1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

[HDTV] Banding/DSE Samsung UE49MU8005 - Julgados de Paz

Discussão em 'Home Cinema' iniciada por johnnyedd, 12 de Outubro de 2017. (Respostas: 11; Visualizações: 503)

  1. Boas!

    Há muito que leio estes fóruns mas nunca participei, sendo que agora preciso MESMO do parecer de alguém que perceba de direitos do consumidor!

    Comprei em Julho a televisão MU8005 de 49 polegadas, ao abrigo da substituição de uma LG UH800 que apresentava um vertical banding e DSE insuportável. Tendo o trauma dessa LG, fui para uma LED que minimizasse os problemas dessa natureza. Sendo eu gamer, DSE só mesmo em pequenas quantidades.

    Sabendo aquilo que procurava, falei em loja com o vendedor que, sabendo aquilo de que eu me queixava, me aconselhou a dita Samsung. Fiz uns testes, vi uns vídeos com movimentos uniformes, e apesar de ter algum banding juntos aos cantos, o centro do ecrã era bastante uniforme e achei por bem então comprar. Perguntei LOGO se, sendo um produto com entrega ao domicílio (a entrega só podia ser feita após recolherem a LG), teria direito a 15 dias. O jovem corrigiu-me e indicou que se eu fosse cliente com cartão da dita grande superfície comercial, esta se extendia a 30 dias. Maravilha! :001: Ingénuo, acreditei e comprei a televisão. De notar que discuti o efeito DSE/banding com o vendedor durante bastante tempo, portanto ele sabia aquilo que eu estava à procura numa televisão.

    Ora, recebo-a e durante as primeiras 2 semanas, já tendo reparado em banding superior ao do modelo de exposição, deixei-me ficar para tentar controlar um bocado o meu OCD :D

    Novamente, grande erro. Pura e simplesmente não conseguia viver tendo gasto mil euros numa televisão que se tivesse tido um pouco mais de sorte, poderia ter tido exactamente o mesmo modelo mas com banding tolerável. Ainda para mais com uma faixa de banding exactamente ao centro do ecrã!!! Não muito visível, mas sendo essa a área de maior foco da visão, de vez em quando lá via uma faixa a fazer pouco de mim... Contacto a dita superfície, e dizem-me que vão ter de falar com a marca porque sendo um artigo entregue ao domicílio, não tenho direito a período de troca. E é aí que percebi que estava lixado. Como o vendedor me deu uma informação, eu tomei-a por garantida e não me dei ao trabalho de fazer fact checking, afinal quem saberia melhor das políticas da loja que os seus vendedores.... :(

    Da Samsung, após duas assistências remotas falhadas, contactam a infame Electro Colina do Sol para me vir buscar o equipamento e fazer testes. O técnico cá em casa não se mostrou sensível ao problema, apesar de lhe ter mostrado jogos como o Journey, que quem o conhece sabe que é o maior pesadelo de DSE/banding. Apesar de ele não ter tido a sensibilidade para o problema, não duvidou de mim e levou a televisão para testes.

    Passado uns dias ligam-me a dizer que a vão devolver porque não detectaram nada. Ora, devolvem a televisão no mesmo estado e com uma avaliação técnica sem qualquer informação sobre o problema. Ou seja: "Cliente queixa-se de linhas uniformes. Anomalia não detectada." Isto. O relatório técnico consistiu NISTO.

    Contacto novamente a loja, que me rejeita o contacto. Contacto a DECO que me deu razão e, após a loja também rejeitar a intervenção da DECO, esta indicou-me a contactar os Julgados de Paz de Sintra. Apresentei então a minuta e no dia a seguir a ***** contacta-me a querer falar novamente com a Samsung. A Samsung fala comigo surpreendida com a Electro colina do Sol por não terem informação técnica substancial sobre o que foi feito à televisão e nem me terem informado sobre a causa do "efeito". Pedem-me fotos, envio, respondem-me a dizer que está dentro dos parâmetros. Envio outro mail a pedir especificação dos parâmetros, onde me posso informar sobre os mesmos e onde a minha televisão se enquadra nesse contexto, e a resposta foi apenas de me proporem nova avaliação.

    Volta cá o técnico da Electro Colina do Sol e tira um par de fotos/vídeos para enviar à Samsung. Ele desta vez indicou que o efeito realmente existia e se designava "efeito miura". Nunca ouvi falar nesse termo, nem pesquisando no google. Mas sendo ele técnico, não questionei. Liga-me a Samsung hoje a dizer que com base nas fotos, a televisão está de acordo com os parâmetros e ficam-se por aí.

    Ora, recebi também hoje a resposta da loja ao processo nos Julgados, sendo que o seu simpático advogado, descarta toda a minha argumentação como sendo "dissertações avulsas" sem parecer técnico. De notar que esta resposta é com base na 1ª intervenção da Samsung. Fora isso, indicou que não teria direito aos 30 dias porque eu teria o dever de estar bem informado. Concedo que esse argumento em frente à Senhora Juíza não seja forte

    Gostava de pedir ajuda porque tendo a loja rejeitado a mediação, o julgamento é já no próximo dia 17 de Outubro e gostaria de perceber melhor como é que a lei me protege neste caso, não tendo eu advogado e sendo alguns de vocês conhecedores desta matéria, achei por bem partilhar o meu caso. Até para servir de aviso! Se isto impedir que uma única pessoa sofra do péssimo panel lottery da Samsung que já existia nos KS8000, já me dou por satisfeito.:Winkani:

    Creio que a lei seja explícita, principalmente no que diz respeito às expectativas do cliente, que explicitei na loja, e no facto de que comercialmente não há informação alguma sobre este "efeito" nem no manual, nem após tendo pedido explicitamente à Samsung. Contudo, estando o advogado a argumentar fortemente que o relatório técnico da Electro Colina do Sol é uma fundamentação, passo a citar, "exaustiva e conclusiva" (embora não relate absolutamente nada), fico um pouco inseguro sem saber como me defender ao abrigo da lei. Irei constatar o óbvio, nomeadamente o facto da própria Samsung ter considerado a informação escassa e nem me tendo sido explicada justificação técnica para DSE/banding.

    Agradecia que isto não se tornasse numa discussão sobre OLED vs edge lit como vejo frequentemente a acontecer por aqui :P

    Alguém me pode ajudar? Agradeço imenso a quem me possa responder e peço desculpa pelo testamento...
     
  2. Pequena correcção, o modelo é 7005, não 8005. Estava a pensar nas versões americanas :Whatever:
     
  3. WinstonSmith

    WinstonSmith Power Member

    A juíza em princípio não percebe um boi de televisores.
    Por outro lado, gosta de factos.
    Sê sucinto, vai directo ao que interessa, sê factual e não entres em testamentos.
    Prepara o teu depoimento tendo em consideração as perguntas do costume: quem, onde, como, quando, porquê.

    Tendo isto em conta, o que tens que apresentar são provas e factos - nada mais.
    Apoia-te num único argumento: o aconselhamento que recebeste na loja não foi o adequado ao teu pedido.
    Não interessa se a televisão está dentro dos pârametros ou não.
    Se não sabiam com certeza absoluta que era a adequada ao que pedias, não o afirmavam ou aconselhavam.
    É nisso que tens que te agarrar, mais nada.

    Leva fotos (impressas) e vídeos (leva o tablet), se possível, onde se perceba exactamente qual é o problema, algo que uma avó consiga perceber.
    Demonstra a tua boa fé, diz que apenas queres trocar o televisor, até te podem passar um vale de compras ou fazer um crédito na loja.

    Era muito bom que a televisão estivesse em excelente estado, na caixa, sem ser usada. É que isso indicava que não era utilizável por ti.

    Se fosse eu no teu caso, ficava satisfeito com uma devolução de 80% a 90% do valor pago, mais uma vez, como prova de boa fé e tendo em conta que já usaste a televisão desde Julho...

    Esta é a minha opinião. Se vais entrar pela lei, pelos pârametros da televisão, e outras coisas, vais levar um baile do advogado...
     
  4. Pois, efectivamente pela lei não vou entrar. De todo. Pelos parâmetros só tenciono caso a argumentação do conselho em loja não cole. E não é tanto falar sobre parâmetros, mas mais sobre a falta da indicação deles por parte da Samsung e dos técnicos.

    Quase que a palavra "parâmetros" parece algum tipo de chave mágica que desresponsabiliza as marcas de qualquer escorregadela no controlo de qualidade de um bem :neutral:

    Mas obrigado pela dica. As fotos já tinha na minuta, às quais, curiosamente, o advogado não fez referência na sua resposta. Para o julgamento levo também fotos tiradas em ambiente semelhante a uma Samsung que tenho cá em casa há alguns anos e que, mesmo sendo LED e tendo custado 1/3 desta, não apresenta a mesma gravidade no efeito, de longe.
     
  5. ParamorePt

    ParamorePt Power Member

    mostra aqui as fotos do prob até para nós melhor percebemos o problema em si
     
  6. https://imgur.com/a/5bSEr

    É o típico banding vertical em televisões LED, só que no caso do meu modelo, com uma uniformidade MUITO abaixo do que tenho visto em televisões Samsung de gama semelhante (embora melhor que muitos horrores de televisões que já vi) , especialmente na zona do centro, que sendo onde foco a visão, é complicado abstrair-me, por muito leve que seja o efeito. Já não é a primeira LED que tenho da Samsung, mas é definitivamente a primeira em que este efeito não se manifesta apenas nos cantos mas também no centro.

    Entretanto, a DECO ligou-me a informar-me que desde que o efeito realmente exista, é difícil que perca, não tendo a Samsung informação comercial e nos manuais sobre o efeito, contudo realmente está tudo nas mãos da juíza.
     
  7. camisadeflanela

    camisadeflanela Power Member

    Chegaram a alguma conclusão?

    a/c @ps3gamer
     
  8. Pheux

    Pheux Power Member

    Sinceramente até me parece ter uma uniformidade muito melhor que a maioria das Edge Led da mesma marca.

    Eu a ti ficava com ela. Não vais conseguir melhor que isso.
     
  9. A leitura da sentença será para a semana. Tanto posso ganhar como não, sendo que a juíza, a um nível pessoal e informal, me deu razão, contudo a sentença será proferida com base na leitura da lei e sobreposição das provas recolhidas face a mesma.

    Foi um julgamento interessante. Infelizmente a questão de intenção de compra de pouco valeu porque não havia forma de provar qual a minha intenção, nem valeria de nada colocar o vendedor como testemunha porque seria a palavra dele contra a minha (como indicou a Sra. Juíza). Contudo o técnico indicou que isto acontecia em todas as televisões, com um grau de variabilidade enorme e, face isso, as televisões teriam de ser vendidas com essa informação explícita nas características. A defesa não apresentou quaisquer argumentos a não ser considerarem que não deviam ser eles em julgamento mas sim a marca. O senhor advogado até disse que se eu queria uma televisão para jogar, que arranjasse um PC :clap:

    Por fim ofereceram pagarem-me as custas do tribunal e um desconto de 20% na próxima compra lá. Rejeitei obviamente. Fiz um enorme esforço para não me rir na cara deles.

    Fiquei com a ideia que, embora me tenha sido reconhecida razão e compreensão, tudo irá depender da leitura que a juíza faça dos direitos do consumidor. Tanto posso ganhar como perder, e logo o direi. Fica a tentativa e a experiência, para qualquer dos efeitos :Winkani:

    O problema é que consigo. Já vi modelos iguais com melhor uniformidade, aliás fiz questão de fazer testes exaustivos ao modelo de exposição que me pareceu melhor, e inclusive a minha Samsung anterior tem melhor uniformidade. Também há de momento no mercado a Sony XE9005 que pelo que testei também tem melhor uniformidade, contudo essa é FALD. Também já pus as mãos numa Sony série 8 edge lit que também tem melhor uniformidade.

    Não me chateia cantos mais escuros/claros ou alguma impureza, mas riscos verticais claramente definidos ao longo de todo o ecrã é onde eu defino os meus limites, ainda para mais quando só me tornei consciente deste problema com esta história. Se se acaba por traduzir numa questão de sorte? Sim, mas não deveria ser o caso. LED pode atingir uniformidade quase perfeita, o problema são os custos de produção inerentes a atingir isso, que não se justificam tendo em conta que 90% das pessoas não nota nestes problemas.

    E compreendo isso, contudo não me parece justo, nem sequer legal, que a qualidade do painel que alguém adquira seja uma lotaria, portanto se não estou satisfeito pelo preço que paguei, acho que nem eu nem ninguém se tem de deixar ficar. As televisões mais caras que alguma vez comprei, acabaram por ser as que pior uniformidade mostraram.

    De notar que toda esta informação não é exposta nem pela marca nem pelas lojas. Reparei que aqui todos estão informados, mas pronto, é um fórum com grupos de discussão muito específicos, com malta entusiasta que já passou por todo o tipo de questões. Agora estou eu informado, mas o papel de informar tinha que ter começado antes da venda por parte da loja, não após...
     
  10. Asstr0naut

    Asstr0naut Power Member

    Pena não teres chegado a falar com o user Mbarbedo, ele é de uma enorme ajuda. Tenta ainda trocar algumas palavras com ele.
     
  11. Eu cheguei a ler alguns posts dele a ajudar outros users. Retirei muito dos posts deles para me informar sobre os direitos do consumidor, e foi também algo que me deu confiança neste processo :Winkani:
     
  12. E recebi agora um contacto telefónico da tal superfície comercial a indicar que dado o relatório técnico da marca iriam dar o processo como concluído. A senhora não possuía qualquer informação sobre os avanços desta questão desde há um mês para cá, nem tão pouco que a questão estava em via judicial.

    Enquanto estudante e profissional na área de sistemas de informação, preocupa-me a falta de organização e partilha de informação :facepalm:
     

Partilhar esta Página