferrari Colaborador
    Staff Member

    Há várias formas de fazer a mesma coisa - a situação especifica é que vai exigir uma ou outra.
    O EV funciona como a "composição" da abertura com o tempo de exposição. No fundo ao compensares com valores no EV vais estar a mexer ou na abertura ou no tempo de exposição. Isto funciona para modos de prioridade ou semi-autos (comum nas compactas).

    Por exemplo, em modo totalmente manual, és tu que ajustas a abertura e tempo de exposição e isso compõe a tua exposição (que seria variável com o EV). Logo aqui não usas o EV, porque simplesmente ou aumentas a abertura ou mexes no tempo de exposição.

    Tirando de fora ISO etc, estas são duas formas de ajustar a exposição da tua fotografia - abertura e tempo de exposição.
     
  9. Rui Marto

    Rui Marto Power Member

    Exacto. Em modo manual a máquina dá-te o parecer dela para saber se estás a sobreexpor ou a subexpor a foto. Mas não te mexe em nada.

    O EV é a quantidade de luz de uma foto, e quando a máquina te diz + ou - x EV, está-te a mostrar o desvio da tua exposição em relação ao que ela mediu.

    Se estiveres em modo manual tens que acertar isto dando mais ou menos abertura, ou mais ou menos tempo de disparo, tal como disse o |Ferrari|.
    Se estiveres em modos automáticos, tudo dizes se queres + ou - EV e a máquina faz aquilo que tu pedes. Chama-se a isso compensação EV.
    Isto porque a medição da máquina nem sempre é a que tu queres, e aí tu é que lhe dizes se queres a foto mais exposta ou menos exposta (mais clara ou mais escura, respectivamente).

    Passa pelo tópico Modos manuais - Dicas, pode ser que te ajude a perceber melhor esses conceitos.
     
  10. Andre_pais

    Andre_pais Power Member

    Ainda nao percebi muito bem. Entao o ISO regula a sensiblidade do sensor, enquando o EV regula tanto a abertura como o tempo de exposição certo?

    Pena e a minha maquina nao dar para regular os 2 em separado.

    Vou ler esse tópico a mesma

    Obrigado a todos ;)
     
  11. andré ferrari

    andré ferrari Colaborador
    Staff Member

    O ISO só usas em situações particulares de pouca luz, e onde o flash e tempo de exposição maiores não te são possíveis (ou simplesmente não pretendes).
    O EV é muito simples. Imagina, pegas na máquina em modo automático, apontas e focas. A imagem que surge no LCD está de acordo com o meetering da máquina. Se tu achas que ela está mais clara ou mais escura do que devia na tua opinião, vais ao EV e sobes ou descer valor, tendo em conta que um valor positivo +EV torna a foto mais clara e vice-versa.

    Em modos como prioridade de abertura por exemplo, ajustas a abertura (profundidade de campo), queres aquela profundidade de campo especifica para a foto, por exemplo um F8, e sensor da máquina dita-te um valor de tempo de exposição que considera correcto para a composição. Se tu não concordas, da mesma forma, sobes ou desces o valor EV para clarear ou escurecer a foto. O mesmo se passa com o modo prioridade ao obturador.

    O que acontece então em termos práticos? Simples, quando estás em modo prioridade ao obturador e ajustas a compensação EV, no fundo estás a alterar a Abertura (sem no entanto estares directamente a escolher um valor de abertura) que te permita que a foto fiquei mais clara. O mesmo se passa com o modo prioridade à abertura, quando aumentas o EV, estás a prolongar o tempo de exposição, embora não estejas a escolher o tempo em segundos.

    Daí que, a compensação em EV, torna-se ridícula em modo completamente manual, porque vais directamente alterar aquilo que queres, em vez de andares com valores EV.

    Foi um texto longo mas espero ter esclarecido ;) Só tens a ganhar em apreender.
     
  12. Andre_pais

    Andre_pais Power Member

    Sim acho que percebi.
    Os unicos problemas é que nos sites que vi, EV's superiores significam que deixam menos luz passar para o sensor, ou seja, para serem usados em locais muito "brilhantes". E em termos praticos, fotos que tiro com maior EV ficam com mais claridade.
    Outro problema e que a minha maquina nao deixa mudar muita pouca coisa. Só o EV, o ISO e outras coisas que nao me interessam muito no momento.

    Como a minha camera não dá para impor prioridades, se eu mexer no EV e meter EV 2 tou a mexer tanto na abertura, como no tempo de exposição não é?

    Tirei 2 fotos agora e a que eu tirei com EV positivo demorou mais tempo. Teve claramente uma maior shutter speed. Falta ver é se este modo chegou a mudar a lente, o que deve ter acontecido. Vou ver nas informações da foto quando passar para o PC.

