1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Politicas que obrigam a Programação

Discussão em 'Programação' iniciada por xpto1234, 6 de Janeiro de 2008. (Respostas: 12; Visualizações: 1536)

?

Acha que o SAFT é seguro?

Poll closed 5 de Fevereiro de 2008.
  1. Sim

    1 vote(s)
    16,7%
  2. Não

    5 vote(s)
    83,3%
Estado do Tópico:
Fechado a novas mensagens.
  1. Para quem acha que só se programa de acordo com as necessidades dos utilizadores das aplicações, eis a novidade:

    a partir de agora os programadores tem de fazer tudo de acordo com as necessidades do Estado.

    E porque digo eu isto?

    Ora, basta conhecer a ultima necessidade dos programas de facturação:

    O SAAAAFFFFTTTTTTTT!!!!!!

    PT convém não esquecer.

    Suas excelências acharam que era muito mais fácil verificar os dados das empresas se estas lhe entregassem a papinha feita, e, vai dai, saf-t.

    Agora todos temos de conhecer XML. Seja qual for a ferramenta que cada programador utilize, terá de se desenrrascar para efectuar o ficheiro que vai facilitar a vidinha ao Fisco.

    Mas, será só essa a intenção???

    Com o saft passa a existir um "BIG-BROTHER" nas mãos dos funcionários do Fisco. Não irá haver compra que vocês façam que eles não saibam.

    Ora deixa cá ver: O Jaquim??? Qual é o NIF??? OK é só carregar no botão e fico a saber o que ele anda a comprar lá pra casa.

    E já agora, vou também saber a quem ele vendeu... EH! EH! EH!

    Quem sabe se não consigo montar um negócio igual...
    Compro aos mesmos que ele compra e vendo aos mesmos que ele vende mas fazendo os preços mais baixos.

    E já agora quem serão os parvos que lhes vão fornecer a ferramenta quase de borla....

    BEM VINDOS À ERA DO SAFT e safem-se
     
    Última edição: 6 de Janeiro de 2008
  2. jfbbms

    jfbbms Power Member

    depende.
    Penso que possas passar vendas a dinheiro sem contribuinte como é o caso de estudantes
    que nao tem nif.

    ai como identificas as pessoas? ou mesmo pessoas que compraram computadores por exemplo?
     
  3. nfn

    nfn Power Member

    Não entendo a razão deste comentário.

    1. um profissional é remunerado por um trabalho, se o seu trabalho é programar ...
    2. se com esta medida diminuir a fuga ao fisco sou o primeiro a levantar-me e a apludir!

    Acredito que daqui até à automatização total e integração com os sistemas do estado é um passo.
     
  4. Tens razão.

    Mas será que os Comerciantes só vão efectuar Vendas a dinheiro???

    Oxalá.

    Eu, se pudesse, fazia-o. Mas não me parece que esta nova legislação seja para o pessoal se safar mais.
     
  5. Se nos pedissem para fazer um programa tipo cadeira electrica, ou seja para matar, achas que todos deviamos fazê-lo.

    (Já agora, não existiria a tentação de colocar um "Se for eu then passa ao lado")

    Onde está a questão da consulta às bases de dados com dados pessoais. Se alguém pode saber quanto papel eu comprei, então eu também quero saber, afinal fui eu que comprei o papel.
     
  6. slack_guy

    slack_guy Power Member

    Esta história da obrigatoriedade de produzir este relatório está muito mal contada e um dia destes ainda vamos saber qual foi o lobby que conseguiu impingir esta merdida.
    Pessoalmente nem creio que o fisco vá andar a bater às capelinhas à cata de quem não tem software capaz de produzir tal relatório (talvez mande a ASAE + PJ + ASSOFT). A informação que é pedida já o fisco a tem, só que não é neste formato.

