1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Processador Intel Kaby Lake - 7th Generation Core CPUs

Discussão em 'Novidades Hardware PC' iniciada por muddymind, 2 de Maio de 2016. (Respostas: 838; Visualizações: 69325)

  1. ObscureAngel

    ObscureAngel I quit My Job for Folding

    Alguém me explica como é que aquele TDP de 112W é possível ^^
    +100MHZ, sem IGP, o mesmo numero de cores, e o TDP passa para 112?
     
  2. reiszink

    reiszink Power Member

    A fonte original (PCGH), fala em socket 2066.

     
  3. ||Red_Evil||

    ||Red_Evil|| [email protected] Member

    112W no 2066 não é nada mau! O meu 5820k (socket 2011-v3) é 140W.
     
  4. erdnagama

    erdnagama Power Member

    Ahhhh

    Sendo assim já é menos estranho.
    Estava a achar muita fruta...
     
  5. JPgod

    JPgod Moderador
    Staff Member

    É engraçado falarem que isso é uma resposta ao ZEN quando de certeza serão CPU's mais caros que as versões LGA 1151, é preciso 4 modulos de memória e a motherboard deve ser mais cara.

    O ridículo é ter um CPU numa plataforma de topo sem HT... Será desespero? :D

    Do resto esta plataforma irá brilhar quando surgir os 6-8-10-12 cores.

    O aumento de TDP não percebo também, só se os lanes pci-e e quad-channel tem muito mais impacto que a retirada do IGP. O clock a mais não devia ter influencia...
     
  6. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Power Member

    Como já disseram a Intel paga licenças relativas a GPU IP à nVidia, que se bem me recordo resulto de um acordo assinado entre ambas há uns anos e que envolvia ainda os "chipset" da nVidia, que devido às alterações introduzidas nas motherboards deixaram de ser necessários, diz-se que ainda é um valor significativo, e esse acordo estará prestes a caducar.

    Agora esse rumor é muito provavelmente verdadeiro, mas não no sentido que se pensa (uso de IP Radeon em CPU/SoC Intel).

    Duas notícias que não parecendo, poderão estar relacionadas:

    1ª - anúncio em Agosto do licenciamento da Intel à ARM que lhe permitirá fabricar CPU/SoC ARM, anúncio do fabrico de um custom SoC da LG
    https://newsroom.intel.com/editorials/accelerating-foundry-innovation-smart-connected-world/


    2ª notícia que apenas foi conhecida há uns dias, de que AMD vai processar empresas relativamente ao licenciamento de GPU IP, entre as quais a LG
    http://www.lexology.com/library/detail.aspx?g=28c720a6-8a45-47a0-8e58-f8db514c39a9

    mas lendo a notícia há algo que salta à vista:

    ou seja, quer a Samsung, quer a Samsung Semi (a foundry da Samsung), e a GF, estão entre os licenciados da AMD relativamente a GPU IP, apesar de nenhuma destas usar qualquer IP Radeon.

    Ou seja, este rumor deverá estar relacionado com a Intel licenciar IP da AMD relativamente a patentes GPU, mas muito provavelmente para a sua Foundry para poder fabricar os SoC's para a LG, a Intel poderá aproveitar o facto para não renovar o acordo com a Nvidia ou pelo menos reduzir significativamente o valor pago, além disso o acordo do "X86 cross licensing" entre a Intel e a AMD também estará perto do seu término, e ambas as empresas poderão alargar o seus acordos - não esquecer o "negócio chinês" da AMD relativamente a um CPU custom para uma empresa chinesa.
     
  7. muddymind

    muddymind 1st Folding then Sex

    O mais caricato no processo da LG é que quando foi a nVIDIA a processar a samsung e afins todos lhe caíram em cima e a nVIDIA era a vilã. Agora a AMD faz algo parecido e nem piu. São situações infelizes independentemente da origem e vamos esperar que o processo se resolva rapidamente.

    Quanto ao Licenciamento da nVIDIA para a intel está efectivamente a caducar já no final do Mês de Março e a intel vai ter de descalçar a bota rapidamente. A nVIDIA como sabe que a intel está meio pro entalada de certeza que pede uma nota preta pelo licenciamento e a AMD também se deve ter feito um pouco difícil mas deve acabar por ser a escolha final.
     
  8. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Power Member

    Ou talvez não seja caricato de todo... é que a AMD já tem empresas licenciadas sem se ter ouvido falar de tal, ou de processos, e excluindo a Mediatek, a Sigma e a LG não são exactamente "colossos" que possam vir a render uma fortuna à AMD

    Já em relação à nVidia e questões de licenciamento, patentes e acordos, não têm propriamente andado a fazer amigos, e a lista está a ficar cada vez mais curta ;)
     
  9. eblain

    eblain Power Member

    É bastante significativo.

     
  10. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Power Member

    Pois sinceramente não tinha ideia do valor, mas sabia que era assim meio absurdo, mas foi o que a Intel aceitou para evitar litigação da nVidia por esta ficar excluída do fornecimento de chipsets para boards da Intel.

    Mas a Intel entre estes 1.5B$ e o "contra-revenue" dos Atom, e o fundo do ultra-book são vários B$ que começam a fazer mossa, por isso e já que têm que negociar o acordo com a AMD relativamente às licenças x86, provavelmente irá pagar bem menos, e assim protege-se com as patentes da AMD relativamente a GPU e a AMD certamente ficará descansada relativamente aos seus "custom" chips x86, win-win.
     
  11. vandaminator

    vandaminator Power Member

    Com o que AMD já contribuiu para o x86, já nem devia pagar nada à Intel, deviam era ter uma relação de maior colaboração para melhorarem as instrucçoes do x86. Mas o novo acordo do IGP poderá ser mesmo um IGP da AMD ou então com licenças da AMD. No entanto como é que a Intel em pouco tempo consegue alterar tanto os seus IGPs para não terem que pagar licenças à Nvidia. Parece mais simples comprar os IGPs à AMD, se os drivers forem AMD, só ai trarão um aumento de qualidade nos IGPs da Intel
     
  12. _K_

    _K_ Power Member

    Se não me engano já não pagam.
     
  13. SideWalker

    SideWalker Colaborador
    Staff Member

    Não paga nada faz alguns anos, desde que resolveram por acordo as disputas legais sobre as tácticas de mercado duvidosas da Intel. A AMD usa o x86 "de borla" e a Intel faz o mesmo com o x64.
     
  14. Mk Pt

    Mk Pt Power Member

    A Intel, a ter que pagar a alguma delas por IP dos GPU's, também deve preferir pagar à AMD do que à Nvidia.

    Os ARM têm crescido muito e o risco do x86 cair ainda mais nos próximos anos é bastante elevado.
    O mercado primordial da Intel [x86] tem estagnado e não se conseguiu impor no segmento da mobilidade. Por outro lado a explosão do mercado ARM com dispositivos móveis, integrados e IoT tem sido a norma nos últimos anos.

    Ao mesmo preço, pagar à Nvidia é financiar uma rival que tem dos melhores ARM e capacidade para continuar a puxar pela performance dos ARM, seja cpu em si como, principalmente, gpu integrado.
    Ao mesmo preço, pagar à AMD é financiar a única rival que pode puxar pelo segmento dos x86.

    Não me parece que haja estupidez na Intel para dar preferência a 'acabar' com a única concorrente no x86 e, para isso, financiar uma das que pode ser das mais fortes concorrentes nos ARM.

    Uma AMD relativamente forte é melhor para a Intel do que propriamente ficar a Intel sozinha com o x86 [como tem sucedido pelo menos nos últimos 2-3 anos], até porque a Intel já percebeu que não consegue concorrer a sério com os seus cpu's no segmento da mobilidade/baixo consumo.
     
  15. SideWalker

    SideWalker Colaborador
    Staff Member

    A propósito dos Pentiuns com HT, estive o fim-de-semana à volta de um G4560 e posso adiantar que:

    - a performance geral não anda longe de um i3 6100, o HT faz mesmo diferença.
    - em single-thread consegue ser melhor que um i5 6400 (tem mais clock)
    - A latência da memória tem bem mais impacto do que a velocidade. Dar mais 20 ou 30€ por uma board "200" pelos 2400MHz, especialmente para juntar a um CPU de 65€, está longe de compensar.

    Dentro de um ou dois dias sai análise no portal. ;)
     
  16. JPgod

    JPgod Moderador
    Staff Member

    O que me faz confusão é já teres "Pentiuns" com HT (que sao basicamente i3 com menos cache e sem AVX) mas os quad-core só o 7700 tem...
     
  17. Stormgiant

    Stormgiant Moderador Corredor
    Staff Member

    Marketing. Não tem nada a ver com qualquer logica que engenheiros possam pensar sobre performance ou necessidade :)
    e tal como já disse nas ultimas 3 gerações da intel, os IPC's estão a ficar tão altos que qualquer dual-core faz tudo menos jogos hiper pesados ou trabalho.
     
  18. reiszink

    reiszink Power Member

    Se os i5 tivessem HT, canibalizavam os i7 e a Intel tem todo o interesse em ver o pessoal pagar mais 100€ pelo i7 7700.
     
  19. Daniel_Guedes

    Daniel_Guedes Suspenso

    É o grande "Problema" das memórias com altas frequências. Os timings são asurdamente altos e dissipam a vantagem de serem mais rápidas. E para se ter mems rápidas e com timings baixos é preciso largar a nota, normalmente quase o dobro (veja-se nas novas trident da Gskill, embora também se paguem as luzinhas nessa situação). Para gastar muito mais dinheiro em plataforma e mems, mais vale comprar logo um CPU mais capaz. falo no caso de um i5, preferia muito mais ir para um i7 com memórias "baratas" a 2400mhz do que para um i5 com memórias a 3200mhz. As memórias são mais usadas quando o CPU anda perto dos 100% de qualquer forma.
     
  20. SideWalker

    SideWalker Colaborador
    Staff Member

    Isso não é exactamente assim, os valores indicados de latência não são absolutos. Memória a 3200MHz CL16 ou 17 vai ter menor latência real que memória 2133 ou 2400MHz CL15, por exemplo. Não basta olhar ao número de ciclos, é preciso ver a velocidade a que passam, também.
    Além disso, quanto maior a velocidade, menor a influência de cada ciclo extra na latência real final.

    Quanto a i7 com memória "lenta" ou i5 com memória rápida, sem dúvida, acho que isso nem tem discussão. Além de que os i5s e i7s são muito menos sensíveis à performance da memória, devido às grandes caches L3.

    Mas memórias de grande frequência são luxos de sistemas com boards "Z". Totalmente fora do contexto deste Pentium. Aqui a discussão resume-se a dar, ou não, o extra por uma board "200" pelo suporte a 2400MHz. A conclusão a que cheguei é "não, de todo".
    Só gostava de saber se as boards h110 permitem controlo sobre a voltagem da memória. Porque na minha experiência, qualquer memória DDR4 de 1,2V consegue bem mais frequência ou, o que interessa para o caso, menor latência com 1,3/1,35V.
     

Partilhar esta Página