1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Engenharia informática

Discussão em 'Programação' iniciada por Bast, 13 de Abril de 2019 às 19:10. (Respostas: 8; Visualizações: 518)

  1. Boas pessoal, preciso de um conselho.
    Estou a terminar o 12° ano e ainda não sei o que vou fazer da minha vida... Estou indecisa entre três cursos, mas preferia frequentar o de engenharia informática.
    Estou no curso de humanidades, não sei grande coisa de matemática, e não tenho hábitos de estudo nenhuns... Porém, por ser um curso de que gosto, com grande empregabilidade, e por me dizerem que eu sou bastante inteligente, estava a pensar em tentar aprender a matemática A de três anos neste ano que vem... Porém eu não sei se realmente sou capaz, porque sempre me desmotivo a mim mesma, e não sei se terei capacidades e esforço suficiente para optar por um curso destes...
    Gostava que alguém que o estivesse a frequentar me dissesse a sua opinião, porque eu estou deveras perdida e não sei o que fazer. Tenho medo de me dar mal.
    Também ponderei psicologia e investigação criminal.
    Obrigada
     
  2. joaots

    joaots Power Member

    Estás indecisa entre três cursos que não fazem sentido para alguém de humanidades.
    Precisas de Biologia para psicologia ( e talvez matemática) e Biologia e FQ para investigação Criminal se não estou em erro.
    Para Engenharia Informática para além de Matemática A necessitas de FQ ( para a cadeiras de física que terás).
    Não falo em provas de ingresso mas sim em conhecimentos gerais que precisas para realizar as cadeiras pois as provas de ingresso vão variando consoante a Universidade/Politécnico.
    Não vás para um curso por ter empregabilidade mas sim pelo o que tu gosta e só depois pensas na empregabilidade.
    Espero ter ajudado.
     
  3. @joaots Ela referiu que é Eng. Informática é uma área que gosta, para além de ter grande empregabilidade.

    @Bast Posso-te dizer que apesar da minha situação não ser exactamente como a tua, também entrei em Engenharia Informática bases nenhumas. Neste momento estou a terminar o 2º ano da Licenciatura e com tudo feito com média de quase 16. Tudo se consegue e não foi preciso assim um esforço de outro mundo. Apenas ir as aulas e estudar o mínimo necessário.
     
  4. slowdive

    slowdive Power Member

    Eng. informática está longe de ser uma engenharia em que é fundamental ser um crânio a matemática. Comparado com o meu outro curso, eng. civil, a matemática que dei em eng. informática é básica.
     
  5. cconst

    cconst Power Member

    @Bast a verdade é que tudo se consegue com esforço. Ou quase.
    Tens que pensar o que te levou a ir para humanidades em detrimento do científico. São dois extremos opostos quer de metodologia de trabalho quer de saber. Já lá vai o tempo em que um filósofo era ao mesmo tempo um grande investigador e homem da ciência (como o Platão, p.e.).


    Estou a ficar velho. No meu tempo era preciso uma dedicação enorme (falo em 8 a 10hrs diárias) para um aluno mediano e com bases cientificas (matemática e física) para conseguir notas acima do 14. E não estou a falar do Técnico.

    Depende das faculdades. Onde andei, as Matemáticas eram muito semelhantes. Aliás, havia quem dissesse que em Civil era mais fácil.
    Mas existe um outro factor: à segunda é mais fácil. Basta entender que já levas outra bagagem, quer de conhecimento, quer de método de estudo.

    voltando a ti @Bast tens que te imaginar daqui a 10 anos. Nesses 10, caso estejas no mundo da Eng. Informática, não te vai faltar trabalho. Cá em PT e lá fora. Se tudo correr bem será assim:
    • 1 ano a preparares para entrar
    • 3 anos licenciatura
    • 2 anos mestrado (opcional)
    • 5 anos a trabalhar
      • 1 ano a ser explorada por pouco mais que o salário minimo num talho qualquer porque te dizem que tem que ser e que te vai dar bagagem
      • 1 ano a fazer coisas giras
      • 5 consolidar a tua experiência
    Após isto vais pensar se queres programar/configurar redes/tratar da segurança/o que quer que tenhas feito no ano 1 (ou 2 no máximo). E terás dois caminhos:
    1. Quero continuar nisto (profissão mais técnica)
    2. Não quero continuar a ser mais técnico
    Se optares pela primeira, terás que ter muita sorte em PT para continuares a evoluir técnicamente e seres recompensada pelo teu trabalho. Ou então emigras.

    Se optares pela segunda, terás que nos primeiros 2 ou 3 anos (pelo menos) acumular as duas funções pelo mesmo salário (técnico + gestão, quer de equipas ou de projetos).

    Apesar de parecer, o cenário não é negro. Mas é o que é. Tipicamente (e em especial cá na tugalândia) frequentemente os "informáticos" têm isenção de horário de trabalho, que na realidade se traduz na maioria dos casos em jornadas de trabalho diário de 9 a 10hrs, deixando muito pouco tempo para coisas pessoais (imagina entrares às 9h45 e saíres às 19h30... e ainda ires para casa, preparar jantar...)

    Às vezes existe pessoal com sorte (como eu) que confirma a regra. Consigo (e consegui desde muito cedo) jornadas de 8hrs, e na maioria do tempo, perto de casa (30 minutos max de commuting). Consegui ainda manter-me passados 14 anos ligado à parte técnica sem ter visto estagnar o meu income.

    O essencial é investires 5 anos da tua vida a aprender algo que te dê capacidades de VIVER os outros 40 anos e teres uma vida feliz. O dinheiro não é tudo, embora ajude.
     
  6. willie22

    willie22 I'm cool cuz I Fold

    Sei que no ISEP havia um número considerável de pessoas a fazer Física Aplicada em Engenharia Civil porque era bastante mais fácil do que em Engenharia Informática. É provável que em Análise Matemática também houvesse casos desses
     
  7. joaots

    joaots Power Member

    Eu não quero ser um desmancha prazeres mas existe algo chamado "provas de ingresso" e acho que o exame de Matemática A é sempre requerido para entrar numa Engenharia e ( FQ em algumas). Dito isto não faz sentido alguém de Humanidades a 2 meses dos exames nacionais decidir estudar 3 anos de Matemática A e esperar tirar uma nota satisfatória. É só um pequeno detalhe mas importante.
    Claro que depois de entrar acho que qualquer um consegue com o mínimo de esforço consegue fazer o curso (9,5 é vida).
     
  8. Se realmente gostas da área preocupa-te em entrar. Depois de entrares e se és inteligente e esforçada, se não saíres de lá em 3 anos sais em 4.
     
  9. Lucien

    Lucien What is folding?

    É, Física em Eng. Informática no ISEP é o cadeirão do curso, mas com trabalho lá se faz. Achei algumas cadeiras bem mais chatas que física porque não gostava da subárea (ex: sistemas gráficos no 3º ano que lida muito com modelação 3D, renderizações, etc. isso não é mesmo a minha praia).
     

Partilhar esta Página