    Quem ganha com isto:
    1º as software houses;
    2º os vendedores de hardware;

    Quem perde:
    os contribuintes que têm de pagar para implementar esta funcionalidade que lhes acrescenta ri-go-ro-sa-men-te nada ao seu negócio.

    Enfim, mais um 'disparate tecnológico'.
     
  7. Pretender

    Pretender Power Member

    Estive a ver os preços de upgrade para essa 'funcionalidade' da sage infologia...
    Que abuso!
    É querer fazer dinheiro à descarada com quem usa software deles.
    Com outras marcas deve ser igual ou pior. Então o SAP....
    Ainda vou analisar que informação e indentação o ficheiro saft necessit... cá para mim o output é fácilmente convertível em saft
     
  8. às turras com o SAFT

    Olá:

    Já consegui criar o xml. No entanto, o meu problema está agora na validação.

    Sou através do www.sfat.pt que o programa Microsoft XML Notepad (Programa gratuito) (http://www.microsoft.com/downloads/...49-787d-4118-ba5f-4f30fe913628&displaylang=en) faz essa validação desde que se ligue esse programa ao schema das Finanças.

    Já o fiz e permitiu-me rectificar alguns erros que tinha feito.

    Para além disso nas FAQ está lá que se deve colocar no inicio do xml o código:
    <?xml version="1.0" encoding="windows-1252" ?>
    Depois de o colocar no inicio do xml, o ficheiro criado deixa de funcionar como acontecia antes. Tenho de o editar no Frontpage por exemplo e fazer uma regravação do mesmo. Aí sim, já aparece como antes. Para além disto, o tamanho do ficheiro é reduzido a metade (estranho).
    Ao analisar o ficheiro xml que alguém já colocou aqui o código inicial é diferente:
    <?xml version="1.0" encoding="UTF-8" ?>

    Alguém me sabe dizer qual a função deste código inicial e porquê a diferença?

    Ao dispor
    Nuno Pedrosa
     
    Última edição pelo moderador: 11 de Janeiro de 2008
  9. slack_guy

    slack_guy Power Member

    Character Encoding
    Esse 'pormenor' de obrigarem a usar o encoding="windows-1252" é perfeito disparate.
     
  10. inginheiiro

    inginheiiro Power Member

    usa o
    <?xml version="1.0" encoding="utf8" ?>

    Quanto ao esforço associado para produzir o SAFT-PT (Pelas Empresas Proprietarias) é no minimo ridiculo .

    Embora nunca tenha trabalhado com primavera,phc,infologia,sap, etc etc etc, e desconheçendo o design das Tabelas usadas, consigo perceber que produzir o raio do ficheiro não é mais do que uns queries e um dump para XML.

    Se se sentem indignados com o preço das actualizações para o saft-pt, e possuem os dados de modo a gerarem o ficheiro, pq não se juntam e criam (um projecto open-source) uma serie de plugins para gerar o ficheiro para os diversos produtos que usam?

    Na minha opinião seria mais vantajoso/produtivo em detrimento da DISPERSÃO que existe em que cada um de vc's tenta resolver o vosso problema isoladamente...

    /ing
     
  11. mpsoares13

    mpsoares13 Power Member

    Boa ideia

    Não podia concordar mais! Isso é que era uma boa ideia!
    Também não conheço a fundo as ferramentas para saber como fazer a interligação com um 'plugin' deste género, mas acho que era de investigar.

    Da minha parte se alguém decidir avançar com isso, ofereço desde já a minha ajuda.

     
  12. oscarolim

    oscarolim Power Member

    Onde trabalho tivemos (obviamente) que implementar a exportação para o novo formato, e não é tão simples como parece. O Dump da base de dados é o menos, o pior são as maravilhas que aparece para ter o ficheiro conforme as guidelines do governo.
    E se ajuda a combater a evasão fiscal, então ainda bem. Quem não deve não teme.
     
Estado do Tópico:
Fechado a novas mensagens.

Partilhar esta Página