1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Vodafone Vodafone 3G nos 900 MHz

Discussão em 'Telemóveis' iniciada por dvb, 1 de Março de 2013. (Respostas: 21; Visualizações: 6832)

  1. dvb

    dvb Power Member

    Parece que a vodafone activou o bloco extra que comprou no ultimo leilão.
    O presidente na altura já tinha referido que o uso seria para aumentar a cobertura do 3G, note-se que a vodafone já foi penalizada (multada) pela ANACOM por falhas na cobertura 3G (referentes ao caderno de encargos).
    Ao disponibilizarem o serviço também nos 900 MHz existe a possibilidade de a cobertura aumentar significativamente.
    Para tirar benefícios desta nova banda é preciso que os equipamentos a suportem, penso que grande parte do que é vendido (e foi vendido nos últimos anos) pela própria vodafone está preparado.

    Se alguem tiver informação da cobertura especifica desta nova banda, partilhe. :)
    Desconheço se está a ser usado apenas fora dos centros urbanos ou em "todo" o lado.

    [​IMG]
     
  2. Anarcho

    Anarcho Power Member

    O UMTS 900 serve para aumentar a cobertura indoor, ou para areas populacionais rurais / mais isoladas, que nao tenham um grande numero de antenas.
    Onde se ganha na cobertura, perde-se na largura de banda, como e o caso de frequencias mais baixas.
     
  3. ricsaraiva

    ricsaraiva Power Member

    Estive a realizar testes à rede UMTS da Vodafone, no entanto ainda não encontrei nenhum site com UMTS nos 900 MHz como se pode verificar no teste com a aplicação FieldTest.
    [​IMG]

    10562-10838 – 2100 MHz UMTS
    2937 – 3088 – 900 MHz UMTS
    1162 – 1513 – 1800 MHzUMTS
     
  4. dvb

    dvb Power Member

    Uma pergunta "parva", esse nokia tem suporte para UMTS nos 900 MHz, correcto?
    O bloco novo atribuido à vodafone foi: 930-935 MHZ Downlink, 855-890 MHz Uplink.

    Yeap. Maior area, maior probabilidade de haver mais utilizadores, logo o "bolo" terá que ser dividido por mais gente.

    Na prática, se num determinado ponto existir cobertura das duas frequencias, como é que o terminal escolhe? Simplesmente qualidade do sinal? Ou a rede tem hipótese de definir quais as frequencias preferenciais.
    Se existir esta "inteligência", o bloco dos 900 MHz serviria como sombrinha, mantendo a ligação entre zonas 2100 MHz. Caso contrário, terão que ter cuidado para que "todos" os clientes não se liguem aos 900 MHz, degradando a largura de banda por cliente...

    Tendo em conta que os operadores andam "cegos" com o 4G, pode ser que isto seja só uma forma de atingirem as obrigações de cobertura de 3G. Então é só montado no minimo numero de sitios, onde não existe mesmo cobertura nenhuma, para ter o maior impacto nas percentagens de cobertura.
     
  5. ricsaraiva

    ricsaraiva Power Member

    O equipamento onde realizo os testes suporta UMTS nos 900 MHz:

    2G Network GSM 850 / 900 / 1800 / 1900
    3G Network HSDPA 900 / 2100

    Quanto aos 900 MHz no UMTS acredito que apenas irão utilizar em locais onde necessitam de efectuar um reforço de cobertura. Uma das coisas que verifiquei há uns meses atrás quando a Optimus andou a modernizar a rede é que os 1800 MHz tinham desaparecido por completo da rede GSM, nos testes que fui realizando deu para verificar que optaram por ficar apenas com os 900 MHz no GSM e 1800 MHz no LTE, optando em alguns locais por activar o Half Rate.
     
  6. breakpulse

    breakpulse Power Member

    Isso entrou em vigor quando?

    Á uns dias atrás não notei diferenças nenhumas no sinal mas vou testar hoje então
     
  7. dvb

    dvb Power Member

    Houve um acordo entre as operadoras e a anacom, de forma a reorganizarem o espectro dos 1800 MHz. Assim cada operadora ficou com 20 MHz contiguo. Permitindo fornecer LTE até 150 Mbps.
    É de esperar que os restantes operadores sigam o mesmo caminho.
     
  8. ricsaraiva

    ricsaraiva Power Member

    Por parte da Vodafone e tmn não acredito que façam o que a Optimus fez. A Optimus no GSM ficou apenas com 900 MHz e Half Rate activo em alguns locais onde possa existir um número mais elevado de comunicações.

    Por parte da tmn o reforço de rede que tem existido em novos sites que montam com GSM apenas têm usado os 1800 MHz no GSM. Não sei como estão a proceder à activação do LTE, mas pelos testes que tenho realizado com o FieldTest e até com o Netmonitor, tanto a tmn como a vodafone continuam com os 1800 MHz disponíveis no GSM. Quanto ao LTE tenho verificado uma troca de antenas por parte dos três operadores assim como troca de BTS.

    De referir que a tmn apresentou um documento à Anacom em que indicavam que preferiam investir apenas no LTE e no GSM do que no UMTS. O parque de clientes que aindam usam o GSM é enorme, devido a vários factores como é o caso da cobertura e consumo de bateria.
     
  9. dvb

    dvb Power Member

    Como é que determinas se estão a usar os 1800 no GSM?
    Consegui "hackar" um SE para me mostrar o techmode.
    Consigo ter acesso a algumas infos acerca da célula actual (alguns dos codigos não sei o significado), também consigo ter acesso à lista de células vizinhas (6 + a actual).
    Usando a info aqui:
    https://en.wikipedia.org/wiki/Absolute_radio-frequency_channel_number
    Com um cartão vodafone, olhando para a lista de células vizinhas, apanhei células a usar o canal entre o 1 e o 31, ou seja, 900 MHz.

    EDIT:
    Também apanhei as células com canal 587, 591 e 607. 1800 MHz activo, portanto.

    Deixa cá ver a tmn...

    EDIT2:
    Lol, carreguei sem querer na tecla *, o ecrã alterar entre os valores e as legendas dos valores.

    EDIT3:
    Com o cartão da tmn nao acusa nada. Mas suponho que seja mais facil detectar células a 1800, perto de centros comerciais, aeroporto, sitios movimentados.
     
    Última edição: 3 de Março de 2013
  10. ricsaraiva

    ricsaraiva Power Member

    Na tmn têm quase toda a rede GSM com 900 Mhz e 1800 Mhz, Half Rate activo, Cell Broadcast.

    Nos testes tanto utilizo o FieldTest num Nokia E71 como o NetMonitor num Nokia 3410, embora a aplicação de indique em que frequência estou registado consigo perceber pelos canais. No site da Anacom existe um documento com todos os canais atribuídos para os 900 MHz e 1800 Mhz para a tmn, vodafone e optimus. Eu com um único cart
    ao SIM com o FieldTest consigo realizar testes em cada operadora móvel sabendo os canais sem ser preciso estar a colocar um cartão SIM de cada operador.

    No caso da Optimus foi fácil de ver:

    2-Ter a 0 indica que no site em que estou registado só tenho células nos 900 MHz na Optimus:

    [​IMG]

    A lista de canais que me aparece são apenas referentes aos 900 MHz:

    [​IMG]

    Na Vodafone por exemplo neste teste consigo verificar que o 2-Ter estando a 1 o site onde me encontro tem 900 MHz e 1800 MHz, além de as antenas serem Dual-band pelo MB=2

    [​IMG]

    Na tmn quando estou registado nos 900 MHz o MB costuma estar a 0 ou a 1 e quando estou registado nos 1800 MHz costuma estar a 3 em Lisboa pois as antenas são Tri-Band embora só usem os 900 MHz e 1800 MHz e no Norte do país costuma estar o MB=2.

    [​IMG][​IMG]
     
  11. Anarcho

    Anarcho Power Member

    A frequencia mais baixa tem menos capacidade total de largura de banda independentemente do numero de utilizadores.

    A rede faz gestao de QoS automaticamente para cumprir KPIs estabelecidos. os RNCs estao constantemente a monotorizar os terminais e as antenas, e os terminais monitorizam as celulas a volta dele.
    A degradacao, a existir, dependera de como esta construida a rede (numero de radios, transmissao, etc.) e o numero de clientes activos numa determinada area.
     
  12. dvb

    dvb Power Member

    No caso portugues, e nas frequencias usadas para "4g":
    800 MHz - 10 MHz
    1800 MHz - 20 MHz (*)
    2600 MHz - 20 MHz

    (*) Nos 1800 MHz, os operadores podem optar por usar apenas parte da largura de banda, e assim manter GSM e LTE na mesma banda. Por exemplo 15 MHz para LTE e os 5 MHz restantes para GSM.

    Quanto ao facto de frequencias mais baixas terem larguras de banda mais baixas. Isso só é verdade se a largura de "espectro" (MHz) for mais baixa.
    Por exemplo se nos 1800 MHz só tiveres 10 MHz disponíveis, a largura de banda total seria igual aos 800 MHz, porque também tem 10 MHz.
    Mas regra geral, quanto mais alta é a frequencia, mais espectro há disponivel, logo maiores as larguras de banda.

    ---

    O software de monitorização da nokia parece-me mais avançado / informativo do que o Techmode da SE.

    GSM Cell:
    [​IMG]

    GSM Neighbors:
    [​IMG]

    GSM AMR:
    [​IMG]

    GSM GPRS:
    [​IMG]

    GSM IRAT Neighbors:
    [​IMG]

    WCDMA Cells (informação vazia, este cartão não consegue ligar ao 3g):
    [​IMG]
     
  13. Anarcho

    Anarcho Power Member

    As frequencias mais baixas significam menor largura de banda. E um dado adquirido na fisica de ondas. Tem-se uma menor largura de banda alocada para trabalhar, como tal um numero menor de canais, que significa um menor numero de utilizadores ou menor largura de banda no uso para os mesmos users.
    Usar todo o espectro disponivel para uma so celula, tem um problema de interferencia com as celulas a volta. O UMTS900 e claramente inferior neste aspecto.
    Uma das razoes pela qual o refarming de UMTS deve ter sido assim em Portugal, e porque a infra-estrutura e avancada e suporta isso.
     
    Última edição: 4 de Março de 2013
  14. rmirandes

    rmirandes Power Member

    Eu acho que é como disse o dvb.

    Diz-se que as frequências mais baixas têm menos largura de banda, porque efetivamente o espetro disponível é inferior.

    Tipo GSM 900 e LTE 800 ( 2x10Mhz para cada operadora ) VS DCS 1800 / LTE 1800 / UMTS 2100 / LTE 2600 ( 2x20Mhz para cada operadora )

    Se uma operadora tivesse no LTE 800 uma largura de banda 2x20Mhz, tinha uma performance igual ao que atualmente cada operadora tem no LTE 2600 2x20Mhz.

    EDIT: Não esquecendo tambem que o espetro usado para pela Vodafone no UMTS 900 é de 2x5Mhz muito inferior ao usado no UMTS 2100 ( 2x20Mhz )
     
    Última edição: 4 de Março de 2013
  15. Anarcho

    Anarcho Power Member

    O espectro disponivel é inferior porque é exactamente umts 900. há menos banda. Há 35 Mhz na banda VIII para serem distribuidos pelas operadoras. Há sempre menos banda disponivel em frequencias menores.


    referencias:
    https://www.google.com/url?sa=t&rct...ELNQOSqAGxmDMIimQ&sig2=ZMUc6oDqV3LgIoZa0Gc3Hw

    "Deploying UMTS900 with HSPA (High Speed Packet Access) in rural area by reusing the existing GSM sites allows mobile operators to offer UMTS services, such as high data rate multimedia services to the benefits of the consumers. When there is a hot spot, e.g. tourist places, train stations, etc, where more capacity is needed, higher frequency bands, such as 2 GHz band, can be used to offer additional capacity, as shown in figure 1 below."

    http://www.rethink-wireless.com/2013/02/26/huawei-pushes-scalable-umts-refarming.htm
    "Huawei says it is the first to show off this capability, which will be important for carriers refarming 900MHz GSM spectrum for 3G. Although some cellcos plan to use these frequencies for LTE, so far 900MHz has mainly been seen as an HSPA migration route because of its relatively low bandwidth."

    http://www.ericsson.com/res/docs/whitepapers/WP-MBB-1800MHz-Spectrum.pdf
    1800MHZ: THE ADVANTAGES
    Today, the 1800MHz band is almost entirely used for GSM traffic, often as a higher band complement to GSM
    in the 900MHz band. Typically, the higher band is used for delivering capacity and the lower band for coverage.

    Para GSM/DCS acontece o mesmo

    O mesmo acontece com as microondas. Quanto maior é a frequencia, mais capacidade leva. Mas sensivel a eventos atmosféricos.
     
    Última edição: 5 de Março de 2013
  16. dvb

    dvb Power Member

    Acho que estamos a discutir coisas ligeiramente diferentes. Que possibilita estas ligeiras diferenças de opinião.

    Do ponto de visto genérico, ou se quisermos, do ponto de vista do regulador. Frequências mais baixas têm menos largura de banda.
    Do ponto de vista do operador ou do cliente, o que interessa é a quantidade de espectro alocado a cada banda. Nos 2.6 e nos 1.8 GHz, os operadores têm 20 MHz cada. Logo a largura de banda final (total) vai ser idêntica. A banda dos 2.6 GHz realmente tem mais espectro disponível, mas se a anacom só alocou 20 MHz a cada um, não há milagres.

    No caso do UMTS-FDD, a largura de banda usada são 5 MHz fixos. Cada bloco de 5 MHz é dividido em vários códigos. Se um operador tiver mais que 5 MHz disponiveis, pode disponibilizar varios blocos, como fazem actualmente.
    O problema de ter só 5 MHz como no caso dos 900 MHz, é que se tivermos 2 base stations na mesma zona, ambas podem estar a usar a mesma frequencia, mas terão que usar códigos diferentes, caso contrário interferem uma com outra. No caso dos 2.1 GHz como há mais blocos livres, em vez de ter que dividir cada bloco, podem simplesmente usar uma frequência diferente na antena vizinha.
     
  17. ricsaraiva

    ricsaraiva Power Member

    Já encontro locais com UMTS nos 900 MHz segundo o teste que fiz.

    [​IMG]
     
  18. BrunRodrigueS

    BrunRodrigueS Power Member

    isso em que operadora?

    vodafone certo?

    eu trabalho indirectamente para a TMN e nao me recordo de de implementarem o UMTS no 900 alias tanto que o LTE é que esta a trabalhar no 900 (dependendo do local) e o UMTS continua a trabalhar no 2100 como tem sido ate aqui daí se estar a trocar todas as antenas nos sites para 3 unicas antenas ou 4 (dependendo do numero de sectores), estas antenas sao quadriband ou seja 900, 1800, 2100 e LTE (nao me recordo agora da frequancia do LTE) e depois a partir daqui e dependendo da localizaçao do site tem esse tal jogo de misturas de tecnologias atraves de spliters.

    ja agora esta a ser realizado neste momento o swap ao 3G norte (ericsson)
     
    Última edição: 1 de Abril de 2013
  19. ricsaraiva

    ricsaraiva Power Member

    Sim, é na Vodafone, hoje andei com o FieldTest a verificar os locais onde a Vodafone já tem o UMTS nos 900 MHz activo. Tenho uma aplicação no computador que me permite bloquear as frequências e testar também.

    Da tmn já tinha verificado que andavam a trocar antenas, na optimus e vodafone tenho verificado o mesmo tipo de trabalhos, embora nos testes que realizei verifique que apenas a optimus ficou com os 900 MHz no GSM. Na tmn e vodafone continuam a usar os 1800 MHz no GSM enquanto a optimus decidiu usar no LTE apenas.

    Quanto ao equipamento Ericsson eles não tinham o HD Voice activo, li uns quantos relatórios de qualidade recentes e verifiquei que os dados não andavam satisfatórios e já me tinham dito que estavam a pensar realizar Swap, algo que deveria ter sido feito quando realizaram à rede GSM com os equipamentos da NSN.

    No LTE e GSM zona centro e sul ficou com GSM e LTE com a Huawei e UMTS com a NSN. Pelos testes que realizo verifico que as antenas na zona de Lisboa e Sul são Tri-Band embora em Portugal só se utilize o Dual-Band. No GSM estão a usar os 900 MHz e 1800 MHz e no LTE estão a usar os 800 MHz, 1800 MHz e 2600 MHz, ficando o UMTS nos 2100 MHz. Apenas a Vodafone é que comprou uma licença para usar o UMTS nos 900 MHz.
     
  20. natur19

    natur19 Power Member

    Alguém sabe se dá para receber mm's/dados em modo 2g pela vodafone?

    Vou comprar um telemóvel que só tem:

    2G: GSM 850/900/1800/1900 MHz
    3G: WCDMA2100MHz

    Acham que em 3g com 2100 dá para muitos locais inclusive algumas terrinhas? o 900mhz é só mesmo a pensar nas terrrrrrrrrrrrrrrrrrrrinhas distantes?

    A tendência é a colocação de novas atenas já com os 2100 também?

    EDIT: na loja da vodafone a menina não me soube responder se por GSM se recebia MMS.. deram-me um número técnico, no que me dizem que para receber MMs é 2.5g.. que é mais perto de 3g que GSM.
    Eu tive a ideia de colocar o meu nokia 5320 em GSM mode only, e mandei MMS e deu, pelo que dá para enviar sem acesso ao 3g.
     
    Última edição: 19 de Julho de 2013

Partilhar esta Página