1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Linux nas Universidades

Discussão em 'Novidades GNU/Linux & *nix World' iniciada por Xlucas, 5 de Julho de 2007. (Respostas: 28; Visualizações: 2125)

  1. Xlucas

    Xlucas [email protected] Member

    Boas,
    gostava que os universitários me dessem uma opinião sobre como é que a componente linux no curso de engenharia informática na vossa universidade, nomeadamente na zona de lisboa.
    Estou um bocado indeciso sobre a ordem das universidades a que me vou candidatar.
    Também sei que a adeti está no edifício do ISCTE, mas, a parte disto não consegui arranjar mais nada.

    Obrigado
     
  2. kanguru

    kanguru [email protected] Member

    O meu curso é engenharia electrotécnica e computadores no IST. E a parte de computadores, pra mim foi 90% linux. Apesar de se poder trabalhar em windows, os ambientes de teste eram sempre em linux.

    No curso de informática puro e duro não sei, mas um amigo meu que está nesse curso no IST tagus "vive" em linux, por isso tb deve ter uma grande componente.

    Quando saíres do ensino superior, acho que a tendência é a oposta :P poucas empresas (de software e tal) trabalham muito em linux.
     
  3. HecKel

    HecKel The WORM

    Na FCT(UNL), cada vez mais, o Windows deixa de ser requisito, e grande parte das cadeiras são dadas em GNU/Linux (cá gostam de usar o Fedora...).

    Aprender MESMO GNU/Linux? Ensinam-te o necessário para a matéria, o resto vais aprendendo por iniciativa própria. Periodicamente fazemos LIPs (Linux Installation Party) onde alguns professores (e colegas mais experientes) dão-nos uma tarde para ajudar nas configurações e instalações de algumas distros.

    Cá tens professores que adoram GNU/Linux, profs que são fanboys de GNU/Linux e profs que usam Windows, mas a grande maioria disponibiliza-se a ajudar os alunos sobre dúvidas que possam ter sobre este SO.

    Salvo erro, os caloiros começam a ter contacto com GNU/Linux logo no primeiro semestre.

    HecKel
     
  4. VuDu

    VuDu Power Member

    Em braga, LE(S)I também é 90% Linux. Com "esforço" consegue-se fazer quase tudo em Windows, mas os docentes assumem que os alunos trabalham em ambiente Linux
     
  5. Hipnoted

    Hipnoted Power Member

    Na minha também usam o fedora.

    Usamos principalmente para programação sobre redes, redes de computadores, Sistemas Operativos, ...

    Digamos que é meio por meio com Windows.
     
  6. nasic

    nasic Power Member

    Na FCUL, em Eng. Informatica também é dada preferencia ao Linux, mais precisamente o Ubuntu. Concordo perfeitamente. É claro que não ha problema em usares windows, a escolha é tua. Mas desde o inicio do curso, os professores aconselham linux.

    Nos labs, tens duas opçoes winXp e Ubuntu
     
  7. EnterSandman

    EnterSandman Power Member

    Boas, eu sou aluno do iscte. Concluí este ano o segundo ano da licenciatura de Engenharia de informatica, e até agora apenas numa cadeira (Sistemas Operativos) tivemos de lidar com linux, trabalhando sempre com caixa mágica (Tivemos a oportunidade de experimentar com o professor Paulo Trezentos uma versao beta do caixa magica 11). Fora essa cadeira até agora estivemos muito desligados do linux o que é pena.
    Sei que este ano a CM está aberta a inscrições para poder concorrer a um estágio, contudo apesar de estar muito interessado em candidatar-me ao estágio sinto que não nos foram dadas bases suficientes para poder ser util, estou indeciso na candidatura.

    Curioso o nick xlucas, visto ser o nome do configurador da caixa mágica.
     
  8. eurobot

    eurobot Power Member

    O nome do configurador não é xlucas mas sim xlicas.
     
  9. Xlucas

    Xlucas [email protected] Member

    Desde já obrigado a todos os que responderam.

    Xlucas é, de facto, o nome do configurador (lucas é o utilitário de configuração e administração do sistema). (X)licas é o instalador.
     
    Última edição: 5 de Julho de 2007
  10. eurobot

    eurobot Power Member

    sory fui eu que fiz confusão o configurador e mesmo xlucas.

    cumps.eurobot
     
  11. hellaxe

    hellaxe Power Member

    Na FEUP desde que me lembro que havia dual boot com Slack.
    Havia muita gente a usar Slack mas quando era necessário o Autocad e afins.........
     
  12. madskaddie

    madskaddie Power Member

    Vocês devem viver num mundo diferente do meu... Tb sou aluno do IST, e claramente o universo Linux é praticamente ignorado. Mesmo a nível do pessoal de informática que conheço, existe muita gente que só usa linux quando os profes os obrigam a isso. Prova disso (no IST) é não haver uma comunidade LINUX forte (tipo um IST UG), o que acho no mínimo triste.



    Mas já que surgiu isto, venho vender (mais uma vez) o meu peixe. Para o ano que vem, pretendo fazer um programa de rádio (na Rádio Zero, IST) sobre Software Livre - Cultura/Conhecimento Livre. Se gostam de Linux e acham que devia ser ainda mais utilizado (a nível da universidade mas também noutros) têm aqui uma boa oportunidade para dar um contributo à comunidade, ajudando a criar conteúdos e a divulgar . Não se esqueçam que, ao contrário das grandes corporações, o Linux não tem um departamento de marketing cheio de dinheiro atrás dos consumirdores (ainda que a IBM, a REDHAT, SUSE, etc comecem a por um comboio em movimento mas não é a mesma coisa), mas tem-se valido pela qualidade e valor comercial mas também pela filosofia transparente e aberta. Como aluno sei que o tempo é por muitas vezes escasso mas se formos muitos, isto não custa nada e o valor no futuro poderá ainda ser grande (tanto a nível da comunidade como a nível pessoal, via curriculum).

    Quero lembrar que QUALQUER pessoa pode ajudar (sendo que o factor Lisboa ajuda, mas nada é impossível). Não é preciso ser do IST, nem aluno universitário. Por agora deixo o grupo que criei no google e quem estiver interessado pode inscrever-se.
     
  13. dickseed

    dickseed Power Member

    Na FCTUC é tudo Fedora.
     
  14. Conde

    Conde Power Member

    Concordo. Sou aluno da FCUL e apesar de em todas as cadeiras o ambiente "default" ser em linux, a verdade é que depois ao passar pelos laboratórios ve-se grande parte do pessoal a usar as ferramentas windows equivalentes (excepto em cadeiras como SO e SD onde o uso de bibliotecas unix é necessário). Isto é triste, porque acho que faz parte do currículo de um aluno de EI saber utilizar mais que um sistema operativo.
     
  15. Como futuro caloiro do IST (se tudo correr bem :-D) fico um bocado desanimado por ouvir que o GNU/Linux seja ignorado.

    madskaddie, já me registei no teu grupo, fico à espera que me aceites, sou o Triton. :)
     
  16. lealoureiro13

    lealoureiro13 Power Member

    Exacto!!!

    Eu tb ando em CC em Braga e como ele diz:P!!!!


    Cumps...
     
  17. xtr3me

    xtr3me Power Member

    Não é ignorado.

    Há cadeiras que te recomendam que faças em linux, há cadeiras que normalmente todos fazem em windows, mas que tu podes fazer em linux (eu fazia isso) e há cadeiras que tens de fazer mesmo em windows por causa do software que é usado.

    Nunca fui a favor da imposição de nenhum sistema operativo a ninguém e portanto até acho bem que possas fazer as cadeiras no SO que mais gostas. Isso não significa que o linux esteja a ser ignorado.
     
  18. madskaddie

    madskaddie Power Member



    Deixa-me dizer que em termos prácticos, é ignorado. É uma cena para nerds complicada de usar e não corre as apps do windows. Não vamos tapar o Sol com a peneira... no sitio onde a tecnologia devia reinar (e LEGALMENTE! IST-> active suporter off piracy), é uma vergonha a percentagem de pessoas que usa linux como SO principal! Pelo menos no campus da Alameda (falo do que conheco). Só para finalizar, tema: Bonito do Beryl. Como saiu primeiro que o Aero do Vista, eu era o nerd... Se tivesse chegado depois do Vista, era uma imitação...

    Já agora, se uso linux hoje em dia, deve-se ao IST (o que não contradiz o que eu disse!)
     
  19. xtr3me

    xtr3me Power Member

    O IST apoia a pirataria? Como? Não tens as licenças de estudante para poderes instalar o windows e o visual studio legalmente?

    E depois que mais software é que usaste que é ilegal?

    Não sei em que ano estás, mas até ao 3º ano não usas nada que não seja grátis e tens logo AED que te recomendam a que faças em linux para compilares os projectos com o gcc, ASA idem aspas, AC podes fazer no SO que quiseres, etc..

    Do 3º ano para a frente, tens ES e SOD que a maior parte do pessoal faz em windows mas podes fazer em linux (eu fiz) e é tudo feito com software open-source (apache, tomcat, etc), tens BD que quando fiz era em Oracle, mas podíamos sacar o Oracle Server de borla do site da Oracle, tens Redes que é feito em C e tem de ser compilado sem erros no gcc (linux outra vez), tens SEI que é feito com biztalk e a imagem é-te fornecida, tens IPM e CCU que são feitos no que tu quiseres, etc etc.

    A não imposição do uso de linux, não significa que ele seja ignorado.

    Quanto ao pessoal também não usar, não vejo crime nenhum. Porque é que é uma vergonha? :lol:
    Há muita gente que simplesmente não quer saber do linux e gosta de usar windows (seja porque razão for). Há muita gente que até só instala o linux em VM para fazer uma ou duas cadeiras e depois remove.

    No biggie here, não é nada de novo.
     
  20. madskaddie

    madskaddie Power Member

    Solidworks, Matlab, matemática,Ansys,...Só aqui vamos em bem mais de 5000eur! Existem nos LTIs? sim mas nunca serão em número suficiente.

    Não percebi de que curso és mas eu sei que em informática a aplicação de tecnologias opensource é bem mais fácil, mas eu estou a falar do IST não do DEI.

    Anyway... o dinheiro que é gasto em licenças no IST (e se juntarmos os esforços com outras faculdades então...) dava para fazer (substituir)muita coisa em tecnologias abertas


    Exactamente: Não é nada de novo. É aí que reside o problema: NADA DE NOVO. É suposto numa escola como técnico haver muita coisa de novo... Se não vez problema em que um dos sítios com gente mais supostamente interessada em dominar, compreender, realizar tecnologia, não se interesse por isso... que tudo continue no rumo que uma (ou duas) empresa quiser, então percebo a tua posição. Caso contrário, peço que penses um pouco...

    Nota que eu não quero uma imposição do Linux/freeBSD/... era suposto isto partir das pessoas!
     

Partilhar esta Página