1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Ubuntu 7.10

Discussão em 'Dúvidas e Suporte Técnico - GNU/Linux & *nix' iniciada por (in)dependente, 3 de Dezembro de 2007. (Respostas: 7; Visualizações: 1294)

  1. (in)dependente

    (in)dependente Power Member

    É verdade...! finalmente migrei para linux! :001::victory:

    Mas para quem estava habituado a usar windows, a adaptação é lenta... Tenho um problema (um de cada vez...!):

    Não consigo ver ficheiros em AVI... Já tentei instalar o ffmpeg, mas nao sei porque, mas sinto falta do *.exe...!

    Alguém pode oferecer-me uma visita guiada ao maravilhoso mundo novo?! Não sei ao certo o que fazer e, as sugestoes que encontrei não funcionam muito bem para esta nova versão...! Não há nenhum ficheiro que, fazendo-o correr, instale logo tudo?!

    Muito agradecido :-)

    Edit: Tambem nao consigo ver *.rm e *.rmvb.
     
    Última edição: 3 de Dezembro de 2007
  2. petersaints

    petersaints Power Member

    Faz o seguinte na consola:

    sudo apt-get install ubuntu-restricted-extras

    Assim instalas uns quantos extras que não são open source. Entre eles muitos codecs que devem resolver o teu problema ;)
     
  3. nasic

    nasic Power Member

    Última edição pelo moderador: 3 de Dezembro de 2007
  4. neonl

    neonl Banido

    Em primeiro lugar parabéns pela mudança para Linux e em particular bem-vindo à comunidade Ubuntu.

    Como já foi dito, sem teres de ir muito longe podes encontrar uma thread de dúvidas de Ubuntu aqui no fórum criada por um colaborador, o esquiso. Ali botas as dúvidas todas que tiveres como resposta.

    Em relação ao teu problemas, recomendo que em vez de estares para aí a instalar codecs/decoders instales um player que te resolva tudo. Para isto dois bons exemplos são o VLC ou o Mplayer. Eu antes como era fanático do VLC não pensava noutra coisa, por tanto vim a descobrir que o Mplayer é mais completo.

    Em relação à falta do ".exe", meu amigo, não há razão para isso, estás a usar um distro baseada no sistema de pacotes mais aperfeiçoado (matem-me, users do portage ou do pacman :P) de todas (o APT do Debian) e com os maiores repositórios (por palavras simples "arquivos de aplicações já com a papinha toda feita") do mundo. Este pode ser executado por uma interface gráfica ou por texto. Atenção que não recomendo muito o uso do "Adicionar/remover programas", se queres ir por interface gráfica usa o Synaptic (está no Menu de sistema).

    A maneira mais fácil de enunciar nos fóruns e sites para instalar pacotes é por linha de comandos.

    No Ubuntu (e no Debian) pode-se executar o APT por linha de comandos com dois comandos diferentes (embora tenhas opções muito semelhantes) que são o "apt-get" e o "aptitude". O último é mais antigo e em Ubuntu não funciona muito bem, sobretudo em desinstalações. Usa o primeiro. Para instalar o comando é (o sudo é para executar com permissões de super-user
    Código:
    sudo apt-get install <nomedopacote>
    É recomendável que se faça primeiro uma actualização da lista de pacotes assim:
    Código:
    sudo apt-get update
    Para saber as opções todas do apt-get fazer
    Código:
    apt-get --help #(ou -h)
    que dá
    Código:
    Utilização: apt-get [opções] comando
                apt-get [opções] install|remove pacote1 [pacote2 ...]
                apt-get [opções] source pacote1 [pacote2 ...]
    
    O apt-get é um interface simples de linha de comando para fazer o
    download de pacotes e instalá-los. Os comandos usados mais frequentemente
    são o update e install
    
    Comandos:
       update - Obtém novas listas de pacotes
       upgrade - Executa uma actualização
       install - Instala novos pacotes (um pacote é libc6 e não libc6.deb)
       remove - Remove um pacote
       source - Faz o download de arquivos de código fonte
       build-dep - Configura as dependências de compilação de pacotes código fonte
       dist-upgrade - Actualiza a distribuição, consulte apt-get(8)
       dselect-upgrade - Segue as selecções feitas do dselect
       clean - Apaga arquivos obtidos para instalação
       autoclean - Apaga arquivos antigos obtidos para instalação
       check - Verifica se não há dependências erradas
    
    Opções:
      -h  Este texto de ajuda
      -q  Saída para log, excepto para erros
      -qq Sem saída, excepto para erros
      -d  Fazer o download apenas - NÃO instalar ou descompactar arquivos
      -s  Não-agir. Executar simulação de ordenação
      -y  Assumir Sim para todas as perguntas, sem pedir confirmação
      -f  Tenta continuar se a verificação de integridade falhar
      -m  Tenta continuar se os arquivos não poderem ser localizados
      -u  Mostra uma lista também de pacotes actualizados
      -b  Compila o pacote fonte depois de fazer o download
      -c=? Ler este arquivo de configuração
      -o=? Definir uma opção de configuração arbitrária, 
           ex -o dir::cache=/tmp
    Veja as páginas do manual apt-get(8), sources.list(5) e apt.conf(5)
    para mais informações e opções.
                             Este APT tem Poderes de Super Vaca.
    
    Agora deixando-me de conversa, para instalar o mplayer o nome do pacote é "mplayer" para instalar o VLC o nome do pacote é "vlc", portanto:
    Mplayer:
    Código:
    sudo apt-get update
    sudo apt-get install mplayer
    VLC:
    Código:
    sudo apt-get update
    sudo apt-get install vlc vlc-plugin-esd mozilla-plugin-vlc
    Cumpz (e para a próxima faz um search) ;)
     
    Última edição: 3 de Dezembro de 2007
  5. esquiso

    esquiso Power Member

    Uns preciosismos:
    - não há package manageres mais perfeitos e outros menos perfeitos. Cada um tem as suas virtudes e os seus defeitos. Eu digo que gosto mais do apt, no entanto, já exprimentei também o portage e o pacman. Não vamos incutir falsas ideias (que até podem vir a tornar-se verdade, não digo o contrario) numa fase tão precoce.
    - o unico (grande) defeito do apt-get, parece-me, é mesmo o facto de ele não remover as dependencias sempre que eu desinstalo um pacote e essas dependencias não são precisas. Por isso, digo que se deve desde sempre aconselhar o uso do aptitude ao inves do apt-get. Podem ler uma boa source de info em relação a este assunto aqui.
     
  6. (in)dependente

    (in)dependente Power Member

    :D
    É certo quevou guardar este tópico...! :D foram todos muito prestáveis...
    De facto, já tinha pesquisado muita coisa, e por tal, estava um pouco baralhado... Mas agora sim, já estou a ver como funciona o mecanismo...

    No entanto, após a instalação do MPlayer, ao abrir um ficheiro *.rm, obtenho um "Fatal error!"

    "Error opening/initializing the selected video_out (-vo) device."

    Que fazer?! demasiados pacotes abertos...? ou continuo sem o codec para ver o ficheiro?!
     
  7. neonl

    neonl Banido

    Eu já usei o portage e o pacman também. Gosto particularmente do primeiro. Mas continuo a achar o APT mais completo. De qualquer maneira aquilo foi mais uma provocação na brincadeira que outra coisa.

    Mas podes sempre fazer
    Código:
    sudo apt-get purge <nomedopacote> && sudo apt-get autoclean
    mas sim, o aptitude funciona melhor com dependências. O problema é que em Ubuntu acontecem coisas que em Debian não acontecem, com o aptitude às vezes mandas desinstalar um pacote e ele desinstala outro (acontece quando removes o evolution, ele fica lá e outras coisas desaparecem).

    Cumpz
     
  8. (in)dependente

    (in)dependente Power Member

    Agradeço a todos a ajuda, já consegui!

    No entanto, verifico que a minha partição está a ser fortemente "comida" pelo ubuntu, ou seja, só por causa de todas as actualizaçoes (e pacotes, certamente) que foram feitas, já tenho 10G ocupados...! Como é que isto pode ser?! :-(
    Alguém sabe -me dizer como posso poupar espaço?!
    E, já agora, como posso redimensionar a minha partição com o KDiskFree? ou outro ?
     

Partilhar esta Página