1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.
  1. Metro

    Metro Benevolent Dictator For Life
    Staff Member

    Esta vai ser a thread onde vão ser colocados os artigos para traduzir e a sua evolução.
    Quem se quiser candidatar à tradução de um artigo, faza o reply nesta thread, e posteriormente aqui nesta o dito artigo passará para baixo.
    Se tiverem interesse na tradução/trabalho de outros artigos, façam na mesma um reply, com o nome e link do artigo (pelo menos o nome), e também será posto aqui.
    Quando terminarem a tradução colocam aqui o artigo traduzido.
    Posteriormente vão-se apagando os posts que já não interessam colocando neste post quem é que traduziu para ficar essa informação.

    Pede-se que antes de trabalharem sobre algo tenham a certeza que não ná nada (ou quase nada, no caso de querem aprofundar) sobre isso na wiki, bastando ir lá e fazer um search.

    Dúvidas, ponham-nas aqui. Evitem fazer comentários nesta thread.

    Desde já obrigado a todos.


    Artigos ainda não trabalhados/concluídos:
    Listagem de Artigos no FahWIKI: Aqui. Começem por favor pelos artigos com maior relevância para a nossa Wiki.
    Ao indicarem que estão a trabalhar num artigo, coloquem o nome original deste, com a hiperligação.


    Artigos a serem trabalhados:
    [wip] CoreStatus Codes, Pocas (11/08/2006)



    Artigos já concluídos:
    [trd]! MachineID, Esquisoblogs (02/08/2006)
    [trd]! WorkUnits, Luisakamotor (02/08/2006)
    [trd]! FAH & 64-bit, Luisakamotor (02/08/2006)
    [trd]! FAH files, Luisakamotor (02/08/2006)
    [trd]! Early Unit End, Luisakamotor (02/08/2006)
    [trd]! UserID, Luisakamotor (02/08/2006)
    [trd]! SMP, Pocas (04/08/2006)
    [trd]! Assignment Server, scorpion4 (09/08/2006)
    [trd]! The Future of the [email protected], scorpion4 (09/08/2006)
    [trd]! WorkServer, shello (9/08/2006)
    [trd]! Collection Server, scorpion4 (09/08/2006)



    Chave:
    [tdo] - Artigos ainda não trabalhados.
    [wip] - Artigos a serem trabalhados.
    [trd] - Artigos já concluídos.
     
    Última edição pelo moderador: 11 de Agosto de 2006
  2. esquiso

    esquiso Power Member

    Apesar de nao ser nenhum especialista em ingles, tou sempre pronto a ajudar e farei aquilo que sei :D

    para ja, vou pegar no Machine ID ;)

    #Edit: done

     
    Última edição: 2 de Agosto de 2006
  3. Pocas

    Pocas 1st Folding then Sex

    Eu fico co HyperThreading.. ja vou começar logo a tarde.

    Pocas
     
  4. lucalzada

    lucalzada To fold or to FOLD?

    WorkUnits - Concluído

    -Work Units

    1. Geral

    Os projectos disponíveis para o processamento dos dados são distribuídos para os clientes do [email protected] em WorkUnits (WU).
    Cada WU é constituída por um conjunto variado de ficheiros, os quais estão localizados numa pasta (denominada work) criada pelo cliente; contendo informação sobre os átomos, ligações entre os átomos e provavelmente ainda mais parâmetros.

    2. Trajectórias

    Cada projecto consiste num leque variado de múltiplas WUs, e cada WU calcula porções ligeiramente diferentes de uma trajectória em particular. Estas diferentes partes de trajectória são identificadas por diferentes números de Run (Série), Clone e Generation (Geração); estes podem ainda ser encontrados no ficheiro FAHlog.txt que se encontra presente na pasta onde está instalado o cliente.

    Exemplo: 2401 (Run 40, Clone 21, Gen 1)

    Devido às várias trajectórias necessárias a cada projecto em particular, o tempo de conclusão de cada WU pode variar um tanto, dependendo do número e da complexidade das trajectórias que cada projecto precisa calcular.

    O nome e o número do projecto de uma WU em particular, não nos diz as especificações dessa WU. Desta maneira, quando o cliente GUI, ou outras ferramentas de monitorização dizem que estamos a processar um projecto em particular, estamos de facto a processar uma pequena porção desse projecto. Se obtivermos duas WUs que pertencem ao mesmo projecto, teremos cálculos de diferentes porções deste projecto.

    3. Tipos de WU

    As WUs chegam ao nosso computador, em todas as formas e tamanhos que possamos imaginar. Esta diversidade é causada pelas diferentes proteínas que têm vindo a ser analisadas, pelas várias fases de análise e pelos métodos usados na sua análise.
    Estas diferenças podem ser observadas pela quantidade de espaço em disco ocupado por estas WUs, pela memória RAM ocupada quando o FahCore_xx está a funcionar, e pelo tempo que o CPU demora a completar a WU.
    Tipicamente, um projecto está designado para demorar entre 2 a 3 para ser completado inteiramente no computador de Benchmark de Stanford. O que significa que estas valham entre 220 e 440 pontos/créditos.

    Existem quatro tipos de WUs disponíveis para os participantes do [email protected], e além dessas, as WUs normais.

    -Deadlineless Work Units – WUs sem prazo final de entrega
    -Large Work Units – WUs com tamanho/tempo de conclusão elevados
    -New Advanced Work Units – Novas WUs “avançadas”
    -Beta Work Units – WUs destinadas a Beta Testers

    3.1 Deadlineless Work Units – WUs sem prazo final de entrega

    Todos os projectos têm WUs com determinados prazos de entrega, com excepção de uma pequena quantidade destes em que são criadas WU’s/projectos sem prazo de entrega. As WUs sem prazo de entrega estão disponíveis para quem tem o cliente configurado para receber WUs sem prazo de entrega.
    Este tipo de WU é crucial para os computadores que participam no [email protected], e que devido ao seu Hardware ser lento (actualmente) ou que estão pouco tempo ligado por dia, tornam impossível o cumprimento dos prazos de entrega das WUs normais.

    As WUs sem prazo de entrega podem ser colocados na cache, até um número máximo de 10 unidades simultaneamente.

    Nota: A “caching” de WUs não é destinada aos clientes que têm capacidade de completar WUs normais dentro dos prazos impostos, porque todos os projectos são designados para serem completados dentro do prazo preferido de entrega, por computadores com uma performance razoável, mesmo que estes possuam ligações de Internet por Dial-up.

    Por isso, use apenas WUs sem prazo de entrega, nos casos em que os computadores não consigam completar a tempo as WUs normais, e também não devemos fazer o caching de WUs sem ser realmente necessário, a menos que entrem num cenário de Sneakernetting.

    3.2 Large Work Units – WUs com tamanho/tempo de conclusão elevados

    As Large WUs, também conhecidas como BigWUs, estão disponíveis para os clientes que têm seleccionado o parâmetro –BigWU para receber WUs maiores que 5MB.
    Estas WUs requerem mais memória no disco e na Ram do computador para o seu processamento, e portanto valem normalmente o dobro dos pontos/créditos de uma Wu normal.

    3.3 New Advanced Work Units – Novas WUs “avançadas”

    As novas WUs “avançadas”, estão disponíveis para todos os clientes que tem seleccionado o parâmetro –advmethods.
    Estas WUs encontram-se numa fase final de testes, antes de estarem disponíveis para todos os participantes do [email protected] É de realçar que estas WUs têm uma maior probabilidade de dar origem a erros e a problemas diversos.

    3.4 Beta Work Units – WUs destinadas a Beta Testers

    As Beta WUs estão apenas disponíveis para os membros do [email protected] Beta Team. Existe uma possibilidade muito elevada de obter erros e problemas diversos com este de WUs.

    4. Atribuição de WUs

    As WUs são atribuídas ao cliente por os [email protected] Assignment Servers. Não se pode escolher a WU que queremos receber, mas o utilizador pode escolher quais as WUs que querem enviar.
    Entretanto, é possível ajustar algumas das preferências das WUs no cliente do [email protected], mas não é garantido que estas preferências vão funcionar. Podemos, por exemplo, escolher as WUs sem fim de prazo (deadlineless). Esta selecção costuma funcionar quase sempre, porque este tipo de WU é destinado aos clientes que lhe falta velocidade “desejada”, para terminar WUs normais dentro do prazo de final de entrega, mas não há nenhuma garantia. Também podemos configurar o cliente para receber unidades Large WUs. Estes parâmetros, fazem com que os Assignment Servers emitam WUs maiores do que seria de esperar, em comparação com um cliente em default. Este tipo de configuração, faz com que as WU recebidas por o cliente, ocupem muita mais memória em disco e Ram quando em utilização. Finalmente, podemos usar a flag -advmethods para definir o cliente como disponível para receber novas WUs, antes que estejam disponíveis para todo o público. Devemos ter cuidado ao seleccionar esta opção, pois pode dar origem a erros e/ou problemas.
    Uma WU representa apenas uma trajectória dentro de um projecto, e não é distribuída geralmente a vários clientes ao mesmo tempo. Quando uma WU recebida por um cliente vê ultrapassada a Preferred Deadline esta é reenviada a outro cliente. Se a WU (reenviada) for retornada antes do prazo final, o cliente recebe os pontos/créditos. Se o primeiro utilizador que recebeu a dita WU e o cliente que recebeu a WU (reenviada), enviam ambos o retorno dessa WU, os servers do [email protected] fazem automaticamente a comparação entre os dados e os pontos/créditos são descontados nos dois clientes.
    Quando um prazo final de entrega é excedido, o cliente apaga automaticamente a WU em questão e faz posteriormente o download de outra WU. Quando termina uma WU inesperadamente (Early Unit End - EUE), é atribuído pontos/créditos parcialmente. Exemplo: A WU x vale 100 pts, e terminou nos 60%, então são atribuídos 60 pontos/créditos.

    5. Processamento de WUs

    As WUs não são processadas directamente pelo cliente do [email protected], e utiliza-se em vez disso, aplicações chamadas FahCore_xx. Cada uma destas possui código específico e optimizado para um determinado tipo de processamento. Alguns dos FahCore_xx que são utilizados pelo cliente do [email protected] são as Tinker, QMD e as Gromacs.

    6. Fim do prazo das WUs

    Todas as WU, estão limitadas a um período de tempo para serem processadas após a sua recepção. Cada WU traz consigo dois prazos de entrega:

    1. Preferred Deadline – Fim do prazo de entrega preferido
    2. Final Deadline – Fim do prazo de entrega absoluto

    Alguns projectos não têm fim de prazo de entrega aka Deadlineless ou Timeless.

    Quando um cliente não retorna a WU dentro da Preferred Deadline, considera-se a WU, supostamente perdida. Assim sendo, esta é reenviada a outro cliente, para se certificar que os resultados irão ser obtidos de qualquer das formas. Cada WU, é deveras importante para cada projecto, e mesmo que uma WU seja somente uma parte pequena de um único projecto, é parte do projecto inteiro do [email protected]
    Um cliente que exceda o fim do prazo preferido de um WU, ainda tem tempo para terminar a WU antes do seu prazo final. O crédito inteiro seria concedido mesmo assim. O valor científico do trabalho (pois passou da Preferred Deadline) é reduzido ligeiramente porque teve que ser duplicado. E se o cliente exceder o fim do prazo final de uma WU, o cliente rejeitará o WU parcialmente terminado e fará o download de uma WU nova. Nenhum crédito será concedido.

    7. Créditos das WUs

    Todas as WUs para um projecto em específico valem a mesma quantidade de pontos/créditos, mas os projectos diferem na quantidade de pontos/créditos entre si mesmos. O crédito que um projecto vale, pode variar conforme o tempo excedente (embora esta situação seja extremamente rara); isto verifica-se nas situações em que um projecto (WU) requer muito mais tempo para terminar, em comparação ao que fora determinado inicialmente.
    A Universidade de Stanford hospeda uma Web page com todos os projetos activos, e também encontramos lá o número de pontos/créditos que corresponde a cada projecto. Também podemos utilizar uma de muitas Third Party Contributions, como é exemplo o Jmol, que indicam a WU actual e seu crédito, entre outras funções, ou da história inteira do crédito dos projectos (até ao presente momento).

    7.1 Determinação dos Créditos

    A quantidade de créditos concedidos para WU terminada para cada projecto, é baseada num benchmark aplicado a cada projecto.
    Os benchmarks são realizados num computador equipado com um Intel P4 2.8GHz (com a função de SSE desligada), e funciona num ambiente Linux. A máquina está preparada para receber 110 pontos/créditos por dia. Isto quer dizer que um projecto idêntico deve ser terminado em 24 horas num sistema também idêntico. Assim um projecto que demore três dias a ser concluído, valerá 330 pontos/créditos.
    As BigWUs têm direito a um bónus de 100%, devido ao seu tamanho.

    O sistema operativo (OS) em que o cliente funciona, não tem qualquer influência na produção. Um Intel P4 2.8GHz a funcionar com Windows XP, alcançará o resultado final quase ao mesmo tempo, que o mesmo em Linux pois os FahCore compartilham o mesmo o código fonte e bibliotecas entre OS (o mesmo se aplica ao MacOSx). Assim o processamento tornava-se apenas diferente, se o código fonte ou as bibliotecas fossem diferentes. Actualmente, apenas temos apenas um caso destes, em que o FahCore correspondente à Gromacs33 funciona apenas em ambiente Linux, mas uma versão deste Core para Windows está a ser desenvolvida.

    7.2 Concessão dos Créditos

    Quando um cliente envia uma WU, os créditos são concedidos à combinação do Username/Team, que era actual na altura da conclusão. Isto significa que o Username e a Team configurados no cliente, podem ser alterados quando a WU está a ser processada. Não é atribuído assim, o Username e a Team que estavam configurados no cliente quando a WU é recebida.
    Uma vez o crédito concedido a um Username/Team, não pode ser mudado. Alem disso, não é possível transferir os pontos/créditos previamente ganhos, para um Username novo ou para uma outra Team diferente.
    Dependendo da disponibilidades dos Servers em Stanford, pode demorar algum tempo após a conclusão de um WU, para os pontos/créditos serem adicionados ao Username e à Team que o terminou. Mas na maioria das vezes, isto acontece dentro de uma hora.
    Há também os casos onde nenhum crédito é concedido. Isto não é comunicado ao cliente que recebe somente a indicação que a WU foi recebida, e não os pontos/créditos que foram concedidos. Se precisarem de saber porque não foi concedido nenhum crédito, devem perguntar no Folding-Community onde indicarão essa dúvida ao Moderador, indicando o Projecto, Run, Clone e Generation da referida.
    No caso de a WU ser terminada prematuramente, por exemplo quando uma Early Unit End (EUE) ocorre, o crédito é concedido, ainda que parcialmente. Uma fórmula é usada determinar a percentagem de trabalho que estava terminado, atribuindo os pontos/créditos (através do resultado dessa fórmula); como vemos neste exemplo: A WU x vale 100 pts, e terminou nos 60%, então são atribuídos 60 pontos/créditos.
    Infelizmente, há algumas excepções a esta política. Quando uma WU tem uma EUE, alguns dos dados estarão incompletos. Se o server não encontrar um log válido que indica que foi concluído 60%, estimará quanto foi terminado. Estas estimativas são baseadas na quantidade de trabalho que um PC muito lento terminaria, prejudicando significativamente a pontuação atribuída a um computador razoavelmente rápido.
     
  5. lucalzada

    lucalzada To fold or to FOLD?

    Desculpem lá, reservar isto tudo:joker:...vou tirar dois dias de Folga.....ufff....
    ----------------------
    Concluído, FAH & 64-bit, Early Unit End, UserID, FAH files.

    ---------------------------------------------------------
    FAH & 64-bit
    ---------------------------------------------------------
    O grupo de Vijay Pande compilou o cliente do [email protected] e os vários FahCores para os 64-bits, e no tempo presente não há nenhum beneficio possível, e por isso não tem valor nenhum o custo da manutenção deste set de binários.
    É seguro dizer que o grupo de Pande, não irá lançar nenhum cliente do [email protected] para sistemas de 64-bit, pelo menos no espaço de um ano.
    Sugestão: O ano será provavelmente 2008.

    ---------------------------------------------------------
    Early Unit End
    ---------------------------------------------------------
    1. O que é uma Early Unit End (EUE)

    Early Unit Ends ou EUE é a fase final de uma WU não terminada, em que o processamento não pode continuar mais.
    O termo EUE, exactamente falando, trata-se de um substantivo. Embora fosse comum ver este como verbo "To EUE" ou EUE'd.

    2. Porque existe EUE?

    As razões porque as WUs incorporam este termo são variadas - os erros computacionais causados pelo overclocking do CPU, refrigeração pobre do sistema, erros de memória...ou pela própria WU. Frequentemente e aleatoriamente, as EUE são causadas pelo computador, mas há algumas classes de projectos que têm uma tendência elevada para ocorrer EUE, e estas são causadas pelas WUs. Nestes projectos, espera-se frequentemente encontrar erros mas não é causa para alarme. As WUs sofrem que sofrem deste tipo de erro não são de descartar, pois existe muita informação importante. Por isso, é que os resultados são enviados na mesma, para os servers do [email protected]
    Em regra geral, uma EUE ocasional é esperada, mas não é nada que mereça a nossa atenção (desde não aconteça muito frequentemente).
    Às vezes pode ser difícil determinar a causa de uma EUE especifica, embora alguns tipos de EUE sejam mais comuns po uma razão em particular.

    2.1 Instabilidade do computador

    A instabilidade da máquina pode ser causada pelo overclocking, por refrigeração inadquada e/ou pela fraca qualidade do hardware. Em regra geral, para uma máqina individual, uma EUE pode esperar-se e não nos devemos preocupar com elas. As máquinas que apresentam EUE com alguma regularidade em diversos projectos (conhecidas por WU trashing), devem ser alvo de maior atenção. Neste caso, podemos concluir que factor o instável é o computador. Perante esta situação, devemos parar de "Foldar" e realizar alguns testes de hardware.
    O teste do hardware deve incluir testes à memória Ram e testes de Burn-In. Mais uma vez, podemos recorrer às ferramentas 3rd Party como é o caso do StressCPU.

    2.2 WUs instáveis

    Ocasionalmente, as WUs em fase final Beta (-advmethods), dão origem a EUE (ex: P23xx durante Fevereiro de 2006) devido à instabilidade inerente. Deve-se indicar as WUs que sofrem de EUE. As EUE, devem-se simplesmente a WUs que foram processadas de forma diferente e que terminam antes de alcançar o ponto 100% estimado da conclusão. Estas WUs servem para determinar parâmetros de assemblagem dos processos do [email protected] Os pontos/créditos são contados de forma parcial, dependendo do ponto onde se deu a EUE.
    Uma parte muito importante da simulação da proteína, são os movimentos atómicos relacionados com a temperatura da proteína. Os movimentos térmicos são descritos como aleatórios, mas para funcionar toda a simulação, é necessário ter conhecimento dos pontos onde começa a simulação (sample) conjugado com um jogo particular de velocidades aleatórias. As vezes a inexistência de aleatoriadade com realidade, leva a uma simulação impossível. Infelizmente, não nos apercebemos de nada, enquanto que a simulação não alcança a condição impossível. Essa WU será enviada com uma mensagem EUE. O server irá reenviar essa WU, para ter a certeza que não se trata de uma falha de hardware e assim sucessivamente, até chegar ao ponto onde rejeitará essa WU. O grupo de Vijay Pande tenta manter esta percentagem pequena, mas uma certa percentagem de WUs irá sempre apresentar EUEs, e por isso não nos devemos preocupar com estes erros.

    Se as EUE tiverem todas origem nos mesmos projectos, e se você encontrar relatórios multiplos em forum.folding-community.org sobre estas, o grupo de Vijay Pande pode ter sido incapaz de manter esta percentagem baixa. Isto é muito mais provável de acontecer quando se tem acesso a WUs Beta, e se for certo que o problema não é do hardware, o melhor mesmo a fazer é retirar a flag -advmethods.

    2.3 Problemas inerentes de WUs

    Ocasionalmente são enviadas aos clientes do [email protected], WU que vêm completamente "estragadas". Nestes casos raros, a proteína nem começa a ser simulada devidamente porque o erro (EUE) ocorre logo nos primeiros steps. A Beta Team geralmente recolhe todas estas WUs antes de estarem disponíveis ao público em geral. Deste modo, os users "normais" nunca deverão ver WU que produzam instantanêamente EUEs.

    3. Tipos de EUE

    Existem variadas formas, em que uma WU pode dar o origem a uma EUE. Todo o resultado afirmativo de EUEs é expressa pelo Core Status 72 (114). Outras terminações anormais são caracterizadas por diferentes Core Status não são EUEs, mas sim o sintoma de qualquer outro problema.

    4. O que acontece aos meus pontos?

    Todos os resultados positivos de EUEs (ver acima), dão direito parte dos créditos, consoante a altura em que se dá o erro.
    Por exemplo: Se WU sofrer a EUE aos 50%, receberemos 50% dos créditos, assumindo que a informação até esse ponto é válida.
    Outras saídas prematuras do core (importante 0x0 e 0x1), não dão nenhum crédito, pois o cliente apaga imediatamente a WU, desprezando assim, o progresso da mesma no momento do erro.

    5. Relatar EUEs

    Na maioria dos casos, é recomendado relatar as WUs com EUE no fórum oficial do [email protected] Isto alertará as pessoas sobre os potenciais problemas que podem encontrar com determinadasWUs.
    Se tomarem a iniciativa de relatar as EUEs, é útil indicar:
    - Número do projecto;
    - Run, Clone e Generation;
    - Postar parte do fahlog.txt que demonstra o EUE;
    - Indicar as especificações do computador, especialmente se este estiver com overclock.



    ---------------------------------------------------------
    User ID
    ---------------------------------------------------------
    O User ID é um valor hexadecimal de 16 digítos, que Stanford atribui ao cliente, de modo que os servidores possam reconhecer o seu computador como uma máquina única. O User ID, não está relacionado com o UserName, que é usado para creditar os pontos na conta respectiva.
    O User ID pode ser modificado ajustando o Machine ID. Isto é desnecessário se o computador tiver apenas um processador lógico. Se o seu computador tiver mais de um processador lógico, provavelmente irá querer correr o [email protected] em cada um deles, e o valor do (UserID+MachineID) tem que ser único para cliente.





    ---------------------------------------------------------
    FAH Files
    ---------------------------------------------------------
    Alguns ficheiros são fáceis de identificar e saber as funções de cada um, como estes: FAHlog.txt, FAHlog-Prev.txt e unitinfo.txt.

    Alguns programas 3rd party conseguem ler e modificar variados ficheiros do cliente FAH, mas geralmente não há nenhuma necessidade de editar os ficheiros do cliente do FAH, pois podem resultar dessa edição ficheiros corrompidos.

    Lista dos ficheiros mais comuns do FAH:

    -client.cfg: - Configuração do cliente. Não editar manualmente, apesar de ser parecido com um plain text.
    -FahCore_65.exe: Tinker core.
    -FahCore_78.exe: Gromacs core.
    -FahCore_79.exe: Double Gromacs core.
    -FahCore_7a.exe: GBGromacs core.
    -FahCore_82.exe: Amber core.
    -FahCore_96.exe: QMD core.
    -FahCore_a0.exe: Gromacs 33 core.
    -FAHlog.txt: Registo de funcionamento do FAH
    -FAHlog-Prev.txt: Registo de funcionamento anterior ao actual. Este ficheiro cria-se através do FAHlog.txt, quando fica com um tamanho superior.
    -MyFolding.html: Página HTML com ligações úteis a outras páginas.
    -machinedependent.dat: Ficheiro (binário) que contém informações sobre o UserID. Este ficheiro é apenas criado em sistema MacOSx e Linux.
    -queue.dat: Ficheiro (binário) que contém informações sobre a “fila”(queue) das WUs.
    -unitinfo.txt: Lima de texto simples com informação sobre o WU atual.
    -work: Pasta que contem as WUs. Quase todas os ficheiros no pasta work estão no seguinte formato: <nome><queue index>.<extensão>. O nome indica o tipo de dados que está dentro do ficheiro juntamente com a extensão. O número índice da fila, é um número de 2 dígitos que representa a posição da WU na fila (queue.dat).
    +current.xyz: Contem as posições dos átomos do WU actual. Pode ser observado usando o Jmol, ou outras ferramentas de visualização.
    +step<XXXX>.pdb: Base de dados da proteína; é o ficheiro standard do wwPDB. Contém todas as posições dos átomos dentro de uma WU. É muito mais detalhado do que o current.xyz, mas apenas é criado em algumas situações de EUE (Early Unit End). Pode ser visualizado através do Jmol.
    +logfile_<XX>.txt: Contem o registo do funcionamento para uma WU em particular. Este ficheiro está somente disponível para a WU actual, e contém informação importante, presente também no FAHlog.txt.
    +wuresults_<XX>.dat: Ficheiro (binário) que contém os resultados da WU processada. Este ficheiro só está disponível quando a WU for totalmente processada para posteriormente ser enviada para os servers de Stanford.
    +wuinfo_ <XX>.dat: Ficheiro (binário) que contem o nome da Work Unit e alguns outros dados. Este ficheiro está somente disponível para a WU actual.
    +wudata_<XX>.dat: Ficheiro (binário) que contém os dados para ser processada a WU. Este ficheiro está somente disponível para as WUs actuais ou para as WUs que foram colocadas em “cache”.
    +wudata_<XX>.arc: Ficheiro de texto (ASCII), que contém um arquivo comprimido de coordenadas cartesianas Insight II. O Insight II é um ambiente de modelação molecular, que providencia um ambiente gráfico aos algoritmos para as dinâmicas moleculares, para a modelação homóloga dos atomos, novos designs moleculares e para as forças inter-moleculares. Este ficheiro, apenas está disponível para a WU actual.
    +wudata_<XX>.chk: Ficheiro (binário), que faz constantemente um ponto de verificação do WU. Este ficheiro está somente disponível para o WU actual.

    ---------------------------------------------------------

    Editem, se detectarem algum erro, sff:)

    Thanks!!!:kfold:
     
    Última edição: 3 de Agosto de 2006
  6. Pocas

    Pocas 1st Folding then Sex

    BIG POST INCOMING!

    ----------------------------------------------------------------------------------------------

    Hyper-Threading

    Geral

    A actual versão 5 do cliente [email protected] não tem a habilidade para gerir múltiplos CPU’s , sendo que assim o cliente só reconheçe a existência de um CPU físico.
    Mesmo assim, a funcionalidade SMP é esperada numa futura versão do cliente.
    Ver também : [email protected] high performance client FAQ e FAH & Clusters .

    É no entanto possível fazer uso de um máximo de 8 CPU’s (é possível aumentar o número usando truques para isolar o UserID, mas fora disso só 8 podem ser usados) num só sistema com a versão 5 do cliente, para que por exemplo o seu Dual Core ou 8x Opteron seja usado na sua máxima potência. Isto pode ser feito correndo várias estâncias do cliente configuradas cada uma com o seu machine ID nesse sistema específico, um cliente por cada CPU físico ou um cliente por cada core no caso de um um mais CPU’s Multi Core.

    Hyper-Threading

    Embora definido como um segundo CPU virtual , um CPU com a tecnologia Hyper-Threading não é equivalente a um CPU Dual Core no que toca ao [email protected]

    Em termos simples o Hyper-Threading permite que unidades de instruções não utilizadas do CPU sejam utilizadas paralelamente. Embora isto possa ser bastante eficaz para certas classes de aplicações, para o [email protected] não é particularmente útil.

    Os cálculos de Dinâmica Molecular do [email protected], usam quase exclusivamente 1 tipo de unidades de instruções, que varia dependendo do Core. FPU/SSE é usado para os cores Gromacs e QMD, enquanto que para os cores Tinker e Amber apenas se usam instruções do tipo FPU. Pequenas partes dos cálculos são feitas usando outras unidades de instruções, mas apenas numa pequena quantidade em relação ao código principal SSE/FPU.

    Se uma consola do [email protected] está a correr , vão exister largos segmentos do CPU que não vão estar a ser usados, como o ALU etc.. Isto permite ao Sistema Operativo, e à maioria dos outros programas a possibilidade de funcionarem ao mesmo tempo que o [email protected] sem grande impacto na sua performance, visto que a maior parte dos programas que usamos diariamente não usam os segmentos do CPU que o [email protected] usa.

    No entanto, se tenrar correr 2 consolas do [email protected] no mesmo CPU Hyper-Threading , ambas irão competir pelas mesmas unidades de intrusções. Isto significa essencialmente que cada consola do [email protected] partilha o acesso a essas instruções com a outra. No geral um pequeno ganho de performance é obtido devido à pequena quantidade de cálcucos que é possivel fazer nas unidades de instruções não utilizadas. No fundo, o resultado final é que as duas WU’s que estamos a trabalhar , irão ser completadas no dobro do tempo que uma única WU seria completa devido à acima mencionada partilha de unidades de instruções.





    O procedimento recomendado é que se corra apenas uma consola do [email protected] por cada CPU físico, porque isto irá trabalhar a WU num tempo menor. Isto é assim mais valioso para a ciência do [email protected], visto que os dados processados pelas WU’S já foldadas, dão origem a novas WU’s.

    Se tem um CPU com a tecnologia Hyper-Threading , a melhor maneira de correr o [email protected] é instalando uma única consola do [email protected] , e deixar o Hyper-Threading activo. Assim irá ganhar uma pequena vantagem de performance em relação a ter o HT desligado, porque o [email protected] irá ser menos afectado pelos outros programas que tenha a correr.

    Uma desvantagem significativa de activar o Hyper-Threading é de que este consome quase tanta energia como um segundo CPU.
    Na Custom PC: O Hyper-Threading vem também com um custo de consumo de energia, consumindo quase tantos watts quando um segundo core usado a 100%. Nós vimos com certeza um aumento considerável da produção de calor a quando do correr de 2 WU’s num CPU com tecnologia Hyper-Threading, e é por isto que esta tecnologia está praticamente relegada para CPU’s entusiastas de performance como o Pentium Extreme Edition 840, agora que os processadores Dual Core estão a tornar-se a moda.
    Fonte do Artigo Processors Explained, Page 4

    Nota: O Gerenciador de Tarefas do Windows irá mostrar a utilização do CPU como sendo de 50% enquanto corre uma consola do Folding @ Home num CPU com tecnologia HT. Isto está errado. A consola do [email protected] estará a trabalhar em máxima capacidade nas porções do CPU que utiliza.

    CPU’s Multi Core

    CPU’s com mais de um core, como por exemplo um CPU AMD X2 , são vistos pelo Sistema Operativo e pelo cliente do [email protected] como 2 CPU’s diferente, o oposto aos CPU’s com Hyper-Threading activado. Sendo assim a utilização de mais que um core do CPU é conseguida com a instalação de várias consolas do [email protected] Uma por cada core.

    CPU’s Dual Core são equivalentes a 2 CPU’s numa mesma embalagem/peça.

    Correr Múltiplos Clientes

    Quando se correm vários clientes do [email protected] com vista a usar mais que um CPU e/ou CPU core, é importante que cada um corra, no seu próprio directório que não esteja partilhado com outros clientes do [email protected] Outrora o cliente do [email protected] irá re-escrever os ficheiros do outro cliente, o que resultará em trabalho perdido.

    É também importante dar a cada cliente do [email protected] a sua própria Machine ID, o que é feito melhor com o com o Cliente Consola No-Nonsense. O cliente consola é recomendando porque neste a Machine ID pode ser declarada com o valor que não 1. O cliente gráfico (GUI) para Windows é de difícil codificação para usar uma Machine ID de 1. A Machine ID pode ser definida no cliente consola na secção de opções avançadas.

    No Windows é também necessário adicionar a flag –local , Mudando então a linha de comandos do directório do atalho que começa os clientes consola. Outrora os clientes não irão correr correctamente.
    Ver também : Como adicionar flags usando o atalho do cliente consola?

    Por causa da limitação da Machine ID no cliente gráfico, só pode correr um único cliente GUI mesmo num cenário de clientes multíplos. Todos os outros clientes terão de ser clientes consola.

    Os cenários seguintes mostra algums exeplos ded como os clientes devem ser configurados para utilizar todos os CPU’s/CPU cores disponíveis.
    Ver também : Como reconfigurar as opções do cliente consola? E como fazer para dicas de configuração em geral.

    Exemplo A: 1 Cliente Gráfico e 1 Cliente Consola

    Ambiente:
    O Cliente Gráfico está instalado em c:\Program Files\[email protected]
    O Cliente Consola está instalado em c:\Program Files\[email protected]

    Configuração:
    O cliente gráfico está automaticamente configura com a sua Machine ID de 1, sendo assim o cliente consola terá de ser configurado com uma Machine ID superior a 1 , e nunca maior que 8. A escolha mais lógica passaria por aumentar a Machine ID em 1 valor por cada cliente adicional, configurando assim o cliente consola com uma Machine ID de 2.
    A linha de directório para o atalho do cliente consola seria qualquer coisa como isto:
    C:\Program Files\[email protected]\FAH504-Console.exe –local

    Tipo de Cliente Directório do Cliente Machine ID
    Cliente Gráfico C:\Program Files\[email protected] 1
    Cliente Consola C:\Program Files\[email protected] 2
    Exemplo B: 2 Clientes Consola
    Ambiente:
    O primeiro cliente consola está instalado em c:\Program Files\[email protected]
    O Segundo cliente consola está instalado em c:\Program Files\[email protected]




    Configuração
    O primeiro cliente consola está automaticamente configurado com uma Machine ID de valor 1, e o segundo cliente consola estará automaticamente configurado com uma Machine ID de 2. Qualquer cliente adicional irá ter um incremento da Machine ID de 1 valor.
    A linha de directório do atalho para começar a primeira consola deverá ser qualquer coisa como isto:
    C:\Program Files\[email protected]\FAH504-Console.exe -local
    E a linha de directório para o atalho para começar o segundo cliente consola :
    C:\Program Files\[email protected]\FAH-Console.exe -local

    Tipo de Cliente Directório do Cliente Machine ID
    1º Cliente Consola C:\Program Files\[email protected] 1
    2º Cliente Consola C:\Program Files\[email protected] 2
    Os cenários acima mencionados usando múltiplos clientes consola são praticamente idênticos aos feitos com os clientes para Linux ou MacOS X , mas neste caso podemos passar o uso da flag –local , visto que este paramêtro é apenas usando em Windows. Configure apenas cada cliente com a sua única Machine ID, no seu próprio directório e estárá pronto a funcionar.
    Links

    • Folding-community: Does [email protected] software fully utilize Dual cored CPU's (http://forum.folding-community.org/viewtopic.php?t=12102)
    • Folding-community: BillytheImpaler in "Dual core processor" (http://forum.folding-community.org/viewtopic.php?p=132315#132315)
    • Folding-community: Dual core same as HT? (Answer: NO) (http://forum.folding-community.org/viewtopic.php?t=15226)
    • Folding-community: Vijay's post in Only 50% cpu usage! (http://forum.folding-community.org/viewtopic.php?p=84297#84297)
    • Folding-community: Bruce's post in QMD core (http://forum.folding-community.org/viewtopic.php?p=95673#95673)
    • Folding-community: Vijay on HT and returning WUs (http://forum.folding-community.org/viewtopic.php?p=80661#80661)
    • Folding-community: Hyperthreading vs. Performance Fraction (http://forum.folding-community.org/viewtopic.php?t=10367)
    • Folding-community: Which to buy for dedicated FAH computers? (http://forum.folding-community.org/viewtopic.php?t=10384)
    • Folding-community: Dual Processor Question
    (http://forum.folding-community.org/viewtopic.php?p=80396#80396)

    -------------------------------------------------------------------------------------------

    Duas Notas:
    1º Alguem que dê uma revisão nisto, porque eu sou muito verdinho no que toca a termos técnicos de CPU'S e mesmo do folding.
    2º É preciso traduzir estes links no fim?
    3º Metro podias postar mais uma listinha de artigos que consideras de maior relevância no 1º post, visto que todos os que lá estão, já estão traduzidos. É que eu realmente não faço ideia o que traduzir agora.

    Pocas
     
    Última edição: 4 de Agosto de 2006
  7. scorpion4

    scorpion4 I'm cool cuz I Fold

    Eu fico com o Assignment Server e com o The Future of the [email protected]


    EDIT: Tão feitos


    Servidor de Atribuição

    Quando um cliente do [email protected] precisa de uma nova Work Unit (WU), contacta o Servidor de Atribuição. O Servidor de Atribuição irá então ligar o cliente a um Servidor de Trabalho, onde daí irá fazer o download de uma nova WU.

    O Servidor de Atribuição actua como um equilibrador de carga para os Servidores de Trabalho. Baseado nas configurações do cliente, dirige-o para o Servidor de Trabalho mais apropriado para novas Work Units.

    O servidor de Atribuição envia ao cliente o IP do Servidor de Trabalho emtre outra informação. O cliente mandará alguma informação que tinha recebido do Servidor de Atribuição ao Servidor de Trabalho, como uma validação da atribuição. Esta informação é guardada pelo cliente no ficheiro queue.dat .

    Veja também Queue.dat: Assignment Info e Queue.dat: Assignment Timestamp

    Existem 3 Servidores de Designação listados na página do [email protected] server status actualmente:

    IP Adress: 171.67.89.93
    Hostname: assign.stanford.edu | VSPX26.stanford.edu
    Ports: 8080
    Function: Servidor de Atribuição Primário



    IP Adress: 171.65.103.95
    Hostname: assign2.stanford.edu | VSPMF28.stanford.edu
    Ports: 80
    Function: Servidor de Atribuição Secundário



    IP Adress: 171.64.122.87
    Hostname: VSP20.stanford.edu
    Ports: n/a
    Function: Servidor de Atribuiçao para o cálculo interrompido do Google


    Links:
    http://forum.folding-community.org/viewtopic.php?t=123939


    __________________________________________________________________________________


    O Futuro do [email protected]

    Actualmente o futuro parece brilhante para a continuação do [email protected] Com uma história publicada de 40 páginas examinadas e revistas (Junho 2006) do Pandergroup em Stanford, e mais 30 previamente a isso, parece que o valor científico não é um problema.

    A ciência por detrás do [email protected] evolui continuamente, e cada vez mais pessoas querem fazer pesquisa neste campo. A lista de PI para o projecto [email protected] muda de ano para ano como os estudantes completam os seus estudos e novos recrutas tomam o seu lugar.

    O projecto [email protected] está também sempre á procura de alargar os limites da tecnologia, desde que esse resultado aumente o poder informático, é merecedor do investimento inicial.
    • Clientes/Cores projectados para tirar proveito do poder de processamento dos GPUs estão actualmente trabalhando sobre isso, visto que é integrado SMP para o Gromacs Core.
    • O trabalho é contínuo para fazer um cliente compatível com o BOINC, isto deverá aumentar a enorme quantidade de poder de processamento disponível para o [email protected]
    • As existentes Cores de processamento são actualizadas regularmente em condição de incorporar as ultimas características dos seus métodos respectivos de simulação.
    O próprio Vijay já disse que a pesquisa que ele e o seu grupo estão a fazer ainda está limitada pelo poder total do CPU a eles disponível:

    “ Temos planos específicos prontos para por em acção uma vez que alcançamos determinados níveis de CPU, acima de 1 milhão. Uma vez que começarmos a ter perto de 1 milhão de CPUs activos, pensaremos no futuro. A nossa pesquisa é de cálculo limitado.”
    _______________
    Professor Vijay S. Pande, PhD



    Links de Referência:
    http://forum.folding-community.org/viewtopic.php?t=7801
    http://forum.folding-community.org/viewtopic.php?t=13821






    Dêm uma revisão nisto pq é capaz de ter alguns erros.
     
    Última edição: 9 de Agosto de 2006
  8. shello

    shello Moderador
    Staff Member

    Vou trabalhar no WorkServer.

    Done.


    O Work Server (Servidor de Trabalho) é um servidor de onde o cliente [email protected] transfere as WorkUnits. É também o servidor para onde as WUs são enviadas quando são acabadas. O IP do WorkServer está gravado no índice de cada WU da queue.dat e os servidores existentes estão listados na página de status dos servidores do [email protected].

    No caso de não ser possível receber uma WU por parte do servidor, os clientes da versão 5 (e superiores) devem tentar enviar automaticamente os resultados para um Collection Server.

    Esta indisponibilidade do Work Server deve ser reportada no FAhlog.txt com uma mensagem como a seguinte:

    [07:47:13] + Attempting to send results
    [07:47:13] - Reading file work/wuresults_06.dat from core
    [07:47:13] (Read 3273771 bytes from disk)
    [07:47:13] Connecting to http://171.65.103.68:8080/
    [07:47:13] - Couldn't send HTTP request to server
    [07:47:13] + Could not connect to Work Server (results)
    [07:47:13] (171.65.103.68:8080)
    [07:47:13] - Error: Could not transmit unit 06 (completed July 5) to work server.
    [07:47:13] - 3 failed uploads of this unit.

    Em alguns casos a mensagem no FAHlog.txt pode ser diferente, dependendo do estado do servidor. Se o servidor estiver com uma sobrecarga de rede, um Error 503 é frequentemente reportada no FAHlog.txt.

    [15:05:12] + Attempting to send results
    [15:05:13] Error: Got status code 503 from server
    [15:05:13] + Could not connect to Work Server (results)

    O cliente [email protected] é direccionado para um Work Server por um Assignment Server. É enviado ao cliente o IP do servidor de trabalho e outra informação, dados pelo Assignment Server. O cliente postriormente enviará ao Work Server alguma informação recebida do Assignment Server como modo de validação da atribuição. Esta informação é guardada pelo cliente no ficheiro queue.dat.
     
    Última edição: 9 de Agosto de 2006
  9. scorpion4

    scorpion4 I'm cool cuz I Fold

    Fico com o Collection Server


    Edit: Ta feito





    Collection Server (Servidor de Colecção)

    O Collection Server é usado como um alojamento para receber as Work Units no caso do Work Server (Servidor de Trabalho) não estar disponível para tratar dos uploads das Work Units. O endereço de IP é guardado no índice de cada Work Unit do ficheiro queue.dat, e o servidor é listado na página do [email protected] server status. Actualmente 171.65.103.100 é o único Collection Server.

    O Collection Server foi introduzido com a versão 5 do cliente [email protected] Isto fez com que fosse possível enviar resultados completos para um alojamento alternativo, o faz com que o cliente não corra o risco de passar a data final (final deadline) de entrega de uma Work Unit e consequente eliminação dessa Work Unit.

    Por motivos de segurança o Collection Server aceitará apenas resultados vindos de Work Units que conheça. Os Work Servers normalmente publicam listas das Work Units conhecidas para o Colletion Server, mas actualmente isso não se passa. Se por alguma circunstancia o Work Server ficar indisponível, o Collection Server não irá aceitar as Work Units que sejam posteriores á ultima lista de publicada pelos Work Servers, pois não pode garantir que essas Work Units tenham sido genuinamente atribuídas.




    Esta recusa será guardada no ficheiro FAHlog.txt com uma das mensagens seguintes:


    [FONT=&quot][07:47:54] - Server does not have record of this unit. Will try again later.
    [/FONT][FONT=&quot][07:47:54] Could not transmit unit 06 to Collection server; keeping in queue.



    Links de referência:
    http://forum.folding-community.org/viewtopic.php?p=137364#137364
    http://linuxminded.xs4all.nl/software/qd-tools/documentation/queue.dat-layout/queue-server-ip.html[/FONT]
     
    Última edição: 10 de Agosto de 2006
  10. Pocas

    Pocas 1st Folding then Sex

    Códigos de Estado de Core

    Codígos de Estado de Core conhecidos pelo cliente [email protected] versão 5.xx.

    Códigos Principais de Estado de Core

    64
    [email protected] Core Shutdown: FINISHED_UNIT
    CoreStatus = 64 (100)
    Sending work to server

    66
    [email protected] Core Shutdown: INTERRUPTED
    CoreStatus = 66 (102)
    + Shutdown requested by user. Exiting.***** Got a SIGTERM signal (15)
    Killing all core threads
    [email protected] Client Shutdown.

    72
    [email protected] Core Shutdown: BAD_WORK_UNIT
    CoreStatus = 72 (114)
    Sending work to Server

    Problemas com memórias: Folding-community: Post sobre erros mais comuns.

    [email protected] Core Shutdown: EARLY_UNIT_END
    CoreStatus = 72 (114)
    Sending work to server

    O erro EARLY_UNIT_END apareçe sempre que uma WU morre com um erro conheçido que pode providenciar resultados úteis. Tudo o que este código significa é que os resultados podem ser enviados era os cálculos MD tenham falhado.
    Sendo assim os pontos recebidos são proporcionais ao trabalho realizado. As causas podem ser relacionadas com a máquina (ver link abaixo). É também possível que várias máquinhas tenham EARLY_UNIT_ENDS nelas no mesmo ponto, mas que seja completada a 100% por outra. Folding-community: Post do Uncle Fungus em EUE#771 – Log Parcialmente Postado

    Lê mais em Early Unit End para descrição e possíveis causas.

    Outros Códigos de Estado de Core

    Não Fatais

    62
    CoreStatus = 62 (98)
    + Restarting core (settings changed)

    6E
    [email protected] Core Shutdown: CORE_OUTDATED
    CoreStatus = 6E (110)
    + Core out of date. Auto updating...

    Se o novo core baixado continua a falhar com o mesmo erro, é possível que exista um problema nos servers de atribuião da Stanford. Neste caso reporte o problema e apague a WU.
    Folding-community: Estado de Core 6e.. FahCore_7a.exe (não?)
    Em casos extremos irá precisar de fazer o download do core beta manualmente para poder trabalhar normalmente.
    Folding-community: Post do Double Top sobre Estado de Core 6e.. FahCore_7a.exe (não?)
    Fazendo o download dos cores manualmente.

    Fatais

    63
    CoreStatus = 63 (99)
    + Error starting [email protected] core.

    Problemas de Permissões?
    Folding-community: Erro ao iniciar o core [email protected]

    65
    Instability has been encountered.
    CoreStatus = 65 (101)
    Core internal error: SPECIAL_EXIT

    Este erro refere à própria simulação , não tendo nada a ver com a estabilidade do sistema.

    6F
    [email protected] Core Shutdown: BAD_FILE_FORMAT
    CoreStatus = 6F (111)
    The core could not recognize the format of the provided work file.

    Neste caso poderá ser o disco que pode estar corrompido, ou pode ser mesmo um erro de memória.
    Folding-community: BAD_FILE_FORMAT?


    70
    VerifyARCFile: Checksums don't match (frame 1). Failed verification
    Error: ARC file integrity could not be confirmed. Exiting

    [email protected] Core Shutdown: BAD_FRAME_CHECKSUM
    CoreStatus = 70 (112)
    + The core could not validate the current work unit for processing.
    Deleting current work unit & continuing...

    75
    Size of work/wudata_xx.xtc not what saved.
    [email protected] Core Shutdown: FILE_IO_ERROR
    Couldn't delete work/core78.sta.
    CoreStatus = 75 (117)
    Error opening or reading from a file.
    Deleting current work unit & continuing...
    - Couldn't open work/wudata_xx.chk
    - Couldn't open work/wudata_xx.chk
    Writing local files
    Completed xxxxxxx out of xxxxxxx steps (xx)

    Ou

    [email protected] Core Shutdown: INTERRUPTED
    CoreStatus = 75 (117)
    Error opening or reading from a file.
    Deleting current work unit & continuing...

    Ou

    - Checksums don't match (work/wudata_01.xtc)
    Premature end of file when checksumming (1037560 bytes left)
    - Could not calculate checksum (work/wudata_01.xtc)
    Checksum not what expected.

    [email protected] Core Shutdown: FILE_IO_ERROR
    CoreStatus = 75 (117)
    Error opening or reading from a file.
    Deleting current work unit & continuing...

    Ou

    - Error: Bad work unit. Digital signatures don't match
    Error: Could not open work file

    [email protected] Core Shutdown: FILE_IO_ERROR
    CoreStatus = 75 (117)
    Error opening or reading from a file.
    Deleting current work unit & continuing...

    Estes erros indicam problemas de entrada/saída

    77
    [email protected] Core Shutdown: UNKNOWN_ERROR
    CoreStatus = 77 (119)
    Client-core communications error: ERROR 0x77
    Deleting current work unit & continuing...

    Disco cheio?

    79
    Gromacs error.
    [email protected] Core Shutdown: UNKNOWN_ERROR
    CoreStatus = 79 (121)
    Client-core communications error: ERROR 0x79
    Deleting current work unit & continuing...
    Este erro pode acontecer, quando as linhas abaixo o precederem:
    - Couldn't open work/wudata_xx.chk
    - Couldn't open work/wudata_xx.chk
    Couldn't open for writing
    Writing local files

    Neste caso o erro ocorre pela impossibilidade de o core ser aberto, e consequemente de poder escrever nos seus ficheiros de checkpoint. Neste caso deve verificar se os que as permissões dos ficheiros estão correctas e de que não ficou sem espaço em disco.

    Ester erro pode também ser derivado de erros de memória relativos com overclocking, voltagens errada ou simplesmente RAM de má qualidade. Se este erro acontecer assim que o Core está a iniciar-se, existe uma chance razóavel que este tenha um tipo de problema em se instalar devido a falta de espaço no ficheiro de paginação ou devido a um problema de fragmentação da mémoria.
    Folding-community: p1488 r6 c9 g2, morre aos 98% - Linux e o erro 79

    7E
    CoreStatus = 7E (126)
    Client-core communications error: ERROR 0x7e
    [email protected] will go to sleep for 1 day as there have been 5 consecutive Cores executed which failed
    to complete a work unit.
    (To wake it up early, quit the application and restart it.)
    If problems persist, please visit our website at http://folding.stanford.edu for help.
    + Sleeping...

    Folding-community: core não encontrado: cliente entra em hibernação
    Folding-community: Como foldar em Freebsd
    Folding-community: Erro de FAH Linux: Não consegue executar ficheiro binário

    89
    CoreStatus = 89 (137)
    Client-core communications error: ERROR 0x89
    Deleting current work unit & continuing...

    Dispoletado pelo Sistema Operativo, provalmente devido a memória insuficiente.

    0
    Específicos de Unix (Linus e MacOS X)

    CoreStatus = 0 (0)
    Client-core communications error: ERROR 0x0
    Deleting current work unit & continuing...

    Ler mais em Error 0x0 and 0x1.

    1
    Especifico de Windows

    CoreStatus = 1 (1)
    Client-core communications error: ERROR 0x1
    Deleting current work unit & continuing...
    Ler mais em Error 0x0 and 0x1.

    C0000005
    Especifico de Windows e cliente gráfico [email protected]
    CoreStatus = C0000005 (-1073741819)
    Client-core communications error: ERROR 0xc0000005
    Deleting current work unit & continuing...

    Este é um conhecido erro de mémoria do Windows, enquanto corre a versão gráfica 5.x do cliente com o GUI aberto enquanto termina e envia uma WU. Estes usos do GUI incluem updates aos drivers da gráfica (nem sempre ajuda), fechar o GUI perto do fim de uma WU, ou muder para cliente consola usando um utilitário à parte para ver as
    bonitas imagens e monitorizar o progresso do cliente.

    Pode também ser causado por falta de memória ou um mau controlador de memória, pelo que deve considerar as duas possibilidades

    C000008F
    CoreStatus = C000008F (-1073741681)
    Client-core communications error: ERROR 0xc000008f
    Deleting current work unit & continuing...

    --------------------------------------------------------------------------------------------
    O CoreStatus codes tá feito. Mais uma vez peço que revejam isto se faz favor. Mais logo ou amanhã já faço edit do post com o outro artigo que estou a fazer.

    Pocas
     

Partilhar esta Página