1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Funcionalidades do Portal do Cidadão chegam aos telemóveis em Fevereiro

Discussão em 'Telemóveis' iniciada por RavenMaster, 27 de Janeiro de 2005. (Respostas: 0; Visualizações: 891)

  1. RavenMaster

    RavenMaster Power Member

    "O Portal Móvel do Cidadão foi hoje apresentado pela UMIC aos jornalistas, embora o serviço deva estar disponível apenas em meados de Fevereiro. Garantindo maior comodidade, alguns conteúdos do site estão acessíveis a partir de uma telemóvel ou PDA que suportem a tecnologia WAP e GPRS - presentes na grande maioria dos equipamentos com menos de dois anos - e permitindo ainda definir alertas por SMS.

    O serviço está actualmente em testes e inclui numa primeira fase o acesso aos cadernos de recenseamento eleitoral (desenvolvido em conjunto com a STAPE), a localização de entidades e serviços públicos nos serviço Onde Fica, a consulta de funcionalidades acessíveis no Portal do Cidadão e ainda as notícias e os links úteis para outros portais móveis.

    Para o serviço Onde Fica está a ser pensada a evolução para a georeferenciação, permitindo ao utilizador ficar a saber quais os serviços mais perto do local onde se encontra. Para já esta localização está limitada à escolha de um determinado concelho ou a utilização do código postal.

    Diogo Vasconcelos, gestor da UMIC, explicou ao TeK que os serviços de alerta por SMS vão ser cobrados à taxa habitual dos serviços informativos, não sendo considerados como serviços de valor acrescentado, o que serve para pagar as comunicações.

    O Portal Móvel do Cidadão foi desenvolvido pela MobiComp, que tem outros projectos de implementação de portais móveis em diversas empresas, como o BPI, TMN, MillenniumBCP, Galp/M24, Sonae e Lusomundo.

    36% dos portugueses já conhecem o Portal do Cidadão
    A UMIC aproveitou também a conferência para mostrar alguns estudos entretanto realizados sobre a utilização do Portal do Cidadão e a notoriedade da marca. Uma análise realizada em Janeiro pela Marktest mostra que entre os portais da Administração Pública o Portal do Cidadão foi reconhecido por 36% dos inquiridos, sendo ultrapassado apenas pelo Portal das Declarações Electrónicas.

    Em termos de notoriedade espontânea o Portal do Cidadão recolheu porém melhor classificação do que todos os outros portais da administração pública incluídos no estudo, sendo referido espontaneamente por 3,8 por cento dos inquiridos, enquanto o site das Declarações Electrónicas foi referido apenas por 3,1 por cento.

    Registando 2,5 milhões de pageviews por mês, o Portal do Cidadão foi visitado por um em cada 3 dos portugueses que usam os portais da administração pública, revelando estes utilizadores intenção de voltar ao site. O tempo médio de permanência no site é de pouco mais de cinco minutos, um valor considerado interessante até porque muitos dos apontadores encaminham o visitante para outros sites da AP.

    Anabela Pedroso, coordenadora da UMIC, explica ainda que muito em breve vai ser lançada uma outra fase de extrema importância para o Portal do Cidadão, com o concurso para a aquisição da infra-estrutura tecnológica que irá implementar o sistema de autenticação dos utilizadores e meios de pagamento centralizados. "

    link
     

Partilhar esta Página