    Obrigado pela ajuda que tou cada vez mais lucido neste aspecto :) mas ainda tenho estas pequenas duvidas. Desculpem la :x
     
    Última edição: 20 de Março de 2008
  13. Rui Marto

    Rui Marto Power Member

    O EV é a exposição: Exposure Value. E só controlas isso mesmo, a exposição (mais clara, mais escura).

    O que acontece é que a máquina vai regular o resto consoante o que achar bem. No modo Auto, como não controlas nada, a máquina tanto pode mudar a abertura, como o shutter speed, como o ISO. É o que ela achar melhor. O mesmo para presets e afins.

    Em modos de prioridade, o que acontece é que tu fixas um valor. Se for prioridade à abertura, tu dizes que a abertura é aquela e pronto, nisso a máquina não mexe, logo por exclusão de partes, vai ter que se desenrascar com os outros dois (shutter e ISO). Em prioridade à velocidade, é a mesma coisa, mas tu fixas a velocidade e a máquina decide o resto.

    Em modo manual, não adianta de nada dizeres que queres +EV ou -EV porque és tu que controlas tudo, a máquina não vai fazer nada.

    Quanto ao ISO,
    desculpa lá estar a corrigir-te, mas o ISO é usado sempre. Tens é ISOs altos (400, 800, 1600, etc) e baixos (100, 50, 25), e por questões de qualidade de imagem, deves tentar usar sempre o mais baixo que conseguires.
     
  14. andré ferrari

    andré ferrari Colaborador
    Staff Member

    Tens toda a razão.
    O que quis dizer era que a necessidade de ele recorrer à modificação do ISO seria só naquele conjunto peculiar de situações. Em todo o resto deverá manter o valor mais baixo, neste caso presumo que seja 100 ;)
     
  15. Rui Marto

    Rui Marto Power Member

    Há máquinas que em Auto usam ISOs acima de 100 sem necessidade, por isso é sempre bom escolhermos nós o ISO.
    E sendo uma Sony o melhor é mesmo não confiar. A minha namorada tem uma DSC-T1 e a máquina não podia ser mais estúpida. Por definição tenta sempre usar a abertura mais pequena que consegue, e por isso muitas vezes usa ISO200 sem necessidade nenhuma. Ainda ontem no concerto, forcei-lhe o ISO para 400, e ela fechou-me a lente toda.
     
  16. andré ferrari

    andré ferrari Colaborador
    Staff Member

    É isso que muitas vezes não entendo, quais as razões, diga-se matemáticas, que levam a máquina a fazer isso.
    Sim porque a máquina no fundo processa números e não ideias.

    Muito sinceramente, desde que tenho esta máquina já só uso mesmo modo manual e prioridades.
    btw Rui, já consegui fotos a 1/2s, até 1s sem blur. Afinal apanhei-lhe o jeito ;)
     
  17. Rui Marto

    Rui Marto Power Member

    Não faço ideia. Para mim é apenas estupidez, e foi graças a esta máquina que deixei de poder ver Sony à frente. Para mim é sem dúvida a pior máquina que já usei.
    A minha Canon é muito raro usar em Auto, sou como tu, M ou prioridades, mas das poucas vezes que usei, ela não me subiu o ISO. E acho que as Panasonic também não têm tendência a fazer isso, pelo menos é a ideia com que fiquei da DMC-LX2.

    :p É tudo uma questão de prática... E agora com uma bridge melhor ainda.
     
  18. Andre_pais

    Andre_pais Power Member

    Pois, a minha máquina não tem modos de prioridade.

    É normal eu mandar ela subir o EV e as fotos ficarem mais claras? É que pelos sites onde me informei, diziam todos que as fotos ficavam mais escuras com EVs maiores....
     
  19. Rui Marto

    Rui Marto Power Member

    É. Maior EV, maior exposição, logo as fotos ficam mais claras. Os sites que dizem o contrário, ou estás a perceber alguma coisa mal, ou então estão mesmo errados.
     
  20. Andre_pais

    Andre_pais Power Member

    http://www.dpreview.com/learn/?/key=exposure

    "-1 EV
    doubles the amount of light
    collected by the sensor"


    http://www.cs.mtu.edu/~shene/DigiCam/User-Guide/990/EXPOSURE/EV-overview.html

    "Therefore, the higher the EV value, the less amount of light can pass through the aperture."


    Eu quando tiro fotos em maior EV a maquina nunca muda a abertura da lente. Só muda o tempo de exposição... não devia mudar os dois? Já que não tem modos de prioridade?
     
    Última edição: 20 de Março de 2008

Partilhar esta Página