1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Nvidia compra Mental Ray

Discussão em 'Novidades Hardware PC' iniciada por blastarr, 13 de Dezembro de 2007. (Respostas: 9; Visualizações: 2170)

  1. blastarr

    blastarr Power Member

    http://www.nvidia.com/object/mental_images.html

    A Nvidia acaba de anunciar a compra da Mental Images, mais conhecida pelo seu produto flagship, Mental Ray (usado em quase todos os pacotes de rendering da Autodesk/Alias, pela esmagadora maioria dos estúdios de Hollywood, mas também disponível em formato stand-alone).


    Também pode ser uma indicação de que a Nvidia se prepara para competir com a Intel no campo do ray-tracing em tempo real para jogos.
     
    Última edição: 13 de Dezembro de 2007
  2. muddymind

    muddymind 1st Folding then Sex

    hum... acho mt dificil que a nvidia vá competir com a intel no que diz respeito ao ray-tracing... simplesmente as arquitecturas actuais apenas são eficientes para rasterizing. O que seria interessante seria a nvidia a implementar auxilio com alguns shaders de calculos de AO ou QMC através de alguma api do tipo CUDA... Vamos esperar para ver

    []
     
  3. blastarr

    blastarr Power Member

    Tens de experimentar o Gelato...
    Já usa as GPU's actuais para assistir no ray-tracing de muitas aplicações de rendering modernas, e é muito mais rápida nesses aspectos do que qualquer CPU.
    Só não é em tempo real ainda porque não houve grande incentivo por parte da indústria de videojogos para que a tecnologia das placas gráficas tenha evoluído nesse sentido, mas não é tão tecnicamente impossível como se julga, sobretudo agora com o enorme poder matemático em cálculos de vírgula flutuante dos shaders programáveis nas gráficas modernas.
     
  4. muddymind

    muddymind 1st Folding then Sex

    Já experimentei o gelato mas a performance quando se usava ray-traycing era simplesmente ridícula... Volto a dizer, as arquitecturas actuais não são muito famosas com raytracing.

    É verdade que indústria actual não tem evoluído mt nesse sentido mas isso tem uma razão... com o poder de processamento que se tinha até há pouco tempo conseguía-se obter melhores resultados com rasterizing do que com ray-traycing... Outro grande problema reside na natureza do raytracing de ser mt biased (lá se vão as soft-shadows) e de ter resultados mt agressivos quando não usado juntamente com bastante AA (experimenta usar bumps sem AA com ray-traycing para veres o que digo).

    Mas não vou dizer que é impossível e q a nvidia não o fará mas que vai ser complicado lá isso vai ser...
     
  5. .DX.

    .DX. Power Member

    Nvidia To Acquire Ray Tracing Company

    http://www.tomshardware.co.uk/nvidia-intel-larrabee,news-28268.html
     
  6. Swat

    Swat I Folded Myself

    Uma grande aposta da Nvidia!

    E como as coisas estão, não deve demorar muito a aparecer as primeiras samples com este novo método de rendering.
     
  7. blastarr

    blastarr Power Member

  8. muddymind

    muddymind 1st Folding then Sex

    Pois... o resultado foi:

     
  9. blastarr

    blastarr Power Member

    O ambiente CUDA é de graça, e o Mental Ray também será, a julgar pelo que aconteceu à API PhysX.
    A razão da escolha do Mental Ray em detrimento do Gelato (que já vinha do tempo da Geforce FX) é óbvia: suporte da indústria.


    É o renderer Mental Ray que está por detrás da maior parte dos pacotes de modelação e renderização 3D, sobretudo os do grupo Autodesk (o ImageStudio, por exemplo, é um front-end gráfico de fácil utilização para o Mental Ray -cuja versão normal é controlada a partir de uma linha de comandos, "Old School"-).
    Assim, modificando essa base para suportar aceleração pela GPU, ganham novos clientes para as famílias Quadro e Tesla, e aumentam o uso do software na indústria dos jogos 3D e dos efeitos especiais para cinema e televisão.

    O objectivo a longo prazo da Nvidia é substituir o DirectX em aplicações onde este não é adequado (física, ray-tracing, etc), pelo CUDA, aproveitando a capacidade desta API de interagir em tempo real com as API's DirectX e OpenGL (especializados sobretudo em rasterização).
     
  10. SilveRRIng

    SilveRRIng Power Member

    Muito bom!

    Não só demonstra que a nVidia está muito atenta às futuras tendências como acaba por ser uma confirmação que o Ray Tracing será mesmo o caminho a seguir, à partida "hibridamente" com a rasterização. Também mostra que a nVidia está a levar a "ameaça" da Intel com o Larabee muito a sério e que esta aquisição lhe permite dar uns passos bem grandes na àrea do Ray Tracing, senão mesmo ficar uns passos à frente da Intel, com o suporte do hardware actual.

    A unica preocupação que surge aqui é ao nivel do standard. Se Intel e nVidia começarem a puxar cada uma para seu lado no que se refere ao Ray Tracing vai ser muito complicado vermos isto a ser implementado nos jogos, já nas aplicações de rendering a coisa deverá ser mais pacifica.

    Estou para ver o que pretende a AMD fazer, quer nos seus CPU's, quer nos GPU's.

    Aproximam-se tempos conturbados até se começar a perceber o caminho que o binómio rasterização/Ray Tracing irá tomar. Esperemos que a MS ajude a pôr alguma base comum nisto. De qualquer forma parece-me que é um mal necessário, exigido pelo progresso.
     

Partilhar esta